faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Aumento de doenças renais demanda expansão de clínicas e investimentos no setor, aponta estudo da TCP Partners

hemodialise

Para atender pacientes em tratamento, serão necessárias 1.371 unidades de diálises em 2030, um aumento de 75,5% em relação ao número de 2018

O aumento de doenças renais e a busca por tratamentos exigirão investimentos no setor de nefrologia. Segundo estudo da TCP Partners, para suportar o crescimento do número de pacientes, serão necessárias 1.371 unidades de diálises em 2030, o que representa expansão de 75,5% em relação ao número de 2018, que é de 781 clínicas.

“O Brasil vai experimentar aumento de doenças renais semelhante ao ocorrido em países que tiveram envelhecimento da população, como Japão e EUA. O mercado de saúde passa por um forte processo de consolidação e expansão. Operações de fusões e aquisições de clínicas de diálise vão continuar em alta”, comenta o economista e sócio da TCP, Ricardo Jacomassi.

Com o crescimento do número de pacientes, é esperada uma sobrecarga do sistema público de saúde. A população idosa no país deve aumentar em cerca de 76% até 2030, aponta o IBGE. Entretanto, a renda média do brasileiro não evoluirá na mesma velocidade. O Brasil continuará sendo um país de renda média, o que deixará para o setor público uma participação relevante nos tratamentos renais advindos do envelhecimento da população.

Em 2030, a previsão é que 216 mil pessoas estejam em tratamento dialítico no Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2017 foram gastos R$2,5 bilhões no setor público com diálise. Em 2030, as estimativas da TCP indicam gastos da ordem de R$7,8 bilhões. Os planos de saúde privados também atenderão a demanda, respondendo por 27% das fontes pagadoras de tratamentos de diálise em 2030.

Ricardo Jacomassi destaca que o segmento de nefrologia terá um aumento de investimentos e desenvolvimento de inovações tecnológicas nos próximos anos. Entre as tendências do setor, a TCP aponta a automatização e robotização; aplicação de Big Data e Inteligência Artificial; consolidação da cadeia de insumos; e consolidação das clínicas regionais e locais.

Sobre a TCP Partners

A TCP é uma empresa de investimentos e gestão fundada em 2008, especializada em Fusões e Aquisições, Reestruturação Operacional e Financeira, Soluções em TI & Automação e Captação de Recursos. A sede está localizada em São Paulo, com presença em 18 estados do Brasil. Possui cobertura global através da BTGGA, com 182 escritórios ao redor do mundo.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar