faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Médicos, universidade e parlamentares debatem futuro do ensino médico no Brasil

Criação indiscriminada de cursos é feita sem a infra-estrutura necessária para formar profissionais com qualidade

A Associação Médica Brasileira, o Conselho Federal de Medicina e a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo promovem reunião conjunta com a Frente Parlamentar de Saúde, para debater o ensino médico brasileiro. O encontro acontece na Sala da Congregação da FMUSP, amanhã, dia 3 de outubro, das 8h30 às 13h, e colocará em pauta temas como pré-requisitos para a criação de novas faculdades de Medicina, demanda social, infra-estrutura e recursos humanos.
Existem atualmente no País 116 escolas médicas em funcionamento. Só nos primeiros seis meses de 2003, cinco novos cursos de medicina foram autorizados pelo MEC. O problema é que a criação indiscriminada de cursos é feita sem a infra-estrutura necessária para formar profissionais com qualidade. Muitas faculdades nem ao menos têm um hospital escola e ainda apresentam deficiências pedagógicas e de estrutura.
Além disso, o País não precisa mais de médicos e sim de incentivo e de uma política racional de distribuição geográfica dos profissionais. No Brasil, temos 1 médico para cerca de 600 pacientes, enquanto a Organização Mundial de Saúde preconiza que a relação ideal entre médicos e pacientes é de 1 para 1000.

Serviço:
Data: 3 de outubro de 2003
Horário: das 8h30 às 13h
Sala da Congregação da FMUSP - av. Dr. Arnaldo, 455, Cerqueira César, SP/SP

TAG: Hospital
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar