faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Ranking do Idec: Planos de Saúde, Serviços Financeiros e Telecomunicações lideram atendimentos

consumidor

Pelo 8° ano seguido, Planos de Saúde estão entre os mais demandados por associados, seguido por serviços financeiros, telecomunicações e problemas relacionados a produtos

O Idec, ONG de Defesa do Consumidor, divulgou nesta segunda-feira (16), na sequência do Dia Mundial do Consumidor (15/03), o seu ranking anual de atendimentos de dúvidas de consumo. No topo do levantamento referente a 2019, e pelo oitavo ano consecutivo, ficaram os questionamentos relacionados a Planos de Saúde, com 23,8% dos registros; seguido por Serviços Financeiros (18,5%); Telecomunicações, com 14,6%; e Produtos (10%).

Veja abaixo os dados dos últimos três anos:

2017

2018

2019

1º Planos de Saúde - 23,4%

1º Planos de Saúde - 30,2%

1º Planos de Saúde - 23,8%

2º Produtos - 17,8%

2º Serviços Financeiros - 16,8%

2º Serviços Financeiros - 18,5%

3º Serviços Financeiros - 16,7%

3º Produtos - 16,7%

3º Telecomunicações - 14,6%

4º Telecomunicações - 15,8%

4º Telecomunicações - 15%

4º Produtos - 10%

5º Água, Energia e Gás - 7,2%

5º Água, Energia e Gás - 4,1%

5º Água, Energia e Gás - 5,5%

Outros - 19,1%

Outros - 17,2%

Outros - 27,6%

 

O principal tema abordado pelos associados do Idec sobre planos de saúde continua sendo reajuste abusivo, predominantemente de planos coletivos, que não são regulados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Em 2019, o percentual de casos envolvendo reajustes manteve o alto patamar do ano anterior e correspondeu a 50,1% - ou seja, a metade dos atendimentos desse segmento.

Excluindo os planos, outros temas relacionados à Saúde que tiveram reclamações em 2019 foram medicamentos (2,1%), serviços particulares de saúde (2,1%), planos odontológicos (0,8%) e serviços de estética e beleza (0,2%).

Se mantendo em segundo lugar no ranking geral, a categoria de Serviços Financeiros foi responsável por 18,5% dos registros. Dentro do segmento financeiro, os problemas com "cartões de crédito/débito/loja" ficaram na liderança (25,5%), seguido dos problemas com “crédito pessoal” (15%). Dentro desses segmentos de serviços financeiros, o maior número de reclamações se deve a cobrança indevida, problema em renegociação e clonagem/furto/fraude.

Na terceira colocação, subindo uma posição em relação ao ano passado, ficaram as dúvidas e queixas sobre o setor de telecomunicações, com 14,6%. Problemas com combos de serviços (27%), telefonia fixa (19%) e telefonia móvel pós-paga (18%) foram os temas mais questionados.

Em 2019, as dúvidas e queixas relacionadas a Produtos caiu para a quarta posição, com 10%. O maior motivo das dúvidas estava relacionado a problemas com produtos eletroeletrônicos, veículos, e itens de telefonia e informática.

Desde que registrou um forte aumento no número de atendimentos em 2017 (7,2%), os atendimentos sobre Água, Energia Elétrica e Gás passaram a ser contabilizados em um grupo separado. Em 2018 a participação desta categoria caiu para 4,1%, mas no ano passado voltou a crescer e atingiu 5,5% das reclamações dos associados do Idec, com a maioria relacionada a queixas sobre cobranças indevidas (84,7%).

TAG: Destaques