Internacional: Centro de Saúde de Portugal recebe investimento de ? 2 milhões

O novo Centro de Saúde da cidade de Pinhel, em Portugal, investiu ? 2 milhões para a construção de um novo edifício. A inauguração está prevista para o final do maio. A iniciativa aconteceu principalmente para que a instituição não fechasse as portas. O montante será utilizado na manutenção do atual Serviço de Atendimento Noturno (SAP) e no Serviço de Urgência Básica (SUB).
Para garantir o funcionamento do edifício e adquirir equipamentos a instituição poderá contar com a colaboração do ministério da saúde português.

Indústria Farmacêutica: EMS inaugura nova unidade

A EMS inaugura hoje a nova unidade de medicamentos sólidos, em Hortolândia, no interior de São Paulo. A construção recebeu investimentos de US$ 50 milhões, US$ 32 milhões financiados pelo BNDES, e ocupa uma área de 13 mil m2. Com a expansão, a capacidade de produção chegará a 600 milhões de unidades por ano.
A área total construída passa de 50 mil m2 para 63 mil m2 e, no primeiro ano de operação, a capacidade de produção será ampliada em 64%, chegando a 360 milhões de unidades por ano. A meta de 600 milhões de unidades por ano deve ser atingida em seis anos.
A nova fábrica vai gerar 500 novos empregos e adotará maquinário de alta tecnologia.
Em 2006, a empresa faturou R$ 1,3 bilhão e vendeu 115,6 milhões de unidades, de acordo com o IMS Health.
No primeiro trimestre, foram comercializadas 30,8 milhões de unidades, 26,8% a mais do que no mesmo período de 2006, e o faturamento foi de R$ 370,6 milhões.

Saúde Pública: MS: Compra de medicamentos da Casa de Saúde chegou a R$ 9,1 milhões

O investimento na compra dos medicamentos da Casa de Saúde para os dois primeiros trimestres do ano (janeiro a junho) chegou a R$ 9,1 milhões, sendo que R$ 4,6 mi são recursos próprios do Estado e R$ 4,5 milhões, provenientes de recursos federais. A entidade é órgão do governo do Mato Grosso do Sul e atende a todo o Estado por meio de 10 núcleos. A falta de alguns medicamentos no início do ano ocorreu devido ao não pagamento e planejamento da gestão anterior, sem programação para compras para o primeiro trimestre de 2007.
Atualmente, a Casa de Saúde está com estoque de medicamentos abastecido para atender transplantados, renais crônicos e pacientes com osteoporose, epilepsia e hepatite, entre outros.
Para fazer as compras dos medicamentos excepcionais é necessário fazer licitação, que demora no mínimo 30 dias. Durante os primeiros meses do ano foram realizadas compras emergenciais para atender pacientes renais crônicos e transplantados.

Saúde Pública: Rio Grande do Norte integra Biblioteca Virtual de Saúde

O Ministério da Saúde inaugurou em Natal, Rio Grande do Norte, a 22ª unidade da Estação Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Secretaria Estadual de Saúde, o Ministério da Saúde e a Organização Pan-Americana de Saúde, por meio do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (Bireme/Opas).
A população e os profissionais da saúde terão acesso livre e gratuito às informações geradas por instituições do SUS e poderão navegar por 15 milhões de referências de consulta, entre políticas públicas e projetos de gestão da saúde pública e a base Saúde Legis.
A rede já conta com unidades no Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins e Distrito Federal. Até julho, cada Estado deve contar com pelo menos uma unidade.

Política: Ministro da Saúde aprova repasse de R$ 750 mil para Mato Grosso do Sul

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, aprovou o pedido do governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, para o repasse de R$ 750 mil para o estado. O recurso será destinado aos hospitais de Coxim, Aquidauana, Chapadão do Sul, Fátima do Sul e Hospital Regional de Campo Grande.
O ministro também garantiu que a analisará a proposta de estabelecer uma política diferenciada do Sistema Único de Saúde para os municípios que fazem fronteira com o Paraguai e a Bolívia, onde as prefeituras acabam de responsabilizando pelo atendimento médico de famílias desses países.

Administração: Empresa de mineração assume Unidade Neonatal do Hospital de Corumbá

A MMX Mineração e Metálicos, do empresário Eike Batista, anunciou que assumirá as operações da Unidade Neonatal do Hospital de Corumbá (MS). Como parte de suas ações de responsabilidade social, a companhia já havia feito um acordo com a Sociedade Beneficente Corumbaense para atender o setor de pediatria.
A empresa seria responsável pela manutenção e revisão de incubadoras e aparelhos de oxigênio, aquisição de medicamentos e suplementos alimentares para os recém-nascidos e gestantes.

Política: STJ suspende reajuste de 9,56% do SUS para Hospital Estrela

O Supremo Tribunal de Justiça suspendeu a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região que permitia o reajuste de 9,56% do SUS para os pagamentos a serem feitos à Associação Franciscana de Assistência à Saúde ? Hospital Estrela, no Rio Grande do Sul. A União recorreu a STJ alegando que o reajuste era indevido e que a concessão de reajuste às instituições particulares conveniadas ao SUS poderia causar danos aos cofres públicos, chegando a um gasto extra de R$ 1 bilhão por ano.
O ministro Raphael de Barros Monteiro, presidente do STJ, acolheu os argumentos e considerou que ações que visam o reajuste do SUS podem lesar a saúde pública.

Internacional:British Medical Association diz que médicos podem fazer mais pela saúde global

O relatório ?Melhorando a saúde para os mais pobres do mundo: o que os profissionais da saúde podem fazer??, divulgado pela British Medical Association (BMA), afirma que os médicos e trabalhadores do NHS (National Health Service)podem fazer mais para melhorar os sistemas de saúde em nível mundial. Entre as questões relacionadas estão a ética no comércio, déficits em financiamento, mudanças climáticas, nutrição e saneamento.
O relatório pontua que a NHS gasta milhões de libras em equipamentos sem checar se modelos mais simples seriam suficientes para a realização dos procedimentos. Para solucionar o problema, a BMA sugere a criação de diretrizes para ética nas compras.
A BMA também clama por apoio a programas internacionais de saúde e para que os estudantes de medicina aprendam sobre assuntos referentes à saúde em outros países.
A associação acredita que os profissionais de saúde precisam alertar a população sobre os riscos das mudanças climáticas e que os serviços da NHS devem ?zero carbono?.
Outra recomendação é no que diz respeito ao saneamento, já que ações efetivas na área podem reduzir as doenças globais em 24%.

Internacional:Venezuela abre escola de medicina para latino-americanos

A Escola Latino-Americana de Medicina, nos moldes da Elam, em Cuba, foi inaugurada na Venezuela. As primeiras turmas contam com 123 bolivianos, 58 brasileiros, 16 chilenos, 33 colombianos, 18 equatorenses, 27 paraguaios, 40 peruanos, seis uruguaios e 11 surinamenses.
A capacidade atual é de 640 alunos, mas, até outubro, o número de vagas deve ser ampliado para 800 e mais 100 alunos cubanos devem ser recebidos.
O prédio possui laboratórios de informática e ciências básicas, dormitórios, bibliotecas, refeitórios, ginásio coberto, mini-teatro e canchas esportivas.

Expansão: Hospital Santa Marina inaugura Serviço de Ortopedia Pediátrica

O Hospital Santa Marina acaba de inaugurar o Serviço de Ortopedia Pediátrica, que alinha o atendimento ambulatorial e hospitalar para as necessidades das crianças portadoras de alterações músculo-esqueléticas e neurológicas com conseqüências ortopédicas. A unidade também realiza avaliações para o correto desenvolvimento do aparelho locomotor na infância e na adolescência, cujas alterações ortopédicas atingem cerca de 15% dos problemas de saúde em criança.
Inicialmente, a expectativa é de que sejam realizados 120 atendimentos por mês.