faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Hospital de Amor e IRCAD: De chácara alugada ao maior centro de treinamentos do mundo

Hospital de Amor e IRCAD: De chácara alugada ao maior centro de treinamentos do mundo

Médicos do Hospital de Amor atrelam solidez e padronização da técnica laparoscópica à vinda do IRCAD para o Brasil

Ao celebrar 20 anos da realização de videocirurgias no Hospital de Amor, em Barretos, na última semana, a equipe médica que atua no setor do digestivo, atrelou a segurança, padronização e alto nível técnico empregado nas cirurgias laparoscópicas à instalação de uma unidade do Centro de Treinamento em Cirurgias Minimamente Invasivas (IRCAD) em Barretos, em 2011. A celebração reuniu a mesma equipe médica que iniciou a técnica no hospital em 1999, celebrou o marco realizando uma laparoscopia no Hospital de Amor e contou com a presença de pioneiros da técnica no Brasil, além do fundador do IRCAD, professor e médico Jacques Marescaux que ministrou palestra sobre o futuro da cirurgia.

De acordo com o médico coloproctologista, Dr. Marcos Denadai, que integrou a equipe que realizou a primeira cirurgia no Hospital de Amor, no início a estrutura era modesta, porém local de grandes cirurgias.  Ele lembra que antes a base da literatura médica era rasa e muito questionada, mas que a partir 2000 a laparoscopia começou a ser vista com bons olhos, especialmente em virtude da publicação feita pelo professor Regadas, que relatou sua experiência com 401 casos com resultados satisfatórios, baixa taxa de conversão e 0,4% de óbitos e, em seguida, a publicação do professor Fábio Campos, que reuniu vários especialistas da época, detalhando experiências com resultados favoráveis. “Depois de comprovado cientificamente, nos sentimos ainda mais seguros de que estávamos no caminho certo e por isso decidimos reunir esses especialistas para nos ensinar, nascia então o primeiro curso teórico/prático realizado em uma chácara alugada ”, lembra.  Segundo Denadai, na ocasião foi contratada uma equipe de anestesistas veterinários para a realização de cursos em modelos vivos. O segundo curso evoluiu e foi realizado na sede do Hospital, com uma estrutura maior e, nos anos seguintes, com o empenho de impulsionar a curva de aprendizado da nova técnica, a equipe estava cada vez mais perto do maior centro de treinamento do mundo (IRCAD) que já tinha planos de se instalar na Argentina.

O presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, lembra da sensibilidade dos médicos para o convencer a implantar o método via SUS e buscar a instalação do IRCAD no Brasil, “ a grande mola mestre foi o Dr. Armando Melani, coordenador da primeira cirurgia minimamente Invasiva no Hospital, foi ele que, com muita sensibilidade, me convenceu da importância de todo o trabalho desta equipe e  foi  então que eu entendi que história do hospital é idêntica a história da laparoscopia em Barretos. A laparoscopia nasceu do impulso de fazer o que seria melhor pra atender todas as pessoas por igualdade, foi  o mesmo caminho que corremos pra chegarmos na medicina que temos hoje, onde o foco é exclusivamente o paciente”, disse Prata, uma vez que são poucos hospitais no Brasil que oferecem este tratamento totalmente gratuito ao paciente.

Convencido do propósito de tratamento oferecido pelo Hospital, o fundador do IRCAD – Jacques Marescaux designou a primeira unidade do centro de treinamento para Barretos, em 2011. Presente no evento de celebração dos 20 anos de laparoscopia do Hospital, Marescaux falou aos presentes sobre a evolução da técnica em Barretos e no mundo, abordando sobre novas tecnologias e o futuro da cirurgia robótica. Desde sua inauguração, o IRCAD Barretos soma 269 cursos realizados e mais  de 11 mil cirurgiões treinados.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar