faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Debate sobre Transformação Digital na saúde reforça importância da tecnologia nos cuidados com a mente

Fernando Silveira Filho.jpg
O tema foi o destaque do evento online "Painel ABIMED: os impactos da transformação digital na área da saúde”, que contou com representante do Fórum Econômico Mundial (WEF)

Como tem entre seus eixos estratégicos a Educação com foco em disseminar conhecimentos técnicos, na última quinta-feira (18) a Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde (ABIMED) lançou uma coletânea de artigos sobre Transformação Digital e seus impactos na saúde durante evento-debate online.

O documento é um produto do Comitê de Tecnologia e Inovação da ABIMED, coordenado por Manuel Coelho, Head de Inovação da Siemens Healthineers, e foi dividido em oito frentes: Prestadores e Fontes Pagadoras, Pacientes, Recursos Humanos, Marcos Regulatórios e Legais, Políticas Públicas, Modelos de Remuneração, Ecossistemas de Inovação e COVID-19, e conta com o registro do pensamento e posicionamento de um grupo excepcional de articulistas: autoridades, agentes públicos e profissionais dos mercados de saúde e inovação.

O presidente executivo da ABIMED, Fernando Silveira Filho, foi o moderador do debate que lançou a Nota Técnica. “Com este material temos o objetivo de promover conhecimento e disseminar o conceito da transformação digital e ética na saúde, bem como avaliar o seu impacto em cada um dos elos da cadeia do setor. Queremos fomentar a discussão sobre o assunto entre nossos associados e assim contribuir para sair do campo das ideias e ir para a ação, viabilizando a adoção de tecnologias que favoreçam o desenvolvimento da indústria 4.0 no setor”, disse.

Com 19 artigos ao todo, para o debate de lançamento foi selecionada a publicação “Construindo a confiança em tecnologias para a saúde mental”, produzida pelo Fórum Econômico Mundial (WEF) a partir de um estudo desenvolvido em parceria com a Delloite e que aborda pontos fundamentais e éticos a serem considerados antes do desenvolvimento de inovações tecnológicas, como aplicativos para celulares, que visem o cuidado psiquiátrico e psicológico, especialmente em tempos de pandemia.

Genya Dana, Head de Healthcare do WEF e principal palestrante do debate, destacou que na saúde metal são mais de 10 mil aplicativos nas lojas virtuais americanas, sendo que muitos não são baseados em evidência ou ciência, colocando os usuários sob riscos éticos significativos em termos de eficácia não testada em benefícios à saúde mental, além de violação de privacidade de dados devido a mau funcionamento. Por isso, é necessária a máxima tecnologia em segurança de dados médicos sobre a saúde mental e em recursos tecnológicos para os aplicativos.

Para Fernando, a questão dos dados é uma das mais importantes na Transformação Digital, permeando todas as oito frentes em que a redação da Nota Técnica foi baseada. “Sabemos que a privacidade do paciente é uma questão bastante delicada, por isso a ABIMED tem se debruçado em discutir o assunto nas mais diversas esferas para que o país avance na Saúde 4.0 sem infringir na proteção aos dados”, reforça.

Ainda sobre a Nota Técnica lançada na semana passada, Fernando reforça que a qualidade, a profundidade e as abordagens do material não deixam dúvidas de que o assunto Transformação Digital na Saúde é de alto impacto. “Seguiremos trabalhando no sentido de ampliar o acesso da população às tecnologias de saúde, tanto privada quanto pública, e promover a divulgação do conteúdo desta Nota Técnica é uma forma de mostrar a todos o quanto várias esferas já se aproximam desta realidade”, finaliza.

Links

Evento: Acompanhe a integra do evento de lançamento 

Download: Faça o download da Nota Técnica

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar