faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

CROP recebe aporte da PIPE E FAPESP

Aruã Mastrangelo Prudenciatti.jpg

Mesmo em meio à crise sanitária e econômica que estamos passando, 2021 tem sido otimista quando se fala em venture capital.

No acumulado de 2021, as startups brasileiras já receberam cerca de 70% do total investido em 2020. De acordo com o levantamento Inside Venture Capital elaborado pela Distrito, hub de inovação aberta, de janeiro a abril deste ano estima-se que foram investidos R$2,3 bilhões de dólares nessa área. Isso significa um aumento de 187% em relação ao mesmo período de um ano para outro.

Com uma participação nesses investimentos, a CROP, startup de biotecnologia que faturou R$9 mil reais em 2020 e projeta faturar R$600 mil esse ano, foi contemplada pelo Programa de Pesquisa Inovativa para Pequenas Empresas (PIPE) da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) no valor de R$200 mil, devido à inovação tecnológica e desenvolvimento de novos produtos e obtenção de prova de conceito praticada pela empresa no setor de desenvolvimento de soluções na luta contra o SARS-CoV-2 causador da covid-19.

“Esse aporte é muito significativo pois é uma forma de reconhecimento pela seriedade e relevância do nosso trabalho. Incentivos assim colaboram para a CROP inovar seu modelo de negócio e ratificar a eficácia de insumos no combate à crise sanitária que estamos passando”, afirma Aruã Prudenciatti, cofundador e CEO da CROP Biotecnologia.

Segue mais informações da empresa:

Ano de fundação: setembro 2020

Faturamento em 2020: 9 mil reais

Expectativas 2021: 600 mil reais

Principais fatores que levaram ao crescimento de 2019: Pivotamos um novo modelo de negócios de um mercado que era inexistente até 2020.

Aporte: A empresa foi contemplada com  um PIPE Fapesp fase I de 200 mil reais para o core business que será recebido em abril de 2021

Diferenciais de mercado: em nosso core business, possuímos uma solução inovadora para doenças de alto impacto com soluções medico-nutricionais e biologia sintética. No que tange ao mercado de prestação de serviços, atuamos em parceria com centros de pesquisa como o Hospital das Clínicas da UNESP Botucatu para prestação de serviço de Pesquisa e Desenvolvimento. Nós não apenas realizamos os testes, nós também geramos inovações e ganho de valor para o produto do cliente – sem contar que também agregamos resultados de forma muito mais rápida do que a concorrência.

A empresa foi contemplada com  um PIPE Fapesp fase I de 200 mil reais para nosso core business que será recebido em abril de 2021. Fora isso, ainda não estamos com fundos de investidores fechados, apenas em negociação.

Market Share: 40%

Concorrentes: Quasar Bio e Núcleo Vitro

A CROP atua na linha de frente da COVID-19 lançando diversos produtos no mercado com potencial de reduzir a taxa de contágio do coronavírus. Atuamos em parceria com a UNESP Botucatu para realização dos serviços de P&D e, dessa forma, conseguimos investir um grande aporte financeiro na Universidade Pública para melhorias de estrutura e pagamento de comissão para os cientistas relacionados.

Porta-vozes:

Aruã Mastrangelo Prudenciatti - Co-fundador e CEO da CROP. Engenheiro de Bioprocessos e Biotecnologia. Mestrando em Biotecnologia Médica (P&D) pela UNESP.

Lucas Ribeiro - Co-fundador e CSO da Crop. Possui mestrado em Biotecnologia médica, com vírus. Experiências na extração de DNA

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar