faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Vendas de genéricos crescem 11,5% no 1º semestre

Setor como um todo apresentou resultado 7,8% melhor. Receita bruta obtido pelos medicamentos somaram R$ 7,5 bilhões, evolução de 18,3%

Os genéricos puxaram as vendas na indústria farmacêutica brasileira no primeiro semestre. Segundo um levantamento da PróGenéricos (Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos) as vendas do segmento cresceram 11,5% em unidades nos seis primeiros meses de 2014, em relação ao mesmo período de 2013: 416,1 mil unidades contra 373,1 mil.

Em receita bruta, as vendas de medicamentos genéricos somaram R$ 7,5 bilhões no primeiro semestre deste ano contra R$ 6,23 bilhões no mesmo período do ano anterior, evolução de 18,3%.

As vendas do setor como um todo, incluindo todas as demais categorias de medicamentos, apresentaram crescimento de 7,8%, saindo de 1,38 bilhão de unidades entre janeiro e junho de 2013 para 1,48 bilhão no mesmo período deste ano. Em valores, o total das vendas no varejo farmacêutico brasileiro no primeiro semestre somaram R$ 30,9 bilhões de reais contra R$ 27,3 bilhões nos dois períodos, crescimento de 13,26%.

O levantamento mostra que ao excluir os genéricos dos resultados do mercado farmacêutico nacional, o desempenho das vendas em unidades foi de 6,8%. Em valores, sem os genéricos a receita com as vendas da indústria farmacêutica teriam apresentado leve retração de 0,1%.

A PróGenéricos revisou sua expectativa de crescimento para 2014 dos 20% esperados para a venda em unidades para 15%. A entidade afirma que uma revisão no sistema tributário de medicamentos poderia reverter o cenário.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar