faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Empresa cria programa que reduz valor do plano de saúde em até 20%

plano de saúde.jpg

Com a chegada do novo ano, aparecem também os boletos e seus reajustes. Nesse contexto, os consumidores notaram este ano um aumento significativo no valor do plano de saúde. Recentemente o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) divulgou uma pesquisa que informa que o acúmulo de reajustes em 2021 deixou os planos de saúde coletivos até 50% mais caros. Essa alta se deve à prorrogação das correções de 2020 e, consequentemente, à cobrança retroativa do que deixou de ser pago.

Ainda, recentemente o Procon-SP ameaçou ir à justiça se a ANS não limitar os reajustes nos planos coletivos. De acordo com o ofício elaborado pelo órgão e enviado à Agência Nacional de Saúde, o pedido é de que ela determine a imediata redução das correções anuais aplicadas —limitando-as ao mesmo índice adotado para planos individuais, de 8,14%.

Diante dessas questões e da situação enfrentada por muitos brasileiros, de diminuição de renda e dificuldades financeiras, a Amarq - empresa especializada em gestão de benefícios com foco na inteligência em saúde e bem-estar – encontrou uma solução que reduziu em até 20% o valor do plano de saúde coletivo. Essa conquista se deu graças aos resultados obtidos no Programa Pró-Saúde, que conta com a inteligência e a segurança das relações virtuais para oferecer telemedicina e assistência psicológica, além de um sistema de saúde preventiva.

Em vez do colaborador ir a um Pronto Socorro de imediato, o programa permite que ele primeiro realize um atendimento online com médicos e enfermeiros para entenderem os sintomas e auxiliarem no tratamento. Cerca de 70% dos casos conseguem ser resolvidos sem sair de casa, fato que representa uma redução nos gastos hospitalares, refletindo no custo para as empresas.

De acordo com a CEO da Amarq, Mariana Marques, cada ida ao Pronto Atendimento custa, em média, R$600. Com o serviço oferecido no Pró-Saúde e a diminuição das visitas aos hospitais, foi possível reduzir esse custo para os clientes. Atualmente o serviço conta com aproximadamente 100 mil usuários e com uma estrutura de atendimento 24 horas, altamente preparados para ajudar o programa do Pró-Saúde, da Amarq.

“Muitas pessoas costumavam correr ao pronto-socorro sempre que sentiam algum incômodo, algo que estivesse fora do comum, muitas vezes sem necessidade. Isso gerava um custo extremamente alto para todos. Com a criação do Pró-Saúde, auxiliamos no tratamento preventivo e essa ida ao hospital teve uma grande redução, o que possibilitou a queda nos valores repassados aos nossos clientes”, afirma Mariana.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar