faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Pesquisa do Instituto Lado a Lado pela Vida com mais de mil homens em todo o Brasil aponta que 32% conhecem alguém próximo que teve ou tem câncer de próstata, mas isso não aumenta as chances de buscarem a prevenção

SÃO PAULO, 17 de novembro de 2016 /PRNewswire/ -- A pesquisa realizada pelo Lado a Lado pela Vida com a Kaiser Associates, ouviu 1.130 homens a partir de 18 anos de idade, de todas as classes sociais e nas principais capitais.

Os dados mostraram que a maioria (74%) foi ao médico uma vez nos últimos seis meses. O clínico geral é a especialidade mais consultada, 54%. Apenas 10% dos homens procuraram o urologista.

"No Brasil a porta de entrada para o paciente do Sistema Público de Saúde é o clínico geral. Isso mostra que temos oportunidade de aumentar o diagnóstico precoce de Câncer de Próstata com a  criação de programas de capacitação desses médicos, para que encaminhem o paciente precocemente ao urologista", afirma Archimedes Nardozza, membro do Comitê Científico do Lado a Lado e Presidente da Sociedade Brasileira de Urologia.

Somente 10% realizaram exame preventivo de próstata, dentre eles, 17% estão na faixa acima de 60 anos mostrando que a realização de exames de detecção é feita tardiamente.

Dentro deste cenário, chama a atenção o fato de, apesar do médico ser o mais consultado para informações sobre saúde, a Internet está tomando uma proporção importante.

Daqueles que acessam websites e redes sociais para obterem informações sobre saúde, 79% tem entre 18 e 40 anos.

"Isso reforça que campanhas de conscientização são fundamentais para levar informações sobre saúde a um maior número de pessoas e mostrar aos homens a importância da detecção precoce", afirma Fernando Cotait Maluf, oncologista e membro do Comitê Científico do Lado a Lado.

Entre as doenças crônicas, a pesquisa mostra que são mais comuns a partir dos 40 anos de idade, e as principais são pressão alta, colesterol alto, doenças respiratórias e obesidade.

"Essa pesquisa nos traz dados importantes para traçarmos estratégias para a melhoria da saúde do homem no Brasil. Além disso, confirma que estamos no caminho certo, abordando a Saúde Integral do Homem durante o ano todo: de Novembro a Novembro Azul. Mas, ainda é preciso quebrar muitos preconceitos para que o homem cuide bem de sua saúde e em todas as fases da vida", afirma a Presidente do Lado a Lado pela Vida, Marlene Oliveira.

Contato:
Ana Lúcia Moretto
4Press
11-5096-0439

FONTE Instituto Lado a Lado Pela Vida

GSK lidera o Access to Medicine Index 2016

shutterstock_301945214

A GlaxoSmithKline (LSE / NYSE: GSK) ficou em primeiro lugar no ranking geral do Access to Medicine Index pela quinta vez consecutiva, assumindo posição de liderança nos quesitos pesquisa e desenvolvimento; preços, fabricação; distribuição e doações de produtos.

O índice, que destaca a GSK por sua clara estratégia de acesso a medicamentos, é um reconhecimento independente as 20 empresas farmacêuticas mais comprometidas com o acesso a cuidados com a saúde em países em desenvolvimento. A companhia lidera o Access to Medicine Index, que classifica empresas individualmente por seu desempenho em sete categorias, desde que o ranking foi lançado, em 2008.

Comentando sobre o Índice de 2016, o CEO da GSK, Sir Andrew Witty, disse:

"Ao longo da última década, nosso compromisso para ampliar o acesso aos cuidados de saúde tem sido reconhecido pelo Access to Medicine Index. Trata-se de um reconhecimento a todos na GSK, assim como de nossos parceiros, que se esforçam diariamente para pesquisar, desenvolver e entregar medicamentos e vacinas inovadoras. Esta dedicação permite que mais crianças nos países mais pobres sejam imunizadas contra doenças graves; mais pacientes possam receber os medicamentos para HIV e asma; e que os cuidados básicos de saúde atinjam as comunidades mais remotas.”

"As mudanças que realizamos em nosso modelo de negócios nos permitem tornar nossos produtos tão disponíveis e acessíveis quanto possível, gerando os retornos que precisamos para sustentar nossos negócios e investir em pesquisa. Mas não podemos nos acomodar. Melhorar o acesso é um desafio complexo e contínuo, que se reflete no Índice deste ano, que foi mais exigente do que nunca. Como negócio e como indústria, temos que continuar a nos desafiar para avançarmos ainda mais e de forma muito mais rápida para assegurar acesso aos cuidados de saúde. Este é um desafio para o qual estamos preparados e dispostos a assumir.”

Desde a última edição do Índice, em 2014, a GSK realizou novas medidas para ampliar o acesso a seus medicamentos, incluindo:

  • Expansão de nossa abordagem gradual em matéria de patentes e propriedade intelectual para ampliar o acesso nos países mais pobres do mundo.
  • Nossa vacina contra malária recebeu parecer científico positivo dos reguladores europeus para utilização na prevenção da malária em crianças na África subsaariana.
  • Num esforço para ampliar o acesso ao dolutegravir — nosso mais novo medicamento contra o HIV — nosso negócio de HIV, ViiV Healthcare, estendeu seu acordo de licença com o Medicine Patent Pool para cobrir todos os demais países de renda média baixa. Isto significa que 270.000 pessoas estão cobertas pela licença que inclui mais de 94% dos adultos vivendo com HIV nos países em desenvolvimento.
  • Promover o nosso African Open Lab para apoiar a pesquisa de doenças não transmissíveis e colaborar com as universidades africanas para desenvolver competências e capacidades.
  • Introdução de estratégias de preços para mais produtos, abrangendo uma ampla gama de doenças, incluindo HIV / AIDS, coqueluche e doenças respiratórias, como a asma.
  • Atingir 1.3 milhão de crianças em alguns dos países mais pobres do mundo por meio da parceria com a Save the Children. Isso inclui tratar crianças contra malária, pneumonia e diarreia, além de fazer a vacinação chegar às crianças.
  • Avançar na pesquisa de potenciais novos antibióticos e nos engajar no comprometimento da indústria para reduzir o desenvolvimento da resistência antimicrobiana, investir em pesquisa e desenvolvimento e melhorar o acesso aos antibióticos.

Essas iniciativas baseiam-se nas mudanças profundas que fizemos em nosso modelo de negócios para impulsionar o acesso sustentável e a inovação; no estímulo à colaboração na pesquisa de doenças que afetam desproporcionalmente os países em desenvolvimento; no apoio às comunidades para fortalecer seus sistemas de saúde; na formação de parcerias com governos, ONGs e outras empresas para ampliar nossos esforços.

O ranking 2016 descreveu a GSK como a empresa mais orientada para o acesso e reconheceu particularmente os nossos esforços para implementar estratégias de preços equitativos para mais medicamentos, assim como nosso compromisso de longo prazo para o desenvolvimento de produtos e tecnologias em benefício da saúde. Ele também reconheceu as mudanças significativas em nosso modelo comercial que representam a modernização na forma como vendemos e comercializamos nossos medicamentos, como a decisão de não mais pagar aos médicos para falar em nosso nome, bem como a descontinuidade dos pagamentos aos nossos representantes a partir de metas de vendas individuais.

Desde que a nossa participação para o índice de 2016 foi submetida, tomamos novas medidas para fortalecer o acesso a medicamentos e vacinas. Estes incluem a oferta de estender o nosso preço mais baixo para as vacinas pneumocócicas para organizações da sociedade civil internacionalmente reconhecidas que financiam e entregam programas de imunização para as comunidades de refugiados.

Hospitalar participa da 4ª edição do Conahp

Evento que começa hoje (16), em São Paulo, deve reunir cerca de 60 especialistas nacionais e internacionais

hospitalarconahp2016Com o intuito de estar cada vez mais próxima do setor e estimular discussões sobre ética e conduta empresarial na saúde, a Hospitalar participará da quarta edição do Congresso Nacional dos Hospitais Privados, o Conahp, que acontece a partir de hoje (16) até o dia 18 de novembro. Sob o tema “Ética: a sustentabilidade da saúde no Brasil”.

 “O Conahp é um evento de peso do setor, e como parceiros da Anahp não poderíamos deixar de apoiar e participar dessa importante ação que reúne grandes especialistas da área hospitalar, faz parte do nosso DNA fomentar a indústria da Saúde”, pontua Viviane Santos, gerente de marketing, que marcará presença juntamente com Juliana Bellangero, Key Account da área da Facilities e Ana Jussara Leite, consultora; todas representando o time da Hospitalar.

Durante os três dias de congresso, os participantes acompanharão sessões plenárias e paralelas com palestrantes nacionais e internacionais renomados, exposição de trabalhos científicos e espaço de relacionamento com parceiros em um único ambiente. Serão mais de oito palestras magnas e mais de 10 sessões paralelas abordando a ética a partir de três eixos estratégicos: nas relações entre pacientes, hospitais e equipes de saúde; nas organizações e modelos de governança; e nas escolhas em saúde.

Serviço:

4º Congresso Nacional dos Hospitais Privados – Conahp

Quando: de 16 a 18 de novembro, a partir das 8h

Onde: Centro de Convenções do Hotel Sheraton WTC

Av. das Nações Unidas, 12559, São Paulo - SP

Informações: (11) 3178.7444 ou eventos@anahp.com.br

MEDICA 2016: Hospitalar realiza coquetel em homenagem à Messe Düsseldorf pelos 19 anos de trabalho em conjunto

4.coquetel medica2Visando gerar valor aos expositores nacionais e internacionais, representantes da Hospitalar estão presentes em mais uma edição da MEDICA, evento que ocorre em Düsseldorf, na Alemanha, desde a última segunda-feira (14). Como parte da estratégia, a comitiva promoveu um coquetel seguido por homenagem à Messe Düsseldorf pelos 19 anos de trabalho em conjunto em prol da promoção dos expositores da Hospitalar na MEDICA e pela oportunidade oferecida de estreitar relações com o mercado internacional em todos os anos de participação. "Comemorar quase duas d

4.coquetel medica 3

écadas do Acordo de Cooperação Estratégica da Hospitalar com a MEDICA, pautado por uma relação ética e de respeito profissional, engrandece nossas feiras e o setor de saúde mundial como um todo", ressalta a fundadora e presidente da Hospitalar, Dra. Waleska Santos.

A ação aconteceu dentro do pavilhão brasileiro promovido pela ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios). Além da Dra. Waleska, participam da MEDICA a diretora Mônica Araújo; o coordenador de mercado externo, Pedro Cilento; o Key Account da área de TI, Vinicius Pereira e o gerente de eventos, Fábio Stringhini. O evento acontece até esta quinta-feira (17).

Grupo Mídia amplia sua atuação no mercado global da saúde.

Empresa líder em conteúdos editoriais do setor marca presença na MEDICA, maior feira de saúde do mundo

3.GRUPOMIDIAMEDICA foto01Gerente Comercial da Hospitalar Feira + Fórum, Fábio Stringhini no espaço do Grupo Mídia na Médica, com o CEO e publischer da organização, Edmilson Jr. Caparelli.Reforçando sua atuação no mercado global da saúde, o Grupo Mídia marca presença em mais uma edição da MEDICA, maior feira de saúde do mundo, que acontece em Düsseldorf/Alemanha nos dias 14 a 17 de novembro.  Além de potencializar o relacionamento com parceiros das indústrias brasileiras de saúde como a ABIMO, Fanem e Hospitalar Feira e Fórum entre outros que estarão no evento, a organização também apresenta a edição especial Heatlhcare Management International. “Esta edição internacional reforça nossa presença no mercado global bem como, apresenta a nossa indústria brasileira que estará com estandes na MEDICA. É o momento de estreitar ainda mais o nosso relacionamento com grandes marcas nacionais e também conhecer as inovações mundiais da saúde”, completa o CEO e Publisher do Grupo Mídia, Edmilson Jr. Caparelli.


Na MEDICA, o Grupo Mídia está com a diretora editorial Carla de Paula; diretora administrativa Lucia Caparelli e o diretor de marketing, Jailson Rainer para uma cobertura especial do evento. “Já é tradição estarmos com a nossa equipe para matérias exclusivas da indústria brasileira na MEDICA bem como, destacarmos as tendências do mercado mundial”, ressalta o executivo.


Crescimento e 10 anos:  Retornando da MEDICA, segundo Edmilson Jr. o Grupo Mídia se prepara para o evento Líderes da Saúde, que acontece no dia 6 de dezembro no Espaço Apas. A iniciativa já tradicional no calendário da saúde e reúne em cada edição os principais influenciadores e decisores do setor para um momento único de troca de experiências, relacionamento e homenagem às empresas que se destacaram no ano. A grande novidade deste ano é o anúncio para todo o mercado das ações estratégicas do Grupo Mídia em 2017, momento especial em que se comemora dez anos da empresa.

“O crescimento do Grupo Mídia está alicerçado em nosso propósito de oferecer conteúdos e eventos segmentados que tragam discussões e provocações para a melhoria e eficácia da saúde e promover a qualidade do relacionamento entre os pares”, finaliza o executivo.

Uso da inteligência artificial no setor da saúde avança no Brasil

Empresa passa a utilizar a plataforma Watson da IBM para desenvolver medicamentos e dermocosméticos

2. inteligncia artificialA TheraSkin, indústria farmacêutica especializada em dermatologia, anuncia que está utilizando a ferramenta Watson for Drug Discovery na pesquisa e desenvolvimento de produtos e medicamentos. Hospedada na nuvem, a solução da IBM utiliza a computação cognitiva para identificar as relações entre genes, proteínas e medicamentos relacionados às doenças em estudo e, assim, agilizar o processo de novas descobertas científicas. Para isso, a análise do Watson é baseada em evidências extraídas das informações que o sistema aprendeu. Esta plataforma é atualizada com os mais recentes artigos científicos, periódicos médicos, livros e registro de patentes.

A ideia é que o Watson ajude os pesquisadores a encurtar o tempo de desenvolvimento de produtos e medicamentos, os auxiliando na apuração e na triagem de documentos científicos e médicos, facilitando as pesquisas em que estão trabalhando. O resultado final será comprovado pelo consumidor e pela comunidade médica, que terão acesso mais rápido e com a mesma precisão a soluções que proporcionam a beleza e manutenção de uma pele saudável.

A TheraSkin é a primeira empresa a utilizar a solução Watson for Drug Discovery na América Latina.

Com informações do Blog TI+ Simples - IBM

MISSÃO CLUSTER DE TECNOLOGIAS PARA A SAÚDE NA MEDICA 2016

1.clusterCom o propósito de prospectar novos negócios, o Cluster de Tecnologias para a Saúde RS participa, com empresas expositoras e empresários, da MEDICA, maior feira do setor no mundo, que acontece desde a última segunda-feira (14),  em Dusseldorf, Alemanha. Ao todo são 22 integrantes. A Missão é integrada por 11 empresas, e os demais participantes são instituições do setor da saúde, como universidades, hospitais, parques tecnológicos, entre outros.

A organização da exposição e da Missão é uma parceria entre o Sebrae, Fiergs e Governo do Estado - através da AGDI (que subsidia o espaço da exposição) e do Badesul. O Sebrae apoia financeiramente as micro e pequenas empresas em um percentual do pacote de viagem.

O estande do Cluster da Saúde na MEDICA tem 54m2 e está localizado junto ao pavilhão brasileiro, em parceria com a ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios).

Estão previstas visitas técnicas e reuniões de negócios, muitas já agendadas com antecedência, por exemplo, encontros entre empresas gaúchas e de Israel. O grupo permanecerá até o dia 19 de novembro em Düsseldorf, já que no dia 18 realizam visitas aos institutos e empresas da área da saúde.

Raul Cutait é condecorado com o Colar de Honra ao Mérito Legislativo

O médico, com 43 anos de carreira, é uma das maiores referências médicas do País

Sol Raul Cutait Raul e Marcia CutaitO médico Raul Cutait e sua mulher Marcia Cutait.Na noite da última quinta-feira (10), Raul Cutait, cirurgião gástrico, especialista em coloproctologia, endoscopia digestiva, cirurgia videolaparoscópica e cirurgia geral, recebeu o Colar de Honra ao Mérito Legislativo. A homenagem, que ocorreu em ato solene na Assembleia Legislativa de São Paulo, reuniu autoridades, amigos e familiares.

 “Sucesso é poder compartilhar amor e afeto, ser respeitado e respeitar”, ressaltou o médico ao falar sobre a importância da medicina em sua vida. Segundo ele, a área médica lhe deu a oportunidade de preencher inquietações, conhecer, conviver com diferentes crenças e fazer o bem para as pessoas. “Nem sempre tudo dá certo na medicina, mas temos de tentar que tudo dê certo, sob a égide do comportamento ético”.

Cutait criticou ainda o sistema público e privado de saúde “por não privilegiarem o médico”, e as escolas de medicina do País por não apresentarem nem condições básicas nem humanas para formar profissionais. “Jovens se formam sem condições de competir por vagas de residentes que, atualmente, são 30% inferiores ao número de formandos”, destacou.

Cutait adicionou a essa crítica os baixos salários pagos aos médicos, que os obrigam a ter até quatro empregos, restando-lhes pouco tempo para se dedicar à família e ao lazer. O especialista se referiu às pesquisas que revelaram que as remunerações, apesar de insuficientes, não estão no topo das reclamações dos médicos. O que mais os incomodam é a incapacidade de exercer a medicina em sua plenitude. “Sentem-se derrotados porque os exames e tratamentos não são acessíveis ou demoram em demasia”, pontuou. Após esta explanação, Cutait disse que aceitava a homenagem em nome da categoria.

Prestígio

Raul Cutait tem mais de 15 prêmios científicos nacionais e internacionais, destacando-se o ISI (Institute for Scientific Information), conferido em 2001. Membro de 19 sociedades médicas nacionais e 17 internacionais, é co-fundador da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Laparoscópica.

Ao se dirigir ao homenageado, Antonio Jorge Salomão, secretário-geral da Associação Médica Brasileira, lembrou episódios que evidenciam a atuação de Cutait na área médica. Um deles foi o fato ocorrido em maio deste ano, quando o Supremo Tribunal Federal votou e derrubou a validade da lei que autorizava pacientes com câncer a fazer uso da chamada pílula do câncer. Os ministros argumentaram que a lei punha em risco a segurança e a saúde dos pacientes, abrindo precedentes para que outras drogas fossem ofertadas à população sem a devida comprovação de segurança médica. “A fundamentação dos ministros baseava-se em artigo de Cutait, segundo o qual as doenças devem ser entendidas à luz da ciência; ele destacava que a esperança é fundamental e os médicos devem fazê-la constar de seus receituários, colocando-se como parceiros de seus pacientes em suas batalhas contra a doença, mas não devem oferecê-la sem o devido embasamento científico, sob o risco de promover o charlatanismo”, relatou.

 Ao final da cerimônia, Capez cumprimentou Cutait “pelo exemplo de ser humano e cidadão, pela grandeza e humildade”. A entrega da honraria foi feita por dois pacientes do médico: Maria Fernanda Capez e Salim Curiati. 

Pixeon adquire soluções e carteira da Digitalmed

shutterstock_258783284

A Pixeon, empresa de tecnologia líder no segmento da saúde, acaba de anunciar a aquisição de soluções tecnológicas, mix de produtos e clientes da Digitalmed. Com a transação, a empresa amplia sua lista de clientes para cerca de duas mil instituições em todo o país e passa a ter a maior base instalada de softwares em prestadores de saúde da América Latina.

A negociação está alinhada aos planos da Pixeon de se tornar líder no semento de saúde com soluções baseadas em nuvem e no formato SaaS - Software-as-a-Service. Agora, a empresa - que atua nos segmentos hospitalar, laboratorial e de diagnóstico por imagens - projeta para 2017 um faturamento de R$ 100 milhões, valor que representa crescimento de 295% quando comparado aos resultados de 2014. A trajetória ascendente se acentuou após a companhia receber aportes dos fundos internacionais Riverwood Capital e Intel Capital, que investem em empresas focadas na busca de inovações tecnológicas.

"Essa transação é um movimento estratégico não apenas para a Pixeon, que reforça a oferta de produtos SaaS e de soluções baseadas na nuvem, mas para todo o mercado da saúde, que tem na tecnologia um dos principais aliados para superar os desafios de integração de serviços previstos para os próximos anos", aponta Roberto Ribeiro da Cruz, CEO da Pixeon. "Esta transição para os ambientes cloud e web trará impactos positivos a instituições e profissionais da saúde, que serão beneficiados com mais produtividade e agilidade nos processos de negócios, oferecendo atendimento de maior qualidade ao paciente", comenta o executivo.

Com a aquisição, a companhia reforça seu papel de destaque como provedor líder de tecnologia e software para instituições de saúde do país, oferecendo soluções completas aos seus clientes e investindo fortemente na tecnologia core de seus produtos. Ao mesmo tempo, amplia ainda mais sua presença nas áreas de laboratório e centros de imagem, as quais já tem atuação destacada.

Crescimento acelerado e reconhecimento internacional

O período entre 2014 e 2016 foi especial para a Pixeon: a empresa se consolidou como uma das principais fornecedoras de HIS (Hospital Information System), LIS (Laboratory Information System), PACS (Picture Archiving and Communication Systems) e RIS (Radiology Information System) do mercado nacional. Com forte atuação no território brasileiro, a companhia também almeja crescer fora do país. Este ano, reforçou seus planos de expansão na Argentina, onde pretende aumentar em 55% o número de clientes atendidos até dezembro.

Globalmente, a qualidade dos produtos da Pixeon também recebe destaque. A KLAS - instituto que ranqueia os melhores fornecedores mundiais de tecnologia para saúde - atribuiu ao PACS Aurora, solução da empresa voltada a centros de diagnóstico por imagem, a melhor avaliação entre todos os PACS disponíveis na América Latina. Este reconhecimento internacional reflete o compromisso da empresa com a qualidade da entrega aos seus clientes. "Queremos não ser somente a maior, mas também sermos reconhecidos pela excelência em relacionamento, serviços profissionais e produtos", conclui o CEO da empresa.

Diante do cenário de crise econômica, FENAESS aposta na qualificação profissional da população

Sindesspa 1A FENAESS (Federação Nacional dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde) é uma das instituições apoiadoras da Hospitalar e de vários congressos que ocorrem paralelamente ao evento, entre eles o CISS (Congresso Internacional de Serviços de Saúde). Para o presidente da entidade, Dr. Breno de Figueiredo Monteiro, a FENAESS faz parte da história da Hospitalar, já que participa do evento desde o seu lançamento, há 24 edições.   Em entrevista exclusiva, ele ressalta ainda os principais projetos da FENAESS para o próximo ano, assim como a importância de investimentos em cursos de qualificação profissional para o desenvolvimento do país. Segundo Monteiro, a realização de atividades, com o objetivo de qualificação profissional, traz inúmeros benefícios ao setor da saúde.  Confira a entrevista:

Hospitalar.com: Quais são os projetos da instituição para 2017?

Dr. Breno Monteiro: Um dos principais projetos da FENAESS para 2017 é continuar a qualificação profissional por meio dos cursos que oferecemos pela ENAESS (Escola Nacional de Ensino em Serviços de Saúde). Este ano, os sindicatos membros da FENAESS promoveram diversos cursos em seus estados por meio da escola e tivemos uma receptividade muito boa. Com isso, decidimos ampliar ainda mais, em 2017, a oferta de cursos e atividades que tragam qualificação ao profissional. 

H: Fale um pouco sobre os projetos da instituição e o impacto deles para o setor?

Dr. Breno: No atual cenário de crise econômica em que vivemos, os gestores da saúde têm o desafio de sempre melhorar o desempenho de sua equipe. A realização de cursos e atividades, com o objetivo de qualificação profissional, traz inúmeros benefícios ao setor. Os profissionais ficam mais motivados por fazer parte de uma empresa ou instituição que acredita e investe no seu desenvolvimento. Profissionais motivados e qualificados no mercado tem como consequência direta a melhoria na qualidade do setor da saúde. 

H: Como a sua participação no evento ajuda no desenvolvimento dos seus projetos?

Dr. Breno: Participar de um evento como a Hospitalar, que possui grande reconhecimento entre autoridades e especialistas de diversos setores, faz com que tenhamos um círculo de relacionamento político e institucional fundamental que nos auxilia a melhorar o desenvolvimento dos nossos projetos de qualificação profissional. 

H: Há quantas edições participa da Hospitalar?

Dr. Breno: Na minha opinião, a FENAESS faz parte da história da Hospitalar, pois participamos do evento desde o seu lançamento há 24 edições.  

H: Como você a importância desse evento no setor da saúde como todo?

Dr. Breno: Ser reconhecida como o maior evento do setor saúde das Américas, faz com que a Feira + Fórum Hospitalar seja um grande encontro das principais entidades, lideranças, profissionais e pensadores do setor. O evento é de extrema importância para que possamos discutir os desafios, encontrar soluções e, principalmente, para trocar experiências que auxiliem na gestão da saúde.