faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Mark Zuckerberg doa US$ 25 milhões para combater ebola

mark-zuckerberg-doa-us-25-milhoes-para-combater-ebola.jpg
- Shutterstock
Presidente da rede social vai doar US$ 25 milhões à ONG CDC Foundation. 2° caso de contaminação nos EUA foi divulgado nesta quarta (15)

O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou nesta terça-feira que ele e sua esposa Priscilla Chan vão doar US$ 25 milhões à ONG CDC Foundation para combater a epidemia de ebola.

Zuckerberg escreveu em sua página na rede social "temos de manter o ebola sob controle no curto prazo para que ele não se espalhe e se torne uma crise de saúde global que tenhamos de combater durante décadas, como aconteceu com o HIV e poliomielite”. 


A CDC Foundation, que diz em seu site não ser parte do CDC (órgão ligado ao governo federal dos EUA), afirma ter 700 membros trabalhando na prevenção e em medidas paliativas contra o ebola na África. A organização atua nas áreas de instrução preventiva, vigilância, gerenciamento de dados, rastreamento de contatos, comunicação e logística.


Após o anúncio, a CDC Foundation emitiu um comunicado que o montante será usado nos países mais afetados, segundo o grupo: Guiné, Libéria e Serra Leoa - "e onde mais o ebola for uma ameaça".


"Esta doação será usada para resolver demandas identificadas nos locais pelos especialistas do CDC nos locais, e que senão poderiam passar desassistidas."


O ebola é uma doença infecciosa viral. A atual epidemia já vitimou mais de 4.000 pessoas na África ocidental e nesta quarta-feira (15) os EUA anunciou o segundo caso de contaminação no País.
Um funcionário do sistema de saúde do Texas foi contaminado com ebola e testou positivo para a doença, informou o Departamento de Serviços de Saúde Pública do Estado nesta quarta-feira (15). Ele foi infectado enquanto tratava do liberiano Thomas Eric Duncan, primeiro paciente da doença no País.


O funcionário do Hospital Presbiteriano do Texas foi imediatamente isolado após apresentar febre nesta terça-feira (14), informou o órgão.


LEIA MAIS

Conheça os protocolos de segurança contra o ebola


Transmissão do ebola entre profissionais de saúde preocupa

O Centro para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) informou que o exame positivo do segundo trabalhador foi o resultado de uma análise preliminar realizada durante a noite e que o organismo está realizando a própria análise para confirmar o resultado.

O CDC destacou que novas medidas estão sendo adotadas para aumentar o nível de preparação nos hospitais, incluindo o envio a Dallas de especialistas que conseguiram controlar focos de Ebola na África nas últimas duas décadas.

Houve suspeita de que um homem no Brasil, natural de Guiné, estivesse infectado com o vírus, mas o caso se provou infundado segundo diagnóstico da Fiocruz, onde ele ficou internado durante uma semana.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar