faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

EUA focam em cuidados de transição e já mostram resultados

globe-32299_1280

Para reduzir os custos em saúde e evitar a agudização, especialmente de pacientes com doenças crônicas, diversas iniciativas governamentais ao redor do mundo têm investido nos cuidados de transição.

Baixe aqui o ebook Cuidados de Transição e Case Management

Dentro das estratégias do Affordable Care Act, conhecido nos Estados Unidos como Obamacare, para aumentar a qualidade e acessibilidade aos serviços de saúde, os Centers for Medicare and Medicaid Services (CMS – Centros para os Serviços do Medicare e Medicaid) passaram a estimular a adoção do transitional care management (TCM - gestão dos cuidados de transição). A estimativa do órgão, em 2013, era de que dois terços de todas as altas hospitalares seriam elegíveis para os cuidados de transição.

Principal estudiosa sobre o assunto, a PhD pela Universidade da Pensilvânia Mary Naylor conduziu uma pesquisa, em conjunto com a  Robert Wood Johnson Foundation, organização filantrópica que apoia pesquisas e programas de saúde nos Estados Unidos, em que constatou que os cuidados de transição estão se espalhando pelo país. O estudo apontou que 60% dos 550 entrevistados já utilizam o TCM sozinho ou em combinação com outras abordagens para evitar reospitalizações num período inferior a 30 dias.

Apenas a iniciativa da Community Care of North Carolina (CCNC Comunidade de Cuidados da Carolina do Norte) conseguiu reduzir uma readmissão a cada seis pacientes no programa. A CCNC também percebeu uma queda de 10,3% das admissões em pacientes do Medicaid com múltiplas condições crônicas.

No Reino Unido, os programas de cuidados de transição englobam pacientes com doenças crônicas, deficiências e mães com seus recém-nascidos. “A elegibilidade para o programa de cuidados continuados do NHS não impõe limites nos locais em que o pacote de apoio pode ser oferecido ou no tipo de serviço”, diz o governo no quadro normativo para os Cuidados Continuados e de Enfermagem do NHS.

Na Austrália, o programa My Aged Care (Meus Cuidados de Idoso) foca em pacientes da terceira idade que precisam de apoio pós-alta. Os serviços podem incluir terapia de baixa intensidade ou fisioterapia, acesso a um assistente social, além de cuidados pessoais e de enfermagem. O serviço tem duração de 12 semanas e é subsidiado pelo governo, com contrapartida do paciente.

Outro experimento, realizado em um hospital terciário de Cingapura com 259 pacientes, mostrou uma redução de admissões acima de 50% entre três e seis meses após a entrada no programa. As idas à Emergência caíram 48% no mesmo período.

“Pacientes que participaram de programas de cuidados de transição em suas casas tiveram menor utilização de cuidados agudos nos hospitais. São necessárias a avaliação abrangente das necessidades médicas e sociais dos pacientes no ambiente doméstico e a formulação de um plano de cuidados otimizado e individualizado pós-alta para pacientes clinicamente complexos”, concluem os pesquisadores.

Inteligência clínica: uma aliada na hora da prescrição

shutterstock_133503068

Estima-se que 6,7% dos pacientes internados sofrerão algum tipo de evento adverso relacionado à medicação, de acordo com o Journal of the American Medical Association. Fora do ambiente hospitalar, os efeitos adversos ou colaterais responderam por quase 60 mil internações no Brasil entre 1998 e 2013, segundo o Ministério da Saúde.

Com o crescimento das multimorbidades relacionadas às doenças crônicas, o que exige a utilização de um número cada vez maior de medicamentos, o problema tende a se intensificar se não houver uma análise precisa das condições do paciente e se não for feita a reconciliação medicamentosa, que evita interações nocivas entre diferentes drogas.

Nesse contexto, ferramentas de inteligência clínica coletam, armazenam e gerenciam dados para sugerir condutas e apoiar a prescrição médica. “Hoje, as organizações de saúde estão, mais do que nunca, buscando meios de dar sentido a todos os dados do paciente disponíveis eletronicamente, e para usar e tomar as melhores decisões possíveis, tão rápido quanto possível. (...) Empoderar profissionais com as ferramentas de uso de dados para garantir decisões mais informadas está se tornando uma prioridade nas organizações de saúde”, diz a Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS – Sociedade de Informações de Saúde e Sistemas de Gestão).

Veja como o Hospital 9 de Julho aplicou a inteligência clínica na Enfermagem para reduzir os riscos de seus pacientes

Nos hospitais, esses sistemas utilizam dados do prontuário eletrônico, indicadores vitais fornecidos por equipamentos e estatísticas gerais de atendimento e epidemiologia para identificar padrões que auxiliem o diagnóstico e sugerir condutas baseadas em evidências. Isso ajuda a definir protocolos e padronizar o atendimento.

A inteligência clínica também cria alertas sobre riscos assistenciais, considerando as intervenções a que o paciente foi submetido, medicamentos que irá tomar durante a internação e sua condição geral de saúde.

Na área administrativa, a prescrição eletrônica, com o apoio de sistemas de inteligência clínica, ajuda a monitorar o uso de antibióticos ou outras drogas de uso restrito, gerando economia e melhorando a segurança do paciente.

Nos Estados Unidos, o programa Meaningful Use (Uso Significativo), definido pelo Obamacare, determina a prescrição eletrônica para drogas de uso controlado e, na Escócia, a meta é que 90% dos consultórios de clínica geral adotem a prescrição eletrônica até 2017.

“Sistemas de inteligência clínica e de negócios empoderam seus membros com orientações práticas e não-enviesadas sobre como aproveitar a informação de saúde disponível para entregar serviços de alta qualidade e aprimorar as visões de negócios”, conclui a HIMSS.

Belém irá sediar reunião científica do Programa de Educação Continuada da SBOT

shutterstock_110625482 (2)

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, por meio de sua regional Pará, realiza no próximo sábado, 21 de maio, mais uma reunião científica do Programa de Educação Continuada (PEC), que irá abordar temas da especialidade de pé e tornozelo. O encontro será a partir das 8h, no auditório do Radisson Hotel Maiorana, localizado na Av. Cmte. Brás de Águiar, 321, bairro de Nazaré, em Belém.

O evento é aberto para ortopedistas, médicos das demais especialidades, residentes, acadêmicos, fisioterapeutas e todos os profissionais da área da área da saúde que estiverem interessados em aprofundar os conhecimentos sobre a temática. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas com a secretária da SBOT-PA, Tatyanne, por meio do telefone (91) 98357-7178 ou pelo sbotpara@gmail.com.

Os conferencistas serão renomados especialistas de pé e tornozelo. Dentre eles: Nacime Mansur, da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp; e os paraenses Everton José Barbosa e Fábio Santana de Oliveira, Diretor de Comunicação-Marketing da Regional Paraense, que destaca a necessidade dos eventos de educação continuada pela constante evolução da Ortopedia e pela necessidade de que os médicos, principalmente os mais jovens, tenham a oportunidade de ouvir as explicações e discutir a evolução técnica da especialidade com os especialistas mais experientes.

A programação inclui fratura de tornozelo, fratura do pilão tibial, lesões no tendão de aquiles, fratura de calcâneo, além da discussão de três casos clínicos, que serão apresentados e debatidos com os presentes. Segundo o presidente da SBOT-PA, Marcus Aurélio Preti, "É gratificante receber os amigos Ortopedistas em um evento da SBOT nacional. Temos muito a contribuir com o fortalecimento científico de nossa classe ortopédica".

Hospital Placi reúne operadoras de saúde em debate sobre os desafios das unidades de transição no Brasil

14334607258_55bc2e4b12_o

O Placi, hospital inovador e pioneiro no País ao defender o conceito de cuidados de transição, promoveu um importante “Encontro de Operadoras de Saúde” na última semana, no Rio de Janeiro. Cerca de cem representantes do segmento de Saúde se encontraram no Centro de Convenções Mourisco, no Rio de Janeiro, onde foram apresentados resultados e discutidos os desafios das unidades de transição e dos modelos de desospitalização no Brasil.

Entre os palestrantes, participaram a Dra. Martha Oliveira, diretora de desenvolvimento setorial da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), a Dra. Liliane Pace, do Grupo Amil, e o Dr. Sérgio Candio, da Procare Saúde Atenção Domiciliar, que enriqueceram o debate trazendo o olhar dos setores governamental, de saúde suplementar e também de atenção domiciliar sobre o tema.

“De acordo com dados do IBGE, 80% da população idosa no País, por exemplo, apresenta uma ou mais doenças crônicas. É urgente criar modelos que estabeleçam uma ponte entre o hospital e a casa do paciente, proporcionando mais qualidade aos tratamentos e racionalizando custos”, destacou o Dr. Fernando Boigues, médico e diretor comercial do Placi e também presidente do SindHRio, durante a abertura das discussões, lembrando que, hoje, 25% dos leitos hospitalares privados estão ocupados por internações de longa permanência no Brasil.

Segundo a Dra. Martha Oliveira, da ANS, criar modelos que contemplem as diferentes situações de atenção — não apenas ao idoso, mas também aos pacientes crônicos ou em reabilitação — incluindo na estrutura os cuidados de transição, é algo necessário. “Há muitas instâncias de cuidado como assistência domiciliar com cuidador, homecare, hospitais de retaguarda e unidades de transição. Por isso, nosso desafio atual é prever todas essas etapas de atenção, enquanto o sistema vigente só prevê a UTI”, aponta.

A diferença reside no fato de que nos hospitais gerais o objetivo é estabilizar o paciente dia a dia e, nos hospitais de transição, uma equipe interdisciplinar atua com o objetivo de formular metas de melhoria do estado clínico. Esta equipe, formada por médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos e assistentes sociais coordena todas as ações necessárias ao atingimento destas metas ao longo de todo o período de internação, de forma que a recuperação se dê da maneira mais completa possível.

Para o Dr. Luiz Guilherme Soares, diretor técnico do Placi, “é preciso oferecer atendimento adequado a um grupo heterogêneo de pacientes, que em sua maioria apresentam quadros clínicos como pós-AVC, úlcera de pressão, demência, reabilitação, doença neuromuscular, entre outras patologias crônicas, e necessitam de cuidados pós-agudos, cujas prioridades e práticas de assistência não fazem parte da rotina de um hospital geral”, ressalta. Atualmente, em países da América do Norte e Europa, já é um consenso que hospitais gerais e unidades de transição atuem paralelamente.

Sobre o Placi

Inaugurado em 2013, no município de Niterói (RJ), o hospital Placi chegará à cidade do Rio de Janeiro, em julho, com uma nova unidade que será inaugurada no bairro de Botafogo. O hospital é destinado a pacientes em recuperação e em fim de vida, quando um tratamento por equipe multidisciplinar se faz necessário visando à melhoria da qualidade de vida e à redução do sofrimento, tanto para pacientes quanto para seus familiares.

Grupo Equipamed apresenta Ventilador Pulmonar inédito no Brasil

Ventilador Pulmonar_Equipamed

O Grupo Equipamed, um dos principais fornecedores de equipamentos médicos e hospitalares do Brasil, apresenta ao mercado o Ventilador Pulmonar Bellavista. A grande novidade da empresa está na Hospitalar, que ocorre até 20 de maio, em São Paulo. O lançamento traz tecnologia Suíça e montagem brasileira, pela RTC (Unidade Fabril do Grupo Equipamed). Com tamanho compacto e recursos exclusivos que o tornam simples de manusear, o ventilador pulmonar apresenta gráficos de monitoração e pode ser programado para diferentes modalidades detalhadas.

Segundo Orlei Barbosa, diretor-fundador do Grupo Equipamed, o lançamento do produto será um benéfico para os pacientes e profissionais do setor. “A tecnologia AVM (Adaptive Ventilation Mode), exclusiva no mercado, proporciona mais conforto e segurança ao paciente, pois, além dos recursos que adaptam automaticamente a frequência e o volume corrente administrado ao paciente, proporcionando sincronia respiratória, o ventilador pulmonar Bellavista traz recursos essenciais ao alcance dos dedos dos profissionais da saúde”, comenta.

O equipamento ainda analisa cada ciclo respiratório e oferece diagnósticos precisos que orientam e facilitam o processo clínico. Indicado também para ventilação não invasiva, o produto oferece recursos exclusivos que interagem com o paciente em estímulos visuais e audíveis, o que torna a adaptação ao ventilador mais ágil e eficiente.

O produto tem design arrojado, sendo o único no mercado com tela integrada widescreen de 13 polegadas, além de menu configurável e expansível para novos recursos. Por meio da tecnologia touchcsreen, o ventilador é indicado para uso em pacientes críticos e crônicos, adultos e neonatais a partir de 400 gramas, com range de dois a 2500 ml de volume corrente. Possui bateria de quatro horas e blower para geração autônoma de ar. Sua estrutura é toda em alumínio, o que o deixa leve e permite o transporte com facilidade e segurança.

“Nossa expectativa é atrair ainda mais pessoas em nosso estande com a apresentação das novidades em produtos e com ações diferenciadas que vamos promover”, finaliza o diretor-fundador do Grupo Equipamed.

ANOTE!

Evento: 23ª Feira Internacional de produtos, equipamentos, serviços e tecnologia para hospitais, laboratórios, farmácia, clinicas e consultórios – Feira+Fórum Hospitalar

Data: 17 a 20 de maio de 2016

Horário: das 12h às 20h

Local: Pavilhão Expo Center Norte

Endereço: Rua: José Bernardino Pinto, 333 – Vila Guilherme – São Paulo

Estande: D60 Pavilhão Branco

Sobre o Grupo Equipamed

Com 36 anos de atuação no mercado brasileiro, o Grupo Equipamed é uma das principais fornecedoras de equipamentos médicos e hospitalares no país. Referência em comercialização, locação, manutenção, fabricação e distribuição dos instrumentos, a empresa tem uma das principais assistências técnicas especializadas do Brasil. A fábrica de 1.700 metros quadrados na cidade de Juquitiba, em São Paulo, possui mais de 50 mil itens em armazenamento e disponibiliza equipamentos de última geração, oferecendo em primeira mão os lançamentos e novidades.

Sobre o evento

A Hospitalar Feira e Fórum é o grande encontro anual de empresários e profissionais da cadeia da saúde, para negócios, relacionamento e atualização com as tendências do setor no Brasil e exterior. Realizada de 17 a 20 de maio de 2016, a feira reúne 1.250 expositores de 34 países, que ocupam 82 mil m2no Expo Center Norte, em São Paulo, apresentando as mais recentes inovações em produtos, equipamentos e serviços. A Hospitalar espera receber mais de 90 mil visitas de profissionais do setor de saúde, de todo o Brasil e do exterior. A feira congrega também mais de 60 congressos, seminários e reuniões setoriais, abordando temas de gestão e inovação aplicados à saúde.

Hospital Pilar tem farmácia automatizada pela solução da multinacional italiana Sinteco

Equipamento Pegasus da Sinteco_gesto automtica de medicamentos em dose unitria

O Hospital Pilar, de Curitiba (PR), especializado no atendimento geral de alta complexidade para pacientes conveniados e particulares, optou pela solução da Sinteco, divisão de negócios da Bucci Automations, para a automação de sua farmácia. A instituição de saúde é a primeira da América do Sul a implantar o equipamento Pegasus da Sinteco, voltado à gestão automática de medicamentos em dose unitária que permite que o processo de dispensação de medicações seja mais rápido e seguro. São mais de 60 mil pacientes atendidos anualmente em sua estrutura, por uma equipe de cerca de 300 médicos, além de 290 enfermeiros e técnicos.

O diretor da Sinteco Hospitalar, Marco D'Inca, destaca que o equipamento Pegasus é capaz de agrupar as medicações e identificar a prescrição pelo nome do paciente, em menos de um minuto. "Esta é uma solução que auxilia as farmácias hospitalares a reduzir custos, otimizar a logística e obter total rastreabilidade dos medicamentos. Ao contar com uma solução que faz automaticamente a administração dos medicamentos e a distribuição de prescrições personalizadas, as equipes do hospital passam a ter mais tempo para o atendimento dos pacientes", disse.

Neste contexto, o diretor executivo do Hospital Pilar, Sr. Luis Rodrigo Milano, comenta sobre o futuro das farmácias hospitalares no Brasil e cita como referência operações de sucesso em outras localidades do mundo. "Em países desenvolvidos, a farmácia hospitalar é voltada para a área clínica e tem grande interface com as equipes assistenciais. O farmacêutico otimiza a atuação na farmácia para ficar mais próximo ao paciente e à equipe que o atende diretamente", comenta. "Já no Brasil, estamos caminhando para este futuro com a farmácia clínica sendo cada vez mais reconhecida. Para isto, o ciclo da assistência farmacêutica, que inclui a seleção, programação, aquisição, armazenamento, distribuição e uso dos medicamentos, precisa estar muito bem estabelecido. É necessário garantirmos que o medicamento certo chegue ao paciente certo, na hora certa e na dosagem correta. E, para que aconteça essa dedicação farmacêutica, é indispensável um sistema automatizado que contemple barreiras de segurança (desde à prescrição à dispensação), rastreabilidade de todos os processos, bem como mão de obra especializada e muito bem treinada".

Milano destaca ainda que com investimento em tecnologia é possível garantir a qualidade e a segurança dos processos hospitalares. "Antes do equipamento Pegasus da Sinteco a dispensação de medicamentos era inteiramente manual. Com a automação da nossa farmácia, comprovamos o quanto investir em tecnologia é essencial. A ideia é que o uso de recurso avançado contribua para dar suporte à decisão clínica no ato da prescrição médica e auxiliar o farmacêutico na validação da prescrição. Desse modo, o medicamento pode ser dispensado com segurança e qualidade, e com o devido controle de estoque que acontece em todas as etapas do processo de uma maneira ágil e confiável. O relacionamento com a Sinteco tem sido excelente, dinâmico e bastante promissor", completa o diretor.

O Hospital Pilar presta atendimento para mais de 40 especialistas, sendo referência nas áreas de cardiologia, neurologia, ortopedia e cirurgia geral. Dentre os seus diferenciais está o trabalho com a filosofia de humanização e o alto investimento em tecnologia. Além de usufruir da farmácia hospitalar automatizada através do equipamento Pegasus da Sinteco, seus pacientes se beneficiam de UTI humanizada (apartamentos com direito a acompanhante 24 horas); centro cirúrgico interligado com a “nuvem”; câmara de oxigenoterapia hiperbárica, entre outros avanços. Adicionalmente, o hospital mantém diversas iniciativas em prol do paciente, como uma comissão de controle de infecções hospitalares, um grupo de terapia multiprofissional do paciente oncológico e o projeto "Música no Hospital".

Sobre o Hospital Pilar

Fundado em 1964, por João Iltaumyr Milano e Milva Schruber Milano, o Hospital Pilar está localizado na cidade de Curitiba (PR), numa área de 10 mil m2, onde presta atendimento geral de alta complexidade, 24 horas - incluindo casos de urgência e emergência para pacientes conveniados e particulares. Com certificação ONA nível 2 (Acreditado Pleno), presta atendimento para mais de 40 especialidades através de uma equipe de cerca de 300 médicos, além de 290 enfermeiros e técnicos. Aproximadamente 60 mil pacientes são atendidos anualmente em seus consultórios. Para mais informações sobre o Hospital Pilar, de Curitiba (PR), acesse: http://www.hospitalpilar.com.br

Sobre a Sinteco

A Sinteco, divisão de negócios da Bucci Automations, é especialista global na automação de processos. A empresa tornou-se líder mundial no âmbito da automação industrial, reunindo mais de três décadas de experiência na criação, desenvolvimento e produção de máquinas especiais e linhas robotizadas. Em 2002 houve a criação da unidade de negócios, Hospital Automation, inteiramente dedicada a projetos e produção de sistemas automatizados para o setor hospitalar. Desde a sua fundação na Itália, já foram realizadas mais de 2,7 mil instalações em diversos países, dentre as quais estão mais de 50 hospitais ativos. A Sinteco também está presente no Brasil com uma filial em Vinhedo (SP), onde oferece estrutura de pós-venda consolidada e técnicos capacitados para atender às demandas em todo o território nacional. Para mais informações, acesse: http://www.sintecorobotics.com/pt/

M2G organiza workshop em São Paulo para debater as novas normativas da ANS

shutterstock_131585624

A M2G, companhia especializada em soluções digitais inteligentes, que atualmente atende mais 60 clientes do setor de saúde, realiza em São Paulo, no dia 2 de junho, um workshop exclusivo para

esclarecer temas importantes relacionados à nova NIP: RN 395, e entre outras normativas relacionadas à saúde suplementar. O objetivo do encontro é propiciar o esclarecimento de dúvidas e um maior entendimento sobre as expectativas da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) para o segmento, em especial no que tange a aplicação das regulamentações e orientações estipuladas.

Atenta às demandas e necessidades dos seus clientes e demais operadoras de saúde, a M2G espera com este evento discutir as principais dúvidas dos temas relacionados à saúde. Entre os participantes já confirmados estão Simone Freire, Diretora de Fiscalização da ANS; Rodrigo de Aguiar, Assessor de Diretoria de Fiscalização, também da ANS; e Sonia Monken, Consultora e Pesquisadora em Gestão de Saúde no Brasil, entre outros. “Reunir as principais empresas de saúde do País e a Agência Nacional de Saúde, será uma excelente oportunidade para discutir melhorias nos processos, e como o uso da tecnologia pode melhorar a qualidade do atendimento”, afirma Fernanda Klava, Diretora Comercial da M2G.

Os interessados podem se inscrever no site da M2G ( http://www.m2g.com.br/workshop-nip/index_2.php ). O evento é gratuito e tem vagas limitadas.

AGENDA

Workshop M2G Novas Normativas da Agência Nacional de Saúde

Data: 2 de junho, quinta-feira

Horário: entre 8h30 e 12h

Local: Renaissance São Paulo Hotel

Endereço: Alameda Santos, 2233 - São Paulo (com estacionamento)

Valor de inscrições: Gratuito

Mais informações: contato@m2g.com.br ou 0800 880 8898

SOBRE A M2G

A M2G é uma empresa de soluções de atendimento especializada em Seguradoras e Operadoras de Saúde. Diariamente milhares de solicitações de clientes passam pela plataforma multicanal de atendimento que possuem mais de 60 clientes no setor de saúde. Sempre antenada com a forma como as pessoas utilizam a tecnologia no dia a dia, criaram sistemas de atendimento e CRM que gerencia demandas de telecom, chat, mobile, webform, fax virtual, redes sociais e Portais online de Autoatendimento. O tratamento das demandas é feito pelo CRM, que possui histórico centralizado do cliente, analytics, follow-up gerenciáveis entre departamentos e controle de prazos por tipo de demanda. Todas as soluções são em nuvem, flexíveis e de fácil integração a sistemas e bases de dados já existentes nas empresas.

Médica que alertou sobre elo do Zika vírus com a microcefalia é homenageada no Troféu Walter Schmidt 2016

shutterstock_383155030

A 15ª edição do Troféu Walter Schmidt homenageou, ontem durante o tradicional Jantar da Hospitalar 2016, a Doutora Adriana Melo. A médica da Paraíba alertou as autoridades brasileiras, despertando o mundo, no final de 2015, acerca da relação entre o vírus Zika e os casos de microcefalia no Brasil. Doutora em Tocoginecologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP-SP), presta assistência há 16 anos aos pacientes do SUS no setor de medicina fetal da principal maternidade pública de Campina Grande (PB), o Isea - Instituto de Saúde Elpídio de Almeida.

As suspeitas de Adriana Melo iniciaram, quando o Zika ainda era visto como um tipo mais suave de dengue. No entanto, após examinar duas gestantes que esperavam bebês diagnosticados com microcefalia, percebeu que se tratava de um novo padrão da anomalia neurológica, dando o primeiro passo para o reconhecimento da relação entre o vírus e a doença que já afeta quase quatro mil fetos em todo Brasil.

Assim como ocorreu com o sanitarista Oswaldo Cruz no início do século XX, quando propôs eliminar focos de insetos transmissores de doenças tropicais para combater a febre amarela e varíola, Adriana Melo também enfrentou inicialmente semelhantes dúvidas e resistências burocráticas. Porém, após exames feitos com as pacientes, por iniciativa da doutora, o material colhido foi encaminhado à Fiocruz para o laudo decisivo que levou o Ministério da Saúde a decretar emergência sanitária, apenas três meses após o aparecimento das primeiras suspeitas.

O diretor executivo da Fanem, Djalma Luiz Rodrigues, ressaltou a importância do empenho de Adriana Melo para a medicina brasileira e saúde pública. “Para a Fanem que tem como missão salvar vidas é um orgulho reconhecer o trabalho de uma médica como Adriana Melo, que dedica 20 horas por semana atendendo pacientes do SUS e, que sem recursos para pesquisa, fez um alerta de suma importância para todo o mundo”.

Adriana Melo é graduada em Medicina pela Universidade Federal de Campina Grande (PB), possui mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual da Paraíba, doutorado em Saúde Materno Infantil pelo Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP- PE) e também em Tocoginecologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP-SP), além de pós-doutorado em Saúde da Mulher pelo Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP - PE).

O Troféu recebe o nome do empresário Walter Schmidt, pioneiro da neonatologia que criou e dirigiu por mais de 50 anos a Fanem, hoje a indústria brasileira de equipamentos para a saúde com maior expressão no mercado neonatal. Desde o início, Schmidt conduziu a Fanem com elevado grau de pioneirismo, inovação e empreendedorismo, desenvolvendo produtos avançados para a área de neonatologia que contribuíram para o impulso do mercado hospitalar brasileiro e para salvar milhões de vidas.

Desde 2002 o prêmio Walter Schmidt já foi entregue a nomes com atuação destacada na área da saúde do Brasil, entre eles Mayana Zatz, Uenis Tannuri, Gonzalo Vecina Neto, Waleska Santos, Saíde Jorge Kalil, Juan Quirós, e Benjamin Israel Kolpeman, Alessandro Teixeira, José Alberto Ferreira Filho, Evanisa Maria Arone e Conceição Aparecida de Mattos Segre.

Philips HealthSystems destaca nova linha de monitores durante a Hospitalar 2016

shutterstock_113075257

A Philips, líder global em inovação para Saúde, apresenta ao mercado brasileiro o monitor Efficia CM Series, que preserva os recursos avançados da família Efficia com baixo custo, incluindo o equipamento e a manutenção. Essa e outras novidades serão expostas durante a 23ª edição da Hospitalar, feira internacional de produtos, equipamentos, serviços e tecnologias para a área de Saúde, entre os dias 17 e 20 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo.

A Philips também apresentará o eletrocardiógrafo PageWriter TC10. Extremamente leve, portátil e de fácil operação, o equipamento possibilita a utilização dos recursos mais avançados disponíveis no mercado, tais como: Wi-Fi, leitor de código de barras, algoritmos de suporte à decisão clínica e, também, fornecendo comunicação com os mais diversos sistemas hospitalares (Dicom, HL7, PDF). Outro destaque é o desfibrilador Efficia DFM100, novo desfibrilador de fácil utilização e que proporciona diferentes tipos de configurações para utilização, tornando o equipamento ideal tanto para resposta em situações de emergência (Atendimento Pré-Hospitalar) quanto em situações de atendimento intra-hospitalar trazendo, assim, uma boa relação custo-benefício ao mercado nacional.

Além dos lançamentos, o diretor médico de EMR da Philips Brasil Dr. Haertel será debatedor em um encontro sobre “Digital Jump – Challenge for Brazilian Hospitals”, que falará sobre os desafios, dificuldades e oportunidades que a cadeia hospitalar nacional precisa enfrentar para promover um grande upgrade digital.

A missão da Philips é melhorar a vida das pessoas por meio de inovações significativas, com foco nas áreas de Cardiologia, Oncologia, Cuidados Respiratórios, Fertilidade e Gravidez. “A Philips oferece tecnologia de ponta, com o que há de mais inovador e avançado em relação às técnicas de prevenção e tratamento na área de Saúde”, explica Renato Garcia Carvalho, diretor geral para a área de Saúde da Philips Brasil. A Philips se preocupa em satisfazer as necessidades das pessoas por meio dos cuidados contínuos com a saúde, oferecendo soluções em todo o ciclo de saúde – tratamento, prevenção, diagnóstico, recuperação e cuidados em casa.

Presente no Brasil há mais de 90 anos, a Philips foi pioneira na produção nacional de equipamentos de alta tecnologia para diagnóstico por imagem e na oferta de linhas de crédito para sua aquisição por meio do Finame, que concede uma taxa entre 5,5% a 12% ao ano. Durante a 23ª Feira Hospitalar, a empresa apresentará a nova modalidade de financiamento, agora para aquisição da linha de ultrassons. “A Philips está atenta às necessidades do mercado de Saúde no Brasil e, como líder em inovação, busca formas de viabilizar o acesso às soluções mais adequadas para cada realidade e necessidades dos pacientes”, conclui o diretor.

LANÇAMENTOS PHILIPS 2016

LANÇAMENTO ClearVue 850: Ultrassom digital que traz recursos clínicos aprimorados que aumentam a confiança diagnóstica, aliada ao conforto, ergonomia e simplicidade. Robusto e versátil, o equipamento possui tecnologias exclusivas como a Elastografia Strain de alta sensibilidade que avalia a rigidez tecidual da mama e o FloVue que possibilita a visualização de todo o fluxo sanguíneo em modo bidimensional, ou seja, melhora a visualização de vasos de baixa e alta intensidade de fluxo sem precisar habilitar recursos avançados para isso. Deste modo, não precisa de nenhuma angulação específica pelo transdutor, permitindo uma imagem adequada para todas as necessidades requeridas pelo exame.

LANÇAMENTO Desfibrilador Efficia DFM100: Confiável e de fácil utilização, o desfibrilador proporciona diferentes tipos de configurações, tornando o equipamento ideal para respostas em situações de emergência (Atendimento Pré-Hospitalar) quanto para situações de atendimento intra-hospitalar, trazendo assim uma boa relação custo-benefício para o mercado brasileiro.

LANÇAMENTO Monitor Efficia CM Series: A Philips traz ao Brasil uma nova linha de monitores Efficia. Criado para atender a maior parcela da população, preservando os recursos avançados com baixo custo total de propriedade.

LANÇAMENTO Eletrocardiógrafo PageWriter TC10: Extremamente leve, portátil e de fácil operação, possibilita a utilização dos recursos mais avançados disponíveis no mercado, como: Wi-Fi, leitor de código de barras, algoritmos de suporte à decisão clínica e, também, fornecendo a comunicação com os mais diversos sistemas hospitalares (Dicom, HL7, PDF).

LANÇAMENTO BiPAP A40: Para quem precisa de uma solução mais ousada, o novo BiPAP A40 vai com o paciente onde ele quiser com sua bateria extra, ajuda a tratar seus pacientes de AOS com a tecnologia AVAPS-AE, sendo homologado para uso de forma invasiva e/ou não invasiva.

LANÇAMENTO BIPAP SYNCHRONY III: Traz uma plataforma atualizada, mantendo a alta tecnologia com a função AVAPS e a confiabilidade de centenas de BiPAPs Synchrony no Brasil. Traz a facilidade de uso e simplicidade que o paciente e o profissional de saúde precisa. A tecnologia AVAPS resolve a dor de cabeça do “dilema de pressão ou volume”, oferecendo um algoritmo que oferta pressão de forma adequada enquanto garante o volume target.

LANÇAMENTO Máscara AmaraView: A máscara Amara View é a opção oronasal menor e mais leve do mercado. Revolucionária com seu apoio logo abaixo do nariz deixando a visão do paciente totalmente livre.

LANÇAMENTO CPAP Dorma: A plataforma de CPAP Dorma vem ao mercado como a melhor alternativa custo-benefício para os pacientes e provedores de saúde, sem deixar de lado o conforto, eficácia e desempenho já conhecidos da tecnologia Philips Respironics.

PRÉ-LANÇAMENTOS Philips 2016 na 23ª Feira Hospitalar

*Os aparelhos ainda aguardam aprovação da ANVISA, prevista para setembro deste ano.

MR400*: O monitor possibilita realizar procedimentos de ressonância que potencialmente levam os pacientes para casa mais cedo. Possibilita monitoramento de agentes anestésicos e temperatura corporal de alta qualidade, arquitetura cardíaca avançada para um superior sinal de ECG e wireless, além da flexibilidade de posicionamento durante os procedimentos de ressonância. Com Expression MR400 é possível elevar sua capacidade de monitorização em procedimentos de ressonância para o mesmo nível de uma unidade de tratamento intensiva, e torná-lo mais fácil de conectar com os sistemas de TI do hospital.

CPAP Dream Station* e Máscara DreamWear*: com design e tecnologia exclusivos estimulam os pacientes a aderirem ao tratamento.

MAIS DESTAQUES PHILIPS

Affiniti 50 e Affiniti 70: linha desenvolvida para integrar eficiência e confiabilidade, com a tradicional qualidade de imagens e durabilidade de ultrassons Philips. Affiniti inova o mercado com nível superior de qualidade de imagem, migração de novas aplicações clínicas e o que há de mais atual em facilidade de uso. Com desempenho excepcional, em diversos agentes e aplicações, permite a avaliação dinâmica de órgãos e perfusão de tumores em tempo real. Possui portabilidade para exames em leitos com reinício de funcionamento em 20 segundos (mobilidade) e apenas 83kg, o mais leve da categoria. O produto tem tela sensível ao toque e padrão Tablet de 12”, além de ser considerado um produto verde que consome menos energia que uma torradeira elétrica - 60% a menos se comparado a outros ultrassons da mesma categoria.

SimplyGo: Solução para melhorar a qualidade de vida de pessoas com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) ou insuficiência respiratória oferecendo liberdade e segurança para quem necessita de terapia de oxigênio. O Simply Go é um concentrador de oxigênio portátil com design moderno e que pode ser utilizado em atividades cotidianas já que suporta impactos, vibrações e mudanças de temperatura.

CoughAssist E70: É um aparelho in-exsuflador mecânico capaz de simular uma tosse em pacientes que têm a capacidade muscular respiratória diminuída e que pode ser utilizado tanto no hospital quanto em casa. Esse processo melhora a remoção natural de secreções brônquicas. O ciclo de insuflação-exsuflação simula o processo da tosse, evitando os problemas potenciais associados a procedimentos mais invasivos. A fraqueza da musculatura respiratória e a capacidade de tosse diminuída são as principais causas de complicações pulmonares em pacientes com doenças neuromusculares.

Trilogy100: Ventilador de suporte à vida de alto desempenho, com a tecnologia bi-level que, combinada com exclusiva facilidade de uso, otimiza o tratamento das enfermidades respiratórias. O Trilogy100 pode ser adaptado para os ambientes caseiros ou clínicos com dois tipos de circuito, fornecendo ventilação com controle de volume e pressão para atender pacientes adultos e pediátricos com mais de cinco quilos.

Serviço – Philips na 23ª Feira Hospitalar

Expo Center Norte, São Paulo

Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – São Paulo

Data: 17 a 20 de maio | Horário: das 12h às 20h

Debate:

Debatedor: Dr. Haertel, Diretor Médico da Philips EMR no Brasil

Tema: “Digital Jump – Challenge for Brazilian Hospitals”

Local: Sala central do Fórum |Data: 17/05 | Horário: 17:40 às 18:20

Para mais informações, acesse http://www.hospitalar.com/pt/

Para mais informações, favor entrar em contato com:

Nome: Sammy Schlesinger

Setor / departamento: Comunicação & Marketing

Telefone: (11) 9.7551-3675

E-mail: sammy.schlesinger@philips.com

Relações Imprensa Philips do Brasil

FleishmanHillard Brasil (agência externa)

Isabela Cury| (11) 3185-9908 | isabela.cury@fleishman.com.br

Ludmila Escobar | (11) 3185-9911 | ludmila.escobar@fleishman.com.br

Érica Sato | (11) 988-581-129 | erica.sato@fleishman.com.br

Sobre a Royal Philips

A Royal Philips (NYSE: PHG, AEX: PHIA) é uma empresa líder em tecnologia de saúde focada em melhorar a saúde das pessoas e permitir melhores resultados de cuidados contínuos com a saúde, desde uma vida saudável e prevenção, até o diagnóstico, tratamento e os cuidados em casa. A Philips aproveita a tecnologia avançada e os profundos conhecimentos clínicos e de consumo para oferecer soluções integradas. A empresa é líder em diagnóstico por imagem, terapia guiada por imagem, acompanhamento do paciente e informática de saúde, bem como de saúde dos consumidores e cuidados em casa. A subsidiária integralmente detida da Philips, a Philips Lighting, é líder global em produtos, sistemas e serviços de iluminação. Com sede na Holanda, a Philips teve em 2015 um faturamento de EUR 24,2 bilhões e emprega aproximadamente 104.000 funcionários com vendas e serviços em mais de 100 países. Notícias sobre a Philips podem ser encontradas em www.philips.com/newscenter.

Philips apresenta inovações tecnológicas em saúde na Feira Hospitalar

shutterstock_150854972

A Philips, líder global em soluções para saúde, apresenta seus destaques durante a Feira Hospitalar 2016. São sistemas e serviços em TI hospitalar com foco na gestão completa da saúde. Confira as soluções em demonstração no estande da empresa:

Medicina Preventiva: a solução Health and Disease Management do Sistema Tasy contribui para o gerenciamento de programas de medicina preventiva e gerenciamento de crônicos, contemplando informações cadastrais dos programas, captação de público alvo, agendamento, planos de atendimento, controle de participantes, entre outros, permitindo, assim, que as instituições façam a gestão dos seus programas de Medicina Preventiva, bem como das campanhas e dos beneficiários participantes. O Tasy automatiza rotinas, possibilitando que a instituição encontre potenciais participantes a partir do mapeamento de condições de saúde e outras variáveis.

Mentor: Conceitualmente, Mentor é uma ferramenta do Tasy de suporte clínico a decisão (SCD) que gera “conselhos” durante o workflow clínico-assistencial. É um dos primeiros degraus do Clinical Pathways, um conceito de SCD baseado em fluxogramas que, de forma estruturada, guia o profissional de saúde no cuidado ao paciente para problemas específicos, através de guidelines e protocolos, que podem ser institucionais, nacionais ou internacionais.

Fast Track Tasy e MultiMED: Fast Track é uma oferta exclusiva da Philips, que configura o sistema a partir de cadastros e parâmetros já consagrados pelo mercado, o que reduz consideravelmente o tempo de implementação – poupando recursos financeiros e humanos – e assegura uma configuração que atende as necessidades dos clientes.

Tasy: Completo e integrado software de gestão em saúde, o Tasy é uma solução para hospitais, bancos de sangue e operadoras de planos de saúde. O software auxilia no gerenciamento dos processos de entrada no hospital assim como nas funções de suporte e contribui para que os prestadores de serviços e operadoras de planos de saúde tenham maior integração e simplificação de processos e permite um controle efetivo de todos os fluxos de trabalho clínico e administrativo.

Tasy - Prescrição médica em HTML5 - O objetivo da prescrição em HTML5 é tornar o processo de prescrição mais intuitivo e ágil numa interface mais agradável para o usuário. Visa proporcionar uma redução da exposição da complexidade dos processos existentes na realização da mesma aos usuários médicos. Um dos maiores diferenciais da prescrição em HMTL5 é a possibilidade de o usuário definir quando o item prescrito deverá ser iniciado e quando deverá ser descontinuado, em uma linha do tempo de 24 horas.

IntelliSpace PACS (iSite): software que busca aumentar a produtividade na área de Radiologia e, por isso, prioriza o rápido acesso e a fácil visualização das ferramentas, funções, imagens e informações relevantes do paciente.

IntelliSpace Portal 7.0: é uma solução "multi" que combina imagens de alta qualidade, análise avançada e ferramentas de eficiência de fluxo de trabalho em uma única solução. Entrega uma visão unificada do estado do seu paciente em uma única tela para responder perguntas rapidamente e dar suporte ao principal objetivo que é a excelência no cuidado com a saúde.

MultiMED: software que abrange todo o fluxo de trabalho dentro de uma clínica ou laboratório, desde o agendamento de exames, emissão de laudos, entrega do faturamento, além de controles administrativos e financeiros, por meio de mais de 30 módulos disponíveis. Isso permite ao médico ou operador do equipamento uma tomada de decisão baseada em indicadores e informações gerenciais.

Panorama de Leitos: desenvolvido no sistema Tasy, permite a visualização rápida do status de todos os pacientes de um setor. Nas áreas de pronto atendimento, por exemplo, todos os leitos da unidade podem ser visualizados em uma única tela pelo “Panorama de Leitos”, deste modo os médicos e enfermeiros têm a visão geral de cada paciente do setor.

Para mais informações, favor entrar em contato com:

Nome: Sammy Schlesinger

Setor / departamento: Comunicação & Marketing

Telefone: (11) 9.7551-3675

E-mail: sammy.schlesinger@philips.com

Relações Imprensa Philips do Brasil

FleishmanHillard Brasil (agência externa)

Isabela Cury| (11) 3185-9908 | isabela.cury@fleishman.com.br

Ludmila Escobar | (11) 3185-9911 | ludmila.escobar@fleishman.com.br

Érica Sato | (11) 988-581-129 | erica.sato@fleishman.com.br

Sobre a Royal Philips

A Royal Philips (NYSE: PHG, AEX: PHIA) é uma empresa líder em tecnologia de saúde focada em melhorar a saúde das pessoas e permitir melhores resultados de cuidados contínuos com a saúde, desde uma vida saudável e prevenção, até o diagnóstico, tratamento e os cuidados em casa. A Philips aproveita a tecnologia avançada e os profundos conhecimentos clínicos e de consumo para oferecer soluções integradas. A empresa é líder em diagnóstico por imagem, terapia guiada por imagem, acompanhamento do paciente e informática de saúde, bem como de saúde dos consumidores e cuidados em casa. A subsidiária integralmente detida da Philips, a Philips Lighting, é líder global em produtos, sistemas e serviços de iluminação. Com sede na Holanda, a Philips teve em 2015 um faturamento de EUR 24,2 bilhões e emprega aproximadamente 104.000 funcionários com vendas e serviços em mais de 100 países. Notícias sobre a Philips podem ser encontradas em www.philips.com/newscenter.