Negócios:Wheb Sistemas cresce 52,31% em volume de clientes em 2006

A Wheb Sistemas, empresa especializada em solução de gestão de processos e de informações, registrou crescimento de 52,31% em número de clientes em 2006.
A conquista foi atribuída à expansão da rede de distribuição, contando com uma nova parceira para atender aos estados da Bahia, Espírito Santo e Ceará.
Em 2006, o sistema de gestão hospitalar Tasy, desenvolvido pela Wheb, foi implantado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo; Beneficência Portuguesa de Campinas; Casa de Saúde Nossa Senhora do Carmo, no estado do Rio de Janeiro; na Sociedade Divina Providência, em Santa Catarina; e na Sociedade Educação e Caridade, no Rio Grande do Sul, entre outros.

Internacional: Governo português reduz orçamento para construção de hospital

O Ministério da Saúde português anunciou um corte de ? 102 milhões no orçamento para a construção do Hospital de Loures, em Lisboa. A medida visa distribuir melhor a rede hospitalar pública, atendendo a outras regiões.
O hospital, que inicialmente teria 600 leitos e receberia investimento de ? 847,32 milhões, terá 425 leitos e orçamento de ? 745 milhões.

Política: Proposta de modelo de gestão do governo está quase concluída

O governo já está em fase de conclusão da nova proposta de modelo de gestão pública dos hospitais, as Fundações Estatais, que será levada ao Conselho Político do governo e em seguida discutida com a sociedade civil. O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou que a gestão de hospitais através da administração direta tem se demonstrado inviável. Segundo Temporão, o governo federal não aceita os modelos privatizantes implementados pelo governo anterior. O novo modelo de gestão não se restringe à área da saúde, podendo ser implementado em outros setores da administração como educação e turismo.
A proposta de modelo de gestão através de fundações estatais, após análise do Conselho Político do governo e das discussões com a sociedade civil, será encaminhada ao Congresso, já que sua implementação dependerá da regulamentação do artigo 35 da Constituição Federal.

Pesquisa: 70% dos espanhóis consideram estado de saúde bom

Dados da Escola Nacional de Saúde afirma que 22% da população espanhola afirma ter dificuldade para realizar algum tipo de atividade diária devido a problemas de saúde. Apesar disso, 68,8% consideram seu estado de saúde bom ou muito bom, sendo 74,1% homens e 63,6 as mulheres. Estes dados coincidem com as patologias da população adulta. 21,4% dizem ter sido diagnosticada com reumatismo, 20,7% com hipertensão e 16,1% colesterol, todas as patologias são mais freqüentes em mulheres. Além disso, o estudo indica que 30% da população adulta fuma, 70,6% declara haver consumido bebidas alcoólicas no último ano.
59,6% dizem fazer exercícios físicos, embora 52,7% dos adultos e 27,6% das crianças apresentam sobrepeso e obesidade.

Política: Banco Mundial anuncia nova estratégia para Saúde

O Banco Mundical anunciou a reestruturação de seus programas de desenvolvimento em Saúde, por meio da Health, Nutrition and Population Strategy (HNP - Estratégia de Saúde, Nutrição e População). De 1997, a instituição prestou assistência a mais de 100 países e 500 projetos, com valores de desembolso de US$ 12 bilhões e US$ 15 bilhões de financiamento, mas considerou que o monitoramento e avaliação dos resultados é fraco e o impacto das ações é baixo.
Entre 2001 e 2006, as atividades financeiras da HNP caíram 30% e o portfolio de empréstimos teve a pior performance entre todos os setores do Banco desde 2001.
O trabalho no setor agora estará focado em:
? Sistemas de Resultados - guiar as expectativas de resultados e prazos, como as Metas do Milênio das Nações Unidas, para as ações específicas da HNP em um determinado país e para as operações e programas do Banco.
? Fortalecer os sistemas de saúde ? apoiar mecanismos de financiamento, sistemas regulatórios, governança, seguro saúde, informação, treinamento de pessoal e infra-estrutura.
? Mudar o papel do Banco ? Como o volume de recursos distribuídos por meio da HNP é muito pequeno para direcionar o relacionamento com os países, o foco será na qualidade das políticas, diálogo técnico e foco estratégico para as operações de empréstimo nas próximas décadas.
? Construir parcerias globais ? O Banco irá procurar uma divisão colaborativa de trabalho com as novas entidades que atuam em prol da saúde pelo mundo para o uso mais efetivo de recursos.

Internacional:Pesquisa diz que americanos aceitam tecnologia em saúde

Pesquisa de opinião revela que os americanos estão prontos para entrar na era digital da saúde e que a população apresenta grande interesse na implantação de serviços de saúde no país. Embora apenas um em cada dez americanos chequem informações médicas pessoais no site das operadoras de saúde, e 56% deles assumem que gostariam de poder verificar reclamações e coberturas e 51% de acessar informações pessoais eletronicamente no futuro.
Além disso, 72% dizem que um sistema computatorizado é mais eficiente do que um sistema de papel quando a questão é o controle de registros médicos. 57% dizem que o papel é mais seguro.
Entretanto, quase três em quatro americanos (73%) acreditam os benefícios de registros eletrônicos, tais como o melhor atendimento nas emergências e a redução em erros médicos, compensam todos os riscos potenciais da privacidade.
O estudo afirma que a utilização de registros médicos eletrônicos favorecem em 51% contra 17% aqueles que o utilizam e em 68% contra 16% os portadores de seguro.

Exportação: Blausiegel fecha contrato com Egito e Paquistão

A indústria farmacêutica Blausiegel inicia o primeiro semestre de 2007 com dois novos contratos com Egito e Paquistão, que juntos totalizam mais de US$ 2 milhões. Esses novos negócios são estrategicamente importantes, pois possibilitarão a expansão da marca da empresa também para países do norte da África e para o mercado árabe. Para a empresa, o ingresso nesse mercado é estratégico para seu crescimento em exportação.
Em relação ao ano passado, a Blausiegel teve um crescimento de 40% e pretende avançar e fortalecer cada vez mais sua marca no mercado externo. Para tanto, irá participar em outubro deste ano da CPhI Worldwide, em Milão, que reunirá diversas empresas da área farmacêutica.

Aquisição:Carestream, ex-Kodak, entra em funcionamento

Conforme mudança adiantada pelo Saúde Business Web em 13 de abril, a Carestream Saúde, ex-Kodak, entrou oficialmente em operação nesta segunda-feira, 7 de maio. A mudança do nome se deu em decorrência da venda da unidade de saúde da Kodak para a holding canadense Onex Corporation no início do ano por US$ 2,55 bilhões.
Com faturamento aproximado de US$ 2,5 bilhões anuais em vendas, a Carestream Saúde possui produtos voltados à área de diagnóstico por imagem e soluções de Tecnologia da Informação e está presente em cerca de 90% dos hospitais em todo o mundo.

Internacional: Elmhurst Healthcare planeja hospital de US$ 400 milhões

A organização não-governamental Elmhurst Memorial Healthcare (EMHC), que desde 1926 opera um hospital no centro de Elmhurst, em Illinois, EUA, planeja a construção de um hospital de ponta no sul da cidade. Com custo de aproximadamente US$ 400 milhões, a previsão é de que a instituição tenha 325 leitos e a ocupação aconteça em 2010. O layout do prédio e o número de andares ainda não foram definidos. A idéia é que o estilo arquitetônico do EMHC seja mantido no exterior do edifício.
Trata-se do maior e mais recente projeto da história do Elmhurst, considerado o maior empregador da cidade, e a EMHC, o maior pagador de imposto por propriedade.
A expectativa é de que a nova instituição gere mais impostos para a cidade com aumento de propriedades e taxas adicionais de médicos. O impacto econômico também será grande.
Os serviços de saúde continuam a ser um segmento crescente da economia americana, que representa cerca de 15% do PIB, aproximadamente US$ 1.8 trilhões.

Saúde Pública: Pernambuco inaugura serviço de tomografia móvel

A Secretaria Estadual de Saúde do Pernambuco inaugurou no setor o serviço móvel de tomografia computadorizada. O projeto, realizado em parceria com o IMIP (Instituto Materno Infantil Professor Fernando Figueira) e com a Philips, visa atender 1200 pacientes do Sistema Único de Saúde por ano, e assim, desafogar os hospitais públicos da região metropolitana. Hoje, o governo destina R$ 89 milhões, equivalente a um terço do orçamento anual, somente ao Hospital da Restauração, em Recife.
O tomógrafo está instalado em uma carreta e percorrerá as cidades de Salgueiro, Serra Talhada e Ouricuri. Os exames serão feitos por um técnico e os laudos serão emitidos pelo IMIP por meio de teleconferência.
No convênio firmado entre os três órgãos, a SES pagará pelos exames realizados e pelo funcionamento e deslocamento do aparelho; o IMIP será o responsável pela realização dos exames, dispondo uma equipe médica para plantão; e a Philips doou o equipamento e a carreta, cujo custo chegou a R$ 2 milhões.