faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Celltrion Healthcare anuncia faturamento de mais de R$ 274 milhões no primeiro semestre de 2022

divulgação Celltrion Healthcare.png
Tal resultado é 14% superior ao valor total de 2021, que alcançou mais de R$ 240 milhões. A companhia aposta no lançamento de um novo medicamento biossimiliar por ano até 2032

A Celltrion Healthcare, biofarmacêutica sul-coreana especializada no desenvolvimento e produção de biossimilares e novas moléculas, que fornece medicamentos inovadores e acessíveis aos pacientes dos sistemas de saúde pública e privada, acaba de anunciar o resultado de seu faturamento do primeiro semestre de 2022 que foi de mais de R$ 274 milhões.

Tal resultado é 14% superior ao alcançado em todo o ano de 2021, no qual a companhia informou o fechamento anual em mais de R$ 240 milhões, a partir da comercialização de cerca de 492 mil ampolas de medicamentos frente as mais de 427 mil ampolas vendidas em todo ano passado e da realização de diversas licitações com o Ministério da Saúde.

“Nossa estratégia está baseada na nossa crença da retomada da economia. Somente no primeiro semestre deste ano, obtivemos um faturamento no mercado público e privado, de mais de R$ 274 milhões, referente à venda de três medicamentos da companhia (Rituximabe, Infliximabe e Tratuzumabe). Hoje já estamos presentes em todo território brasileiro e além disso, nossa expectativa é de lançar um medicamento biossimilar por ano até 2032”, explica Michel Batista, Gerente Sênior de Negócios da Celltrion Healthcare no Brasil.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar