faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Seminário Tendências e Inovações em Saúde reúne gestores de instituições em Porto Alegre

3.seminario sindihospaGestores de hospitais, clínicas e laboratórios, do Rio Grande do Sul e de outros estados estiveram reunidos na última quarta-feira (30) para discutir os caminhos que integram a visão do futuro da saúde no país. No “Seminário de Gestão – Tendências e Inovações em Saúde”, realizado no Hotel Plaza São Rafael em Porto Alegre, houve a troca de experiências de ações de sucesso desenvolvidas por organizações do setor.

Antes de iniciar as atividades foi feita uma homenagem às vítimas do acidente envolvendo o time da Chapecoense, ocorrido no dia 29 de novembro, com um minuto de silêncio e mensagens de apoio aos familiares e amigos da equipe.

Um dos primeiros painéis contou com a participação do gerente-médico do Escritório da Experiência do Paciente do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, Marcelo Alvarenga. Ele destacou que entre 20% e 40% do gasto em saúde é desperdiçado por ineficiência. Em países desenvolvidos, fraudes e outras formas de desperdício podem representar um custo estimado entre US$ 12 bi e 23 bilhões por ano aos governos.

Já no painel "Os desafios do compliance e as responsabilidades do dirigente Hospitalar", o diretor-geral do SINDIHOSPA, Paulo Roberto Soares, ressaltou que “é importante criar a cultura de práticas que sejam éticas e que estimule o colaborador a indicar ações que possam estar em inconformidade".

Entre os destaques da programação estava a palestra “Tendências e Inovações da Gestão em Saúde”. O diretor-executivo do Hospital Sírio-Libanês e ex-presidente do SINDIHOSPA, Fernando Torelly, defendeu a criação de uma grande rede de cooperação nacional para potencializar resultados. "Diante da mudança na matriz competitiva do segmento hospitalar, a única competição que teremos de fazer é a de quem atende melhor o paciente, o resto devemos compartilhar", disse. Também participaram do painel Mohamed Parrini, superintendente executivo do Hospital Moinhos de Vento, e Alceu Alves da Silva, diretor-superintendente do Sistema de Saúde Mãe de Deus.

Ao final do seminário houve a cerimônia oficial de posse do presidente do SINDIHOSPA, Henri Siegert Chazan, e de membros do Conselho de Administração. Chazan, que é advogado e atua na diretoria da entidade desde 2002, exercerá a gestão até 2019. “Mudanças exponenciais e de ruptura na tecnologia vão atingir o negócio saúde, um dos que mais tem crescido mundialmente. Há uma série de desafios e oportunidades. Temos a responsabilidade na construção de um futuro mais qualificado para esse segmento, beneficiando o setor e a comunidade", ressaltou o presidente.

O governo do Rio Grande do Sul foi representado pelo secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis. “Recursos são necessários, mas é preciso gestão para não financiar a falta de gerenciamento”, ressaltou Gabbardo ao destacar que as instituições têm sido leais parceiras na busca por soluções e no enfrentamento das dificuldades. Tércio Kasten, presidente da Confederação Nacional de Saúde (CNS), enalteceu a qualidade do evento e a importância da troca de informações para a cooperação mútua. O vice-presidente da CNS, Marcelo Moncorvo Britto, também esteve presente.

O Seminário Tendências e Inovações em Saúde finalizou com a entrega do prêmio Destaques da Saúde 2016. Personalidades e instituições que fazem a diferença para a melhoria do setor da saúde foram os homenageados. Confira as distinções:

•             Destaque Personalidade Nacional: Fernando Andreatta Torelly (diretor-executivo do Hospital Sírio-Libanês, São Paulo)

•             Destaque Acadêmico: Jaderson Costa da Costa (diretor do Instituto do Cérebro - InsCer)

•             Destaque Sócio Benemérito da Associação dos Hospitais do RS (AHRGS): José Ítalo Lazzarotto

O evento, realizado em parceria com a Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do RS (FEHOSUL), também contou com a participação de especialistas dos hospitais Albert Einstein (São Paulo), São Lucas da PUCRS, Hospital de Clínicas de Porto Alegre e Hospital Tacchini (Bento Gonçalves).

Pixeon oferece e-book sobre tendências tecnológicas para a saúde

De download gratuito, conteúdo aborda principais números do setor e soluções que auxiliam na gestão das instituições

1.ebookpixeonProfissionais dedicados à administração de instituições de saúde agora têm acesso a um conteúdo completo que traça um amplo panorama e lista as principais tendências do mercado de tecnologia da saúde. Lançado recentemente pela Pixeon, uma das maiores empresas brasileiras de tecnologia para o segmento, o e-book “Panoramas e tendências do mercado de Healthcare IT 2016” pode ser baixado gratuitamente no portal da marca.

Com treze páginas recheadas de informação, o e-book oferece estudos de mercado que servem de base para investimentos nas gestões hospitalares, clínicas e laboratoriais. Trata-se de um compilado de informações úteis para a tomada de decisões, oferecendo uma visão mais ampla do setor.

Traçando uma análise sobre o cenário da tecnologia em saúde no Brasil, o e-book apresenta dados sobre o crescimento dos investimentos na área. Segundo a publicação, até 2014 os investimentos em TI aplicada à saúde não passaram de 4,5%. Hoje atingem a marca de 6%.

Além destas pesquisas, o e-book traz os desafios na gestão da saúde, números sobre os ganhos com a tecnologia, quais as principais soluções para o segmento, e explicações sobre o HIS – Sistema de Gestão Hospitalar, o LIS – Sistema de Gestão Laboratorial e o RIS – Sistema de Gestão Radiológica.

O livro digital está disponível mediante cadastro no portal da Pixeon (www.pixeon.com.br) na seção de e-books e webinars.

Unimed Recife III recebe EMRAM 7

Serviços de saúde focados no paciente

“A aquisição de ferramentas de TI resulta em melhores condições no tratamento ao paciente.”

O primeiro Hospital da América Latina a receber o Electronic Medical Record Adoption Model (EMRAM) nível 7, da HIMSS, foi a Unimed Recife III. A instituição finalizou o processo de reconhecimento no mês passado. Além de ser o primeiro da América Latina, somente outros 8 hospitais fora dos Estados Unidos contam com a certificação.

Agora o Hospital busca o próximo nível do EMRAM dada a empresas que fazem todos os seus trâmites eletronicamente.

O Hospital Unimed Recife III já iniciou suas atividade aderindo ao prontuário eletrônico e, em 2014, iniciou o processo para se transformar em um hospital completamente digital. O objetivo com essa ação é melhorar a segurança dos profissionais e do paciente.

“Os grandes motivadores para investimentos em TI foram a automação de nossos processos, melhorando o acesso a informação para tomada de decisões necessárias na gestão administrativa, financeira e principalmente em toda cadeia de atendimento ao paciente”, conta Dra. Maria de Lourdes C. De Araújo, Presidente da Unimed Recife.

Para engajar a equipe do hospital e levá-la para dentro do projeto, foram criadas diversas estratégias. Segundo a diretora da instituição, o principal desafio do case foi a quebra de paradigma junto às equipes assistenciais, que por longos anos recorreram ao prontuário em papel como instrumento de trabalho. “Foi realizado um grande movimento de conscientização quanto aos benefícios das tecnologias, assim como os treinamentos foram facilitadores no processo de aprendizagem. A alocação de profissionais de TI em setores estratégicos para dar suporte no manejo das ferramentas aos colaboradores, foi algo que também contribuiu para a cultura de aceitação das inovações tecnológicas,”

Como é sabido por quem busca a inovação, o processo para digitalizar totalmente um hospital leva tempo. O projeto no HUR III tem o prazo previsto para conclusão de dois anos.

Na instituição já é possível ver funcionando ferramentas como o Certificado Digital, dado a cada colaborador para validar as informações contidas em documentos preenchidos por profissionais. Outra tecnologia implementada é a Checagem Beira Leito, com um dispositivo que monitora os medicamentos em tempo real e é vinculado ao prontuário eletrônico. Além disso, foram feitas integrações entre monitores e carros de anestesia e a validação farmacêutica eletrônica.

Com a implantação do case, a instituição observou diversos ganhos, principalmente na área assistencial. O projeto, que está em andamento, já mostra melhorias de processos. Por exemplo, 95% das medicações administradas nos pacientes já são preparadas e checadas beira leito, enquanto 97% das ordens médicas são eletrônicas. O hospital também conseguiu realizar avaliação farmacêutica em 100% dos indivíduos internados antes da dispensação.

Os resultados são monitorados através de Business Intelligence, desenvolvido para acompanhar cada etapa do projeto.

Beneficência Portuguesa de São Paulo passa a se chamar BP

thumb-beneficencia-portuguesa-2

Como parte de uma estratégia de reposicionamento no mercado, a Beneficência Portuguesa de São Paulo anuncia sua nova marca institucional, que sintetiza uma nova segmentação dos serviços oferecidos. Com isso, a instituição busca melhorar a experiência do cliente e, consequentemente, aumentar a atratividade e receita no atendimento dos pacientes oriundos de operadoras de planos de saúde, seguradoras e particulares.

A nova marca foi simplificada na sigla BP, uma solução sintética, moderna e arrojada, a qual será adotada em todas as demais submarcas e serviços da instituição. Trata-se de uma expressão já disseminada internamente e reconhecida até por alguns clientes, além de ser simples e memorável. A mudança pretende facilitar o entendimento para diversos públicos e tornar a família de serviços mais clara e delimitada.

"A apresentação de uma nova marca coroa um movimento de reposicionamento que já vem sendo planejado e executado há alguns anos com a inauguração, por exemplo, do Hospital São José, do novo pronto-socorro no complexo da Rua Maestro Cardim e do Hospital Santo Antônio no bairro da Penha. Além disso, foram feitos investimentos para modernização dos equipamentos e espaços como, por exemplo, a nova UTI pediátrica, áreas de internação, inauguração de novas salas cirúrgicas, além de um grande esforço em pessoas e processos para a conquista de diversas certificações nacionais e internacionais que colocam nossa instituição num outro patamar de reconhecimento de mercado", afirma Rubens Ermírio de Moraes, presidente da Diretoria Administrativa da BP.

O processo de reposicionamento tem o objetivo central de consolidar a reputação da marca como um hospital de excelência e preparado para absorver o futuro da medicina. A instituição revisou todos os fluxos e processos e agora implementa diversas ações para entregar uma experiência sem igual ao paciente durante toda jornada dele dentro das unidades de negócio da BP, sob o diferencial de valorizar a vida como um propósito maior.

"Somos uma instituição que há 157 anos entrega saúde de qualidade para a população. Todos esses anos de dedicação nos permitiram desenvolver serviços segmentados e que podem atender de forma mais eficiente os diferentes perfis de clientes dos planos de saúde, das seguradoras e dos pacientes particulares. Entendemos que esse reposicionamento dará mais concretude a tudo o que temos a oferecer e se soma como benefício a nossa excelente reputação no mercado", afirma Denise Soares dos Santos, CEO da BP. "Temos certeza de que atrairemos novos clientes, que se surpreenderão com nossos novos serviços, atualização em relação a tecnologias e equipamentos, bem como com o nível de serviço prestado tanto em hotelaria como no preparo da equipe de linha de frente", completa Denise.

Hoje, a BP é um polo de saúde, com foco em atendimentos de alta complexidade e referência em especialidades-chave como oncologia, neurologia, cardiologia e ortopedia. Sua maior unidade atende mais de 1,8 milhão de pessoas por ano e conta com cerca de 7,5 mil colaboradores e 3 mil médicos.

Nova marca

Com significativa representatividade no setor, uma nova marca se tornou imprescindível no atual momento competitivo, em que é fundamental liderar a renovação do modelo de remuneração e possibilitar aos brasileiros o acesso a uma saúde de qualidade e justa. Para conseguir transmitir os ideais de que é um excelente hospital que pratica a filantropia, sob o diferencial de valorizar a vida e fazer o bem, com credibilidade e colaboração de todos, a BP trabalhou em parceria com a FutureBrand ao longo dos últimos dois anos.

Um abrangente projeto de branding permitiu investigar em profundidade o DNA da Beneficência Portuguesa de São Paulo, bem como analisar o conjunto de submarcas que orbitam a instituição. Após ouvir pacientes, médicos, fontes pagadoras, governo, especialistas de mercado, lideranças, colaboradores e associados para descobrir o que gostavam na instituição e o que precisava ser transformado, foi possível elencar os pontos positivos que a marca já carregava e o que precisava de fato evoluir. Essa foi a base para a criação de um conjunto de conceitos inspiradores - entre eles propósito, posicionamento e valores - que deve influenciar as decisões e a cultura da instituição.

Se por um lado o impacto da mudança verbal é grande, já que a instituição passa a se chamar BP, por outro a essência se mantém preservada. Era necessário que a nova marca traduzisse visualmente a personalidade da BP, também consolidada no projeto de branding- vivaz, acolhedora inclusiva e apaixonada -, e, por este motivo, a concepção entrou em um território de cores pouco explorado, nos tons magenta e alaranjado. Assim, optou-se por um desenho amigável, humano, que sugerisse o gesto de escrever à mão. Também foram adotadas cores vivas e quentes, próprias do amanhecer, resultando em uma nova identidade bastante diferenciada em relação ao que existe hoje no setor médico-hospitalar, que usa majoritariamente as cores azul, verde, cinza e branco.

Mais do que isso, foi desenvolvida uma experiência de marca completa e sensorialmente envolvente, capaz de transmitir os valores da instituição em cada um de seus pontos de contato. "Um trabalho de marca dessa magnitude é um movimento extremamente inovador dentro do segmento hospitalar brasileiro", conta Hélio Mariz de Carvalho, CEO e sócio da FutureBrand São Paulo.

A mudança impactou todo o conjunto de marcas da instituição. O nome BP está presente nas unidades, ao lado de denominações diferenciadoras. Dessa forma, enfatiza-se ao mesmo tempo a união e a diversidade. A ideia é que a nova marca unifique todos os serviços e sirva de guarda-chuva para todas as iniciativas da BP de agora em diante, sempre com o propósito de proporcionar experiências para públicos de diferentes segmentos, combinando expertise e entusiasmo, e promovendo a vida.

As novas unidades de negócio da BP passarão a ser o Hospital BP, especializado em alta complexidade (atual complexo da Rua Maestro Cardim, na Bela Vista); o BP Hospital Filantrópico, dedicado a oferecer cuidado humanizado e eficaz aos pacientes do SUS (atual Hospital Santo Antônio); o Hospital BP Essencial, com foco em qualidade assistencial a pacientes de alta complexidade de planos de saúde básicos; o Hospital BP Mirante (atual Hospital São José) para pacientes que buscam um nível de serviço personalizado de hotelaria e ambiente acolhedor e intimista. Haverá também a unidade BP Medicina Diagnóstica, referência no setor pelo alto padrão dos serviços e diagnósticos de imagem e laboratório (atual Med Imagem); a BP Vital, uma rede de clínicas com diversas especialidades médicas e que atua de forma integrada com os demais serviços BP; e a BP Educação e Pesquisa, que gerencia os mais de 104 estudos em andamento e todas os serviços de formação de profissionais de saúde.

Philips apresenta novas soluções de radiologia na RSNA

philips

A Royal Philips (NYSE: PHG, AEX: PHIA) revelou uma série de soluções amplas e inteligentes relacionadas à radiologia no Encontro da Sociedade de Radiologia da América do Norte 2016 (RSNA), realizado de 27 de novembro a 1º de dezembro, em McCormick Place, Chicago. Na ocasião, os participantes do evento terão contato com o novo portfólio de sistemas de geração de imagens digitais e softwares e serviços inteligentes para aprimorar diagnósticos e melhorar o atendimento ao paciente e a eficiência operacional.

A radiologia ocupa um lugar central na maioria das decisões relacionadas à saúde ao possibilitar a rápida detecção e o diagnóstico preciso, bem como o tratamento da doença nos estágios iniciais. Conforme as organizações de saúde procuram oferecer cuidados baseados em valores, elas precisam de soluções inteligentes para melhorar os resultados, reduzir os custos dos cuidados de saúde e elevar a satisfação dos pacientes.

"Os radiologistas desempenham um papel crucial na determinação do caminho certo para o tratamento correto", afirma Robert Cascella, CEO, Diagnóstico e Tratamento, Philips. "Mais do que nunca, a identificação e o tratamento eficaz da doença dependem de diagnósticos avançados. A Philips está oferecendo os sistemas de imagens digitais mais inovadores que existem, unidos a informáticas inteligentes, para dar suporte às decisões de saúde a fim de possibilitar diagnósticos definitivos e certeiros. ”

Uma das principais abordagens da Philips consiste em proporcionar soluções que garantam diagnóstico preciso com a menor dose de radiação. Com sua tecnologia DoseWise, um conjunto de técnicas, programas e práticas, proporciona ótima qualidade de imagem e ajuda a controlar níveis de radiação. O DoseWise maximiza a eficiência de equipamentos médicos, minimizando a exposição a altos níveis de radiação, tanto para os pacientes quanto para os profissionais de saúde. Entre as soluções apresentadas na RSNA que possuem essa tecnologia está o IQon, um tomógrafo espectral já disponível na América Latina.

"Como uma empresa pioneira em tecnologia de saúde estamos constantemente inovando para fornecer soluções que melhoram a qualidade do atendimento recebido pelo paciente e agilizar o trabalho dos profissionais de saúde", disse Renato Garcia, diretor geral de saúde da Philips Brasil. "Nossos sistemas com tecnologia DoseWise permitem reduzir a dose de radiação em até 80% dependendo da tecnologia, melhorar a qualidade da imagem e eliminar a necessidade de repetição do teste, reduzindo os riscos associados à exposição excessiva à radiação."

Na RSNA deste ano, a Philips apresenta novas tecnologias e seu conjunto completo de soluções integradas de radiologia:

Aumento na confiança diagnóstica:

  • O IQon Spectral CT, primeiro e único scanner espectral de TC baseado em detector da indústria, que fornece resultados espectrais em 100% do tempo em um único exame.
  •  O Vereos é o primeiro e único sistema digital PET/CT do mundo com a tecnologia exclusiva de Contagem Digital de Fótons (DPC) da Philips, que oferece aproximadamente duas vezes mais resolução volumétrica, ganho de sensibilidade e precisão quantitativa em comparação a sistemas analógicos1 .
  •  Os participantes também irão conhecer as soluções de ultrassom Best in KLAS da Philips, incluindo a solução ultramóvel Lumify, que expande o uso do ultrassom em nível clínico a partir de qualquer dispositivo Android compatível, ajudando a obter um diagnóstico mais rápido.

Informáticas avançadas para fornecer insights úteis e aumentar a produtividade

O apoio a decisões essenciais de radiologia depende de informática clínica e soluções avançadas em nuvem para aprimorar a tomada de decisões e a gestão do desempenho operacional. Desde novos recursos de inteligência adaptável e visualização avançada até sua nova gestão universal de dados e soluções contínuas de melhoria, o software integrado da Philips, suas soluções e serviços, distribuídos pelo Philips HealthSuite, visam ampliar e aprimorar o apoio à decisão para radiologistas e administradores, incluindo:

  • O IntelliSpace Portal 9.0 é a edição mais recente da plataforma abrangente e avançada de análises visuais e quantificações da Philips, incluindo um conjunto de funções de várias modalidades e ferramentas neurológicas expandidas. O IntelliSpace Portal 9.0 ajuda radiologistas a detectar, diagnosticar e acompanhar o tratamento de doenças, ao mesmo tempo em que usa novas capacidades de aprendizado de máquina para dar suporte a médicos.
  •  O novo IntelliSpace Universal Data Manager de alto desempenho da Philips é uma solução de gestão de dados escalável, segura e interoperável que dá suporte a empresas de saúde na organização de grandes conjuntos de dados, incluindo milhões de imagens e outros dados de múltiplas fontes, e na sua rápida distribuição para praticamente qualquer médico na sua rede de saúde.
  •  O Philips Illumeo é uma nova tecnologia de geração de imagens e de informática, com inteligência adaptativa2 que redefine e potencializa a forma como radiologistas trabalham com imagens médicas. Sua inteligência incorporada registra as preferências dos radiologistas e adapta a interface do usuário para auxiliar o médico, oferecendo conjuntos de ferramentas e medidas conduzidas pela compreensão do contexto clínico.
  •  Estreando na RSNA de 2016, o PerformanceBridge, um novo conjunto de software e serviços de gestão de desempenho, visa a auxiliar departamentos de radiologia no aumento da produtividade, na melhoria da experiência do cliente e na entrega dos melhores cuidados baseados em valores. “Alimentado” pelo HealthSuite, o PerformanceBridge ajuda administradores de departamentos de radiologia a priorizar melhorias operacionais na gestão de ativos, no tempo produtivo e utilização de equipamentos, na colaboração peer-to-peer, na conformidade e nas práticas de gestão.

Melhoria na experiência do paciente

As tecnologias da Philips têm como objetivo acelerar o tempo entre o diagnóstico e o tratamento, possibilitando a rápida administração de planos de tratamento com maior precisão e menos exames. A ansiedade e os movimentos do paciente podem impedir exames bem-sucedidos na primeira vez. O conjunto de RM de ponta da Philips oferece uma experiência tranquila com imagens, som e luz, ajudando a manter os pacientes calmos. As tecnologias avançadas da Philips incluem:

O Philips Ingenia 1.5 TIn Bore, com Ambient Experience, oferece um fluxo de trabalho melhorado, imagens de alta qualidade e um ambiente confortável para o paciente.

HOYA Vision Care anuncia acordo para adquirir a empresa de óculos de prescrição de segurança da 3M

UITHOORN, Países Baixos, 7 de dezembro de 2016 /PRNewswire/ -- A HOYA Vision Care, uma divisão do HOYA Group (HOYA) anunciou hoje um acordo definitivo para adquirir a empresa de óculos de prescrição de segurança da 3M. Esta empresa de óculos de prescrição de segurança é líder do setor e tem mais de 90 anos de experiência na América do Norte. Ela fornecerá à HOYA uma abrangente linha de armações, óculos de prescrição e opções especiais de revestimento em uma solução sob medida oferecida por uma rede de profissionais da oftalmologia. Além de sua forte presença na América do Norte, a empresa atualmente também fornece óculos de prescrição de segurança e armações na América Latina, Europa e Ásia. A aquisição permite à HOYA proporcionar aos seus clientes de negócios e industriais, bem como aos consumidores, uma poderosa solução global de óculos de prescrição de segurança.

"A aquisição da HOYA da conhecida empresa de óculos de prescrição de segurança da 3M expande nosso alcance a clientes e dá acesso à HOYA a um novo e importante segmento do mercado ótico nos Estados Unidos e no mundo inteiro", disse Girts Cimermans, CEO da HOYA Vision Care. "A empresa oferece à HOYA recursos extras em óculos de prescrição de segurança, ao mesmo tempo em que amplia as oportunidades globais futuras e reforçar o alcance e os serviços que oferecemos aos nossos clientes".

A HOYA irá adquirir apenas a parte de óculos de prescrição de segurança da empresa pertencente à 3M, empregando cerca de 140 pessoas, incluindo um laboratório ótico em Plymouth, Indiana, EUA. "Esta aquisição oferece entrada em um mercado ainda inexplorado pela HOYA, permitindo-nos expandir ainda mais nossa presença no mercado ótico da América do Norte", disse Barney Dougher, presidente da HOYA Vision Care das Américas. "A empresa de óculos de prescrição de segurança complementa enfaticamente o portfólio existente da HOYA, oferecendo aos nossos clientes uma gama mais ampla de produtos, ao mesmo tempo em que mantemos nosso foco na alta qualidade e serviço".

A transação está prevista para ser concluída durante o primeiro trimestre de 2017, sujeita a condições habituais de conclusão.

Sobre a HOYA 

Fundada em 1941 em Tóquio, Japão, a HOYA é uma empresa global de tecnologia médica e importante fornecedora de produtos médicos e inovadores de alta tecnologia. A HOYA atua nas áreas da saúde e tecnologia da informação fornecendo óculos, endoscópios médicos, lentes intraoculares e lentes óticas; além dos principais componentes para dispositivos semicondutores, painéis de LCD e HDDs. Com mais de 150 escritórios e subsidiárias em todo o mundo, a HOYA atualmente emprega uma força de trabalho multinacional de mais de 34.000 pessoas. Para obter mais informações, visite o site http://www.hoya.com.

Sobre a HOYA Vision Care 

Há mais de 60 anos, a HOYA Vision Care é uma líder global no ramo de lentes oculares. Com presença em mais de 50 países, a Hoya Vision Care possui experiência comprovada em designs de lentes e tecnologia FreeForm combinada com uma posição líder em revestimento antirreflexo de alto desempenho e qualidade. O sólido portfólio de mercado da HOYA Vision Care inclui lentes oculares da SEIKO e PENTAX, bem como produtos inovadores como as lentes progressivas HOYALUX MyStyle e os óculos 3D personalizados Yuniku. A empresa emprega mais de 16.000 funcionários em todo o mundo, possui locais de produção em massa na Ásia e Europa e mais de 40 laboratórios locais de raios-X espalhados pelo mundo. Para obter mais informações, visite o site http://www.hoyavision.com.

FONTE HOYA Vision Care

Finesse® Solutions lança a segunda geração do G3Lite+(TM) SmartController para sistemas de biorreatores de uso único

SANTA CLARA, Califórnia, 7 de dezembro de 2016 /PRNewswire/ -- A Finesse Solutions, Inc., uma fabricante de soluções de medição e controle para aplicações em processos de ciências da vida, anunciou o lançamento de seu novo G3Lite+ SmartController para a cultura celular e fermentação em processos upstream. O G3Lite+ amplia as capabilidades do produto G3Lite da Finesse para todas as principais marcas de biorreatores de uso único (volume operacional de 50L a 2,000L) e fermentadores de uso único (volume operacional de 30L a 300L). O G3Lite+ está agora disponível para os recipientes de uso único Mobius® CellReady, Thermo Scientific™ HyPerforma™ TK SUB, GE Xcellerex XDR e Pall PadReactor®. É também compatível com fermentadores de uso único como os fermentadores de 30L a 300L Thermo Scientific HyPerforma. O G3Lite+ interage facilmente com o software Finesse TruBio® DV 5.0 para o fornecimento do controle ideal de bioprocessos.

O controlador G3Lite+ continua a maximizar as SmartParts™ da Finesse para fornecer confiabilidade e escalabilidade de automação industrial em um pacote muito acessível. O controlador pode abranger até quatro SmartPumps™ peristálticas, localmente ou pode ser conectado a uma torre de bombas externa com a capacidade de controlar até sete bombas. O G3Lite+ também incorpora SmartTransmitters para sensores eletroquímicos ou sensores de uso único TruFluor™.

Até seis gases podem ser controlados com o uso dos SmartMFCs em uma tubulação de gás compacta; o G3Lite+ também capacita tubulações de gás SmartMFC™ de altas taxas de fluxo necessárias para as aplicações de fermentação. Adicionalmente, o G3Lite+ possibilita o controle de aquecedores de filtros de ventilação redundantes (inclusive com comutação automática) e possui saídas específicas para a configuração de alarmes ou controle digital de válvulas de coleta. Para aplicações em fermentação, o G3Lite+ abrange agora a detecção do nível de espuma. É compatível também com o transmissor TruTorr™ específico para a verificação da integridade da bolsa utilizando o software TruBio DV.

"Com base no sucesso da primeira geração de nossos sistemas controladores de biorreatores G3Lite com seu baixo custo e necessidade mínima de espaço, nós desenvolvemos a próxima geração do produto G3Lite+ para expandir a variedade de marcas de recipientes de uso único que podem ser controladas", disse Dr. Barbara Paldus, CEO da Finesse. "O SmartController aumenta o desempenho com novos recursos, eficiência e confiabilidade e continua a cumprir a proposição de valor do G3Lite, ou seja, oferecer custos operacionais reduzidos e facilidade de uso aprimorada. É projetado para proporcionar uma configuração flexível, mas plug and play (de reconhecimento e instalação automática) para uso em D&P e em conformidade com cGMP (boas práticas de fabricação atuais)."

About a Finesse Solutions, Inc.

A Finesse Solutions, Inc., sediada na Califórnia, apresenta um histórico comprovado de fornecimento de soluções escaláveis e prontas para processos de bioprocessamento upstream de uso único. A plataforma de produtos da Finesse inclui novos sensores descartáveis, hardware de automação modular e software inteligente que harmonizam a transferência de dados e tecnologia globalmente. A Finesse oferece também uma linha completa de serviços, inclusive o comissionamento e a validação para o uso rápido e confiável do equipamento de uso único. Para mais informações acesse www.finesse.com.

As marcas e nomes comerciais mencionados no comunicado são de propriedade de seus respectivos donos.

Logo - http://photos.prnewswire.com/prnh/20161028/433995LOGO

FONTE Finesse Solutions, Inc.

Microban reposiciona marca no mercado e firma parceria com Flexform e Fortlev para o desenvolvimento de produtos antibacterianos

COTIA, Brasil, 7 de dezembro de 2016 /PRNewswire/ -- Fundada há mais de 30 anos, a Microban cresceu além de suas raízes tradicionais. Antes uma empresa focada no desenvolvimento de antimicrobianos, hoje a Microban é uma parceira de inovação tecnológica para indústrias ao redor do mundo. Presente em segmentos como alimentação, hospitalar, infantil, moveleiro e têxtil, a marca se reinventou a fim de se tornar mais humana na sua missão, seguindo o conceito do novo slogan "Protection That Lives On", que significa proteção que permanece ativa.

Nesta nova etapa, a Microban viu a oportunidade de redesenhar seu logotipo, de forma a enfatizar os três pilares de sua missão: Live Cleaner. Live Better. Live Longer, que conduzirão a estratégia da empresa pelos próximos 10 anos. A nova comunicação visa agregar ainda mais valor aos produtos de seus parceiros, com o diferencial de vir de fábrica com a proteção que é sinônimo de bem-estar, performance prolongada, limpeza elevada e qualidade assegurada.

"Ao longo dos anos, a Microban teve a oportunidade de entender as necessidades do consumidor em relação à higiene e bem-estar no lar, reforçando a premissa de que uma verdadeira limpeza vai além do que se pode ver. É a partir desta crença que reinventamos e redefinimos o termo "estar limpo", oferecendo ao consumidor final uma proteção que permanece ativa", comenta o diretor Sênior Microban Brasil, Renato Souza.

Neste novo momento, a Microban expandiu seu leque de parcerias e trouxe soluções antibacterianas para as cadeiras Brent, Moiré, Coral, Geos e Mimi da FlexForm®, e para as caixas D'água Fortplus, da Fortlev® que já saem de fábrica com o diferencial. Ambos os produtos receberam a tecnologia Bacteriostática Microban a fim de combater bactérias, muito comuns, porém indesejadas nestes objetos. Além destas novas aplicações, a Proteção Antimicrobiana Microban® está presente em muitos outros produtos utilizados no dia-a-dia dos lares e ambientes profissionais, como nos interruptores e tomadas da Schneider Electric®, nos assentos sanitários da Deca®, sacos plásticos da Embalixo®, nos acessórios dos inaladores da NS® e nos móveis e revestimentos com laminados de alta pressão da Formica®.

Saiba mais em www.microban.com/pt
Contato: (11) 4612-4420

(Foto: http://www2.prnewswire.com.br/imgs/pub/2016-12-06/original/3385.jpg)

FONTE Microban do Brasil

Como superar as duas principais barreiras para a informatização

prontuário eletrônico

A adoção de uma gestão hospitalar integrada pode gerar certo estranhamento e desconforto inicial. Para lidar com essa adversidade passageira, é preciso investir em um planejamento gerencial profundo, que passa por duas etapas: a primeira é a mudança de mentalidade administrativa e, a segunda, o treinamento de equipe usuária. Ambas ajudam a evitar a perpetuação de antigos vícios administrativos e comportamentais.

Apenas digitalizar os processos de um hospital não significa que todos os problemas serão resolvidos. Uma das primeiras barreiras a se enfrentar é a resistência às mudanças, que pode ocorrer por parte dos colaboradores. O não entendimento da finalidade da transformação digital é comum e gera comentários como “é muito mais complicado lidar com tecnologias”. Nesse ponto é essencial expor os verdadeiros benefícios que as soluções oferecem, tanto para paciente, quanto para o corpo médico e administrativo.

Americo Rodota, diretor da unidade de negócios da Agfa HealthCare Information Solutions, participou de uma das primeiras implantações de SAP no Brasil, na década de 1990, e possui 20 anos de experiência na área de TI e, ainda assim, confirma que, apesar da implantação tecnológica ser parte crucial da transformação para gestão hospitalar integrada, ela é incapaz de fazer todo o trabalho sozinha. “Está nos gestores do hospital a coragem e a disciplina para rever e criar processos”, ressalta.

É preciso, portanto, investir em treinamento de equipe, junto de um profissional de TI, fazendo com que o corpo administrativo e médico acostume-se às mudanças, tanto nas estruturas do hospital, quanto em suas funções, aprendendo a utilizar os novos recursos e lidar com as novas tarefas. Por essa razão, deve haver um replanejamento da gestão do hospital, redesenhando funções, corrigindo velhos maus hábitos e projetando formas de superar os desafios.

Saiba mais sobre gestão hospitalar integrada. Baixe gratuitamente o whitepaper: "Como integrar a gestão de TI no hospital de pequeno e médio porte"

Novo medicamento da Boehringer Ingelheim para câncer de pulmão bloqueia de forma irreversível a multiplicação das células cancerígenas

SÃO PAULO, 6 de dezembro de 2016 /PRNewswire/ -- A Boehringer Ingelheim, uma das principais farmacêuticas do mundo focada em pesquisa para soluções terapêuticas inovadoras, lança no Brasil o afatinibe (Giotrif®), indicado como primeira linha de tratamento para o câncer avançado e/ou metastático (quando a célula do câncer está na corrente sanguínea). O princípio ativo é altamente recomendado para os pacientes que sofrem com uma mutação que ocorre em 24% dos casos de adenocarcinomas (câncer de pulmão de não pequenas células, com mutações no receptor do fator de crescimento epidermóide) e que não foram tratados previamente com outros tipos de terapia alvo (medicamentos ou quimioterapia antes da metástase - quando o câncer se espalha além do local onde começou para outras partes do corpo - ou progressão da doença)[3]. 

"O afatinibe (Giotrif®) é um tratamento de 2ª geração (evolução da primeira geração de medicamentos) capaz de impedir que as células cancerígenas continuem se multiplicando. É uma terapia alvo, dirigida à alteração molecular responsável por este tipo de câncer de pulmão. Ou seja, a molécula nunca mais se desliga do receptor que sofre com a mutação, bloqueando assim sua multiplicação", explica o Dr. Carlos Barrios, oncologista, pesquisador e Diretor do Grupo Latino Americano de Investigação Clínica em Oncologia (LACOG).

O câncer de pulmão é a principal causa de morte por câncer entre homens e mulheres, e é um dos tumores malignos mais comuns.  As estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA) para 2016 são de 28.220 novos casos de câncer de pulmão, o que representa cerca de 13% do total, sendo 17.330 homens e 10.890 mulheres[4]. A cada ano, mais pessoas morrem de câncer de pulmão do que de câncer colorretal, câncer de mama e câncer de próstata combinados[5].

Segundo os especialistas, o que diferencia o novo medicamento das terapias disponíveis no mercado é o mecanismo de ação inédito. A chegada do medicamento marca uma esperança para os pacientes que buscam uma nova opção de tratamento. "O afatinibe abre novas perspectivas para pacientes com mutação do gene EGFR, por atuar de forma inédita na inibição da doença. Alguns estudos[6] mostram que a molécula atua com redução de 27% na progressão da doença e aumento de 25% na resposta objetiva do tratamento. A chegada do medicamento traz uma opção sólida para os pacientes que buscam um tratamento com maior eficácia", diz o Dr. Antonio Carlos Buzaid, oncologista, um dos fundadores do Instituto Vencer o Câncer, diretor geral do Centro Oncológico Antônio Ermírio de Moraes, da Beneficência Portuguesa de São Paulo e membro do Comitê Gestor do Centro de Oncologia do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

O lançamento de Giotrif® também marca a entrada da farmacêutica em uma nova área terapêutica. "A Boehringer Ingelheim tem o compromisso de oferecer tratamentos eficazes que possibilitem melhoras tangíveis na saúde e na qualidade de vida dos pacientes. Em linha com o mercado, investimos cerca de 10 a 12 anos no desenvolvimento de novos medicamentos como, por exemplo, o afatinibe. É uma grande conquista para a empresa poder proporcionar aos pacientes brasileiros uma opção de tratamento com o melhor mecanismo de ação do segmento e com eficácia superior em relação aos tratamentos já existentes.", explica a Dra. Patrícia Rangel, diretora médica da Boehringer Ingelheim do Brasil.

Sobre câncer de pulmão

Câncer de pulmão é um dos tumores mais incidentes, com 1,6 milhões de casos novos por ano no mundo, (55% em países emergentes)[7]. É a principal causa de mortalidade por câncer no mundo, sendo responsável por 18,2% de todas as causas de morte por câncer 5 .

Tipos de Câncer de pulmão [8]

Dos tipos de câncer de pulmão, os principais são o de Pequenas Células (de 10% a 15%) e o de Não Pequenas Células (85% a 90%)[9], este grupo mais incidente se divide em:

    • Adenocarcinoma: Cerca de 57% dos cânceres de pulmão são adenocarcinomas. Esses tumores começam nas células que revestem os alvéolos e produzem substâncias como muco. O adenocarcinoma é normalmente encontrado nas áreas externas do pulmão e tende a crescer mais lentamente do que os outros tipos.
    • Carcinoma de Células Escamosas: Corresponde a cerca de 30% dos cânceres de pulmão. Esses tumores começam nessas células, que têm características achatadas, e revestem o interior das vias aéreas nos pulmões. Esse tipo está relacionado com o tabagismo e tende a ser encontrados na região central dos pulmões, perto de um brônquio.
    • Carcinoma de Grandes Células: Este tipo de tumor é responsável por 10 a 15% dos cânceres de pulmão. Ele pode aparecer em qualquer parte do pulmão e tende a crescer e se espalhar rapidamente, o que pode tornar o tratamento mais difícil.

Terapia-alvo

Terapia alvo é um novo tipo de tratamento do câncer que usa princípios ativos ou outras substâncias para identificar e atacar especificamente as células cancerígenas e provocar poucos danos às células normais. Cada tipo de terapia alvo funciona de uma maneira diferente, mas todas alteram a forma como uma célula cancerígena cresce, se divide, se auto repara, ou como interage com outras células. Os medicamentos alvo funcionam de forma diferente dos quimioterápicos convencionais, e muitas vezes têm efeitos colaterais menos graves[10]. O medicamento que chega ao mercado, Giotrif®, tem como alvo o Receptor do Fator de Crescimento Epidérmico (EGFR), que é uma proteína encontrada na superfície das células, que normalmente as ajuda a crescer e se dividir.  E já está disponível em mais de 70 países.

Estudos

A aprovação do medicamento foi baseada na apresentação do estudo Fase III LUX- Lung 3[11] realizado com mais de 300 pacientes, que compara a nova molécula com o melhor esquema quimioterápico utilizado para o tratamento, aponta um aumento de mais de 12 meses a sobrevida global do paciente com uma alteração genética chamada deleção 19, em comparação à quimioterapia1,2, crescimento na sobrevida livre de progressão da doença e maior taxa de resposta. Além disso, os sintomas relacionados ao câncer de pulmão foram controlados de forma superior com afatinibe, que por ser um medicamento de uso oral, ainda permite melhor manejo dos efeitos colaterais e, consequentemente, um menor índice de abandono do tratamento.  Além da análise padrão versus quimioterapia, a Boehringer Ingelheim encabeçou um estudo inédito incluindo outras terapias-alvo disponíveis no mercado. O LUX-Lung 74 tem como objetivo explorar as diferenças entre afatinibe (segunda geração) e gefitinibe (primeira geração) em um contexto de comparação direta. Os dados obtidos comprovam a eficácia da nova molécula com redução de 27% na progressão da doença e aumento de 25% na resposta objetiva. Esses resultados surpreendentes são possíveis por conta do mecanismo de ação inovador de afatinibe, capaz de inibir de forma irreversível1 todos os receptores da mutação EGFR, impedindo que as células cancerígenas continuem se multiplicando.

Sobre Câncer de pulmão de não pequenas células

Causas
O estilo de vida está diretamente relacionado ao surgimento do câncer de pulmão. A principal causa é o tabagismo, mas a doença também está relacionada a excesso de radiação, poluição, sedentarismo e até alimentação7. 

Sintomas
Os sintomas iniciais do câncer de pulmão são semelhantes a uma gripe, que parece nunca melhorar. Por isso, o diagnóstico muitas vezes é tardio7.

Os sinais e sintomas mais comuns do câncer de pulmão são: tosse, dor no peito, rouquidão, perda de apetite, falta de ar, fadiga, tosse com expectoração mucosa, tosse com expectoração com sangue e infecções[12].

Diagnóstico
O diagnóstico do câncer de pulmão é feito a partir de exames de tomografia e confirmado por meio de uma biopsia do tecido pulmonar. Em caso de resultado positivo para adenocarcinoma, o tipo mais comum de câncer de pulmão, é obrigatória a realização de um exame genético (molecular) para identificação do tipo de mutação presente7.  

Boehringer Ingelheim

O Grupo Boehringer Ingelheim é uma das 20 principais farmacêuticas do mundo. Com sede em Ingelheim, na Alemanha, a companhia opera globalmente com 145 afiliadas e com um quadro de mais de 47.500 funcionários. Há 130 anos, a empresa familiar mantém o compromisso com pesquisa, desenvolvimento, fabricação e comercialização de novos medicamentos de alto valor terapêutico para a medicina humana e veterinária.

Em 2015, a Boehringer Ingelheim obteve vendas líquidas de cerca de 14,8 bilhões de euros e investiu 20,3% do faturamento em pesquisa e desenvolvimento.

No Brasil, a Boehringer Ingelheim possui um escritório em São Paulo e uma fábrica em Itapecerica da Serra. Há 60 anos no país, a companhia estabelece parcerias com instituições locais e internacionais que promovem o desenvolvimento educacional, social e profissional da população.

Para mais informações, visite www.boehringer-ingelheim.com.br.

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:


Fernanda Nascimentofernanda.nascimento@edelmansignifica.com
Telefone: 11 3060 3152

Adriana Adorno adriana.adorno@edelmansignifica.com
Telefone: 11 3060.3142

Referências:


[1] Li D, Ambrogio L, Shimamura T, et al. BIBW2992, an irreversible EGFR/HER2 inhibitor highly effective in preclinical lung cancer models. Oncogene. 2008;27(34):4702-11

[2] Yang JC, Wu YL, Schuler M, et al. Afatinib versus cisplatin-based chemotherapy for EGFR mutation-positive lung adenocarcinoma (LUX-Lung 3 and LUX-Lung 6): analysis of overall survival data from two randomised, phase 3 trials. Lancet Oncol. 2015;16(2):141-51.

[3] Bula de Giotrif - aprovada pela ANVISA no DOU de 29/02/16. [Acesso em 15 de Abr 2016]. Disponível em: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=29/02/2016&jornal=1010&pagina=26&totalArquivos=92

[4] Estimativa 2016: incidência de câncer no Brasil / Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da SilvaRio de Janeiro: INCA, 2015. [Acesso em 15/04/2016]. Disponível em: http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/estimativa-2016-v11.pdf

[5] Oncoguia. Principais Dados Estatísticos sobre o Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células [Internet]. [Acesso em 06 Mai 2016]. Disponível em http://www.oncoguia.org.br/conteudo/principais-dados-estatisticos-sobre-o-cancer-de-pulmao-de-nao-pequenas-celulas/6439/196/

[6] Park K, et al. Afatinib versus gefitinib as first-line treatment of patients with EGFR mutation-positive non-small-cell lung cancer (LUX-Lung 7): a phase 2B, open label, exploratory, randomised controlled trial. Lancet Oncol 2016; http://dx.doi.org/10.1016/S1470-2045(16)30033-X Published online 12 April 2016.

[7] Ferlay J, Shin HR, Bray F, Forman D, Mathers C and Parkin DM. GLOBOCAN 2008 v2.0, Cancer Incidence and Mortality Worldwide: IARC Cancer Base No.10 [Internet]. Lyon, France: International Agency for Research on Cancer; 2010. Available from: http://globocan.iarc.fr, accessed on 15/09/2013

[8] Oncoguia. Tipos de Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células [Internet]. [Acesso em 29 Abr 2016]. Disponível em http://www.oncoguia.org.br/conteudo/tipos-de-cancer-de-pulmao-de-nao-pequenas-celulas/1577/196/

[9] Boehringer Ingelheim Inoncology. LET'S LEARN MEDICAL EDUCATION [Internet]. [Acesso em15 Abr 2016]. Disponível em: http://www.inoncology.com/medical_education/indication/lung_cancer/general_information.html

[10] Oncoguia. Terapia Alvo para Câncer de Pulmão de Não Pequenas Células[Internet]. [Acesso em 30 Mai 2016]. Disponível em: http://www.oncoguia.org.br/conteudo/terapia-alvo-para-cancer-de-pulmao-de-nao-pequenas-celulas/1772/198/

[11] Yang J, Wu Y-L, Schuler M, et al. Afatinib versus cisplatin chemotherapy for EGFR mutation-positive lung

adenocarcinoma (LUX-Lung 3 and LUX-Lung 6): analysis of overall survival data from two randomised, phase 3trials. Lancet Oncol 2015 ; http://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS1470-2045(14)71173-8/abstract"

[12] Oncoguia. Sinais e sintomas do câncer de pulmão de não pequenas células [Internet]. [Acesso em 13 Jun 2016]. Disponível em: http://www.oncoguia.org.br/conteudo/sinais-e-sintomas-do-cancer-de-pulmao-de-nao-pequenas-celulas/1576/196/

FONTE Boehringer Ingelheim