faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

3 maneiras de obter cuidados centrados no paciente

foto_robert_nieves

A tecnologia digital tem o potencial de melhorar a eficiência e os resultados da assistência médica em países do mundo todo. Recentemente, eu estava em Sydney falando na Conferência de Informática de Enfermagem da Austrália (NIA), onde tive a oportunidade de me envolver com enfermeiras e vários outros profissionais de saúde sobre esse mesmo tópico.

O sistema de saúde australiano parece notavelmente bem-sucedido na obtenção de bons resultados com razoável controle de custos. No entanto, como em muitos países, o sistema continua fragmentado. Isso resulta em uma duplicação de serviços e deixa lacunas no atendimento prestado ao paciente.

A fragmentação do cuidado vivenciada pelos pacientes hoje está enraizada na falta de integração e coordenação dos cuidados devido à ausência de uma “história do paciente” e um plano de cuidado longitudinal compartilhado entre os membros da equipe interprofissional quando os pacientes passam de uma para a outra.

Como colocar os pacientes no centro dos cuidados

Para alcançar um processo de planejamento de cuidados verdadeiramente bem-sucedido, o paciente deve estar no centro dos cuidados. Gostaria de compartilhar três coisas importantes que as equipes de atendimento podem fazer para promover o cuidado centrado:

1. Siga um processo de avaliação eficaz

A reflexão escrita do progresso do paciente, na qual o clínico “recua” e avalia se os cuidados prestados estão funcionando e documenta o progresso geral em relação aos resultados e objetivos esperados, geralmente é ausente ou, na melhor das hipóteses, muito difícil de encontrar na maioria dos sistemas de Registro Eletrônico de Saúde (EHR). Para que o processo de avaliação seja eficaz são necessários os seguintes elementos-chave:

• Vigilância contínua e consistente é um aspecto do cuidado frequentemente omitido. Essa omissão pode levar a lesões decorrentes da doença subjacente do paciente que poderiam ter sido prevenidas por meio de detecção precoce e intervenção apropriada e oportuna.

• Plano de cuidados e intervenções são continuamente revisados, atualizados e individualizados com base nas necessidades dos pacientes avaliados e na sua resposta aos cuidados prestados.

• Avaliação deve ser documentada seguindo uma estrutura padronizada que facilita a comunicação e o compartilhamento de conhecimento do status geral do paciente. A informação obtida torna-se parte integrante do processo de troca profissional (mudança do relatório de turnos).

2. Use uma ferramenta de apoio à decisão clínica para planos de cuidados

Um grande erro que a maioria das organizações comete quando cria planos de cuidado é desenvolvê-los como uma série de tarefas/atividades que são programadas e agendadas para preencher as listas de trabalho. Com essa abordagem, o planejamento é frequentemente reduzido para tarefas de limpeza da lista. As equipes clínicas precisam ver os planos de cuidados como uma oportunidade de fornecer a seus colegas uma ferramenta poderosa de suporte à decisão clínica (CDS) que seja totalmente integrada ao fluxo de trabalho diário no ponto de atendimento. Para que um plano de cuidados seja uma ferramenta de CDS, ele deve ser baseado em evidências, projetado para padronizar os cuidados prestados e fornecer informações concisas e relevantes ao clínico. Essa informação promove o conhecimento que, combinado com a ação, leva a melhores resultados.

3. Concentre-se na educação do paciente

Um dos aspectos mais frequentemente omitidos do cuidado é a educação do paciente. A prática mais comum é que a educação seja feita no momento da alta. Envolver os pacientes, proporcionando-lhes uma educação relevante e oportuna, é fundamental para assegurar transições adequadas de cuidados. Um programa bem-sucedido de educação começa na admissão e o objetivo deve ser um componente vital do planejamento da assistência.

Garantir que o paciente e o cuidador principal tenham conhecimento sobre o que fazer após a hospitalização reflete a responsabilidade de toda a equipe interprofissional. Avaliar a compreensão e fornecer folhetos educativos e vídeos interativos específicos para as necessidades avaliadas durante a internação ajudam as equipes de atendimento a criar conexões significativas com seus pacientes, levando a melhores perguntas, conversas e aprendizado. Um paciente instruído e/ou um cuidador principal com um plano de alta apropriado afeta as taxas de readmissão, minimiza a ansiedade e melhora a experiência geral. A educação e o envolvimento são, em última instância, sobre o paciente e o provedor trabalhando juntos para melhorar a saúde e o bem-estar do paciente.

Os benefícios da colaboração interdisciplinar e da integração EHR

Temos exemplos de hospitais-clientes que alcançaram colaboração interdisciplinar e melhoraram os resultados dos pacientes com o planejamento de cuidados integrados em seus EHR. A maioria desses hospitais lutava com sistemas de documentação e planejamento de cuidados manuais e baseados em papel que impediam a prestação de cuidados colaborativos, individualizados e padronizados. Desde a implementação do Care Planning da Elsevier, nossos hospitais-clientes alcançaram práticas padronizadas baseadas em evidências, aprimoraram os cuidados centrados no paciente, reduziram redundâncias e melhoraram a produtividade e a conformidade normativa. Eles também obtiveram mais de 90% de adesão ao uso de planos de cuidados apropriados baseados nos sintomas e na admissão do diagnóstico.

Conectando os pontos

O ditado de que “o trabalho em equipe faz o trabalho dos sonhos” nunca foi mais verdadeiro do que na área da saúde.

Aqueles na linha de frente do cuidado devem reconhecer que o planejamento longitudinal de cuidados é uma ferramenta crítica para assegurar o cuidado centrado no paciente. Como resultado, a coordenação longitudinal deve passar de uma aspiração pelas organizações de saúde para um imperativo. Isso pode ser feito abraçando a cultura do trabalho em equipe e o “conhecimento que fortalece”, que está essencialmente transformando os dados e o conhecimento que temos em ações que podemos tomar para melhorar a qualidade do atendimento.

A coordenação eficaz do cuidado longitudinal requer uma abordagem abrangente, incluindo a adoção de soluções de CDS baseadas em evidências para orientar a transformação da cultura total necessária para criar metodologias de prestação de cuidados que diminuam a fragmentação e melhorem os resultados dos pacientes.

Sobre o Autor:

Robert Nieves é Vice-Presidente Global para Informática em Saúde da Elsevier

NetCare: aplicativo leva atenção primária e serviços especializados

img_797x448$2018_04_26_19_19_24_16760

Com apenas alguns clicks, usuário tem acesso à equipe de saúde, a descontos de até 60% em medicamentos e a serviços como de atendimento à saúde emocional

A tecnologia tem se mostrado uma grande aliada dos prestadores e dos usuários de serviços de saúde. O conceito de eHealth é conhecido mundialmente por trazer soluções que facilitam a vida das pessoas e o acesso a estes serviços. De olho nesta tendência, a Implus Care acaba de lançar o aplicativo NetCare, que já está disponível para os sistemas Android e IOS. Com ele, os clientes Implus Care têm acesso a equipes de saúde, que trazem informações de como proceder em casos de dúvidas ou emergências. Tudo por chat, telefone ou vídeo chamada. E sem custo adicional.

Outra frente de atendimento é o de saúde emocional. Em momentos de crise, o usuário do aplicativo pode conversar com psicólogos. Se for necessário um acompanhamento mais aprofundado, são oferecidas consultas on-line com horário marcado, em datas e horários flexíveis.

O aplicativo possibilita ainda o acesso a serviços como convênios em farmácias, com descontos de até 60% em medicamentos. E para ninguém perder a hora de tomar o remédio, o NetCare também oferece alarmes personalizados. “O aplicativo condensa alguns dos nossos principais serviços. De forma prática e acessível, oferecemos um atendimento rápido e efetivo, que pode inclusive evitar a procura desnecessária a médicos ou unidades de saúde. O aplicativo possibilita o acompanhamento periódico de beneficiários crônicos que não podem ficar sem o tratamento ou precisam de uma alimentação especial. Por outro lado, também é uma forma de orientar este e outros públicos a ter a melhor decisão em casos de urgência e emergência”, destaca o CEO da Implus Care, Rodrigo Malucelli.

Programas de saúde

O NetCare oferece programas de saúde. Pelo Mais Leve NutriNet, o beneficiário recebe a orientação de nutricionistas. “A ferramenta é importante não só para quem busca uma alimentação mais saudável, como também para aqueles que precisam de cuidados específicos como é o caso dos diabéticos ou para quem está com o colesterol elevado ou ainda para as gestantes que se beneficiam muito das interações com a equipe multidisciplinar”, explica a gerente da Implus Care, Julyana Vieira. Já pelo Mais Leve – Fitness, o beneficiário do aplicativo tem acesso a informações de como se exercitar e de restrições que a sua condição física exige.

A Implus Care reúne a experiência da Ciel Corretora de Benefícios e da Influence, que faz a gestão de programas corporativos de saúde. Com a sinergia das duas empresas, o Grupo Implus entendeu que poderia oferecer alguns desses programas a custo zero para os clientes, dentro de um mix de serviços já prestados pela corretora de benefícios.

“Atuamos em um mercado mais maduro, que entende que a qualidade de vida e a saúde dos colaboradores e dependentes têm influência direta na produtividade, na redução do absenteísmo e na retenção de talentos”, comenta do CEO da Implus Care, Rodrigo Malucelli.

A Implus Care também trabalha com ferramentas como a análise de risco epidemiológico (screening) da base de colaboradores e dependentes. Assim, consegue estratificar as necessidades e criar programas específicos para cada um dos públicos de uma empresa. O Núcleo de Atenção Primária e programas como o de atenção materna e o de combate ao tabagismo também fazem parte do portfólio da Implus Care.

Todos eles têm impacto direto nos índices de reajuste dos planos de saúde empresariais. Hoje, a saúde é o segundo maior investimentos das empresas, atrás apenas da folha salarial. Com mais acesso aos programas de saúde, os colaboradores procuram menos a rede de médicos dos planos. Isso reduz a sinistralidade e o índice de reajuste.

Sabin oferece e-commerce de vacinas

afinal-o-que-e-ecommerce-nos-explicamos

Com atuação nacional em 280 unidades distribuídas em 46 cidades brasileiras, o Grupo Sabin lança seu e-commerce às vésperas de completar 35 anos de dedicação à medicina diagnóstica.

A nova plataforma digital iniciou suas atividades com a oferta de um portfólio de 30 vacinas oferecidas para todas as idades. As epidemias e surtos em diversas regiões e a necessidade de manter o calendário de vacinação em dia incentivaram a empresa a inserir esse projeto em seu planejamento estratégico.

“A saúde está passando por um momento de mudanças e queremos ter um papel protagonista. Essa novidade é focada na estratégia do Grupo Sabin na ampliação de novas plataformas de serviços, mantendo sempre o paciente no centro do cuidado. A loja online do Sabin foi um projeto desenvolvido dentro do contexto de mudança dos hábitos de consumo e da matriz de inovação e transformação digital do Grupo, envolvendo novos modelos de sistema, logística e atendimento ao cliente”, explica a presidente executiva do Sabin, Lídia Abdalla.

“Quando abordamos o tema vacina, a tendência é que as pessoas só remetam ao calendário vacinal infantil. Disponibilizamos em nossa rede de atendimento vacinas voltadas para adolescentes, adultos, idosos e viajantes. Além do turismo, o aumento da mobilidade da população a trabalho para outros países também tem demandado a realização de vacinas, seja por obrigatoriedade na entrada no país, seja pelos cuidados preventivos com a saúde”, explica Rafael Jácomo, diretor técnico do Sabin.

Nesse primeiro momento, a plataforma atenderá os clientes do Distrito Federal, o objetivo é ampliar o serviço para todo o Brasil. Para comprar basta acessar o endereço. Nesse site é possível ter acesso a informações como indicação, esquema de doses, tipo e composição da vacina, contraindicações e até possíveis reações. A plataforma de e-commerce do Sabin permite que o cliente escolha se quer ser vacinado em casa ou no local de trabalho. A aplicação também pode ser realizada em qualquer uma das 14 unidades de vacinação do Sabin distribuídas pelo Distrito Federal.

Outro ponto importante é a facilidade no pagamento no cartão de crédito. Em poucos cliques é possível organizar a atualização do cartão de vacinas da família com mais comodidade e sem a necessidade de enfrentar filas.

Nova versão do InterSystems HealthShare® oferece Provider Di

IS HealthShare

A InterSystems, líder mundial em plataformas de tecnologia da informação para aplicações de saúde, negócios e setor público, lança a versão 2019.1 do pacote de soluções de saúde conectada InterSystems HealthShare®. O HealthShare une provedores, pacientes e fontes pagadoras em um registro unificado de atendimento, e fornece a tecnologia fundamental para soluções de saúde conectada. O novo módulo do pacote - HealthShare Provider Directory - oferece uma única fonte de dados fidedignos para as informações demográficas e de relacionamentos profissionais do fornecedor. Com as melhorias feitas no visualizador clínico, analytics e na interoperabilidade, a versão mais recente do HealthShare oferece, mais do que nunca, maior número de funcionalidades, mais escalabilidade, comunicação aprimorada e suporte estendido para a tomada de decisões.

Informações imprecisas sobre os provedores têm consequências sérias, tanto para pacientes e fontes pagadoras quanto para os próprios provedores. Números de telefone incorretos e informações de localização imprecisas limitam o acesso ao atendimento. A escolha inadvertida de um provedor de fora da rede pode resultar em contas de saúde exorbitantes. Os planos de saúde já foram multados em centenas de milhares de dólares por publicar diretórios imprecisos. Além disso, informações imprecisas propagadas por diversos sistemas clínicos e administrativos em um hospital ou uma rede integrada podem afetar negativamente a eficiência e o fluxo de caixa. Uma revisão de 2017-2018 feita pela CMS sobre os diretórios de fornecedores da Medicare Advantage Organization constatou que quase 49% deles continham informações imprecisas.

Para responder a isso, a InterSystems criou o módulo HealthShare Provider Directory, uma solução de gerenciamento de dados mestres que automatiza o processo de coleta, consolidação e publicação de informações precisas sobre o provedor. Ela permite que os usuários cumpram as regulamentações com mais facilidade, aprimorem o atendimento ao cliente e melhorem a eficiência de qualquer processo de negócios que exija informações atualizadas e precisas sobre o fornecedor.

Como parte da versão 2019.1 do HealthShare, a InterSystems também renomeou seu principal módulo de produto do HealthShare - HealthShare Information Exchange - para HealthShare Unified Care Record, que demonstra melhor a robustez das funcionalidades dessa tecnologia.

“A interoperabilidade e a troca de informações são temas atuais, mas a tecnologia pode fazer mais do que apenas movimentar os dados de um lado para o outro. Se essas iniciativas do governo forem servir de base para a inovação na área da saúde, as organizações precisam agregar informações e basear-se em um verdadeiro histórico unificado de atendimento – depois, usar os dados para melhorar a experiência de atendimento do paciente, reduzir os custos e melhorar a saúde da população”, afirma Don Woodlock, vice-presidente do InterSystems HealthShare. “Na InterSystems, estamos comprometidos em fornecer soluções que impulsionem a coordenação dos cuidados à saúde com a inteligência aprimorada, a fim de atender às necessidades do prestador de cuidados e atenção à saúde e dos pacientes.”

A versão mais recente do HealthShare também inclui aprimoramentos em seu visualizador clínico, recursos HL7® FHIR® expandidos e funcionalidades de soluções analíticas prontas para o uso. O InterSystems HealthShare 2019.1 já se encontra disponível. Para saber mais, visite.

Atualização em solução da Pixeon traz diferencial para policlínicas e centros médicos

recepcao-digital

A Pixeon uma das maiores empresas nacionais de tecnologia para saúde, participará da 26° edição da Hospitalar, que acontece entre os dias 21 e 24 de maio, em São Paulo, no Expo Center Norte.

Na ocasião, além de apresentar suas soluções de HIS, CIS e LIS, e do premiado PACS, a empresa apresentará também as novidades da Recepção Digital, uma solução que, com essas novidades, passa a atender também policlínicas e centros médicos.

Segundo Armando Buchina, CEO da Pixeon, o lançamento é importante, pois além de facilitar o dia a dia do paciente, também automatiza processos. “Uma de nossas premissas como empresa é sempre pensar em como podemos melhorar não apenas os processos de nossos clientes, mas também a experiência dos pacientes. Foi para isso que atualizamos a Recepção Digital, uma solução fundamental para a gestão de tempo dos laboratórios, que a partir de agora, também estará disponível para os centros médicos e hospitalares”, explica.

A Recepção Digital facilita o dia a dia do paciente, que consegue agendar consultas e encaminhar seus documentos antecipadamente, com apenas alguns cliques no aplicativo de seu celular ou tablet. Essa solução otimiza os processos feitos na recepção, diminui o tempo de espera dos pacientes — uma facilidade mutuamente benéfica.

Na Hospitalar 2019, a Pixeon apresentará também sua solução completa para hospitais: um sistema de gestão completo composto por mais de 48 módulos capaz de agilizar os processos dos hospitais e garantir a segurança do paciente em todas as etapas: desde a sua chegada no hospital, até sua internação, diagnóstico e tratamento, e indo até o backoffice e a gestão de suprimentos, faturamento, controle de glosas, financeiro etc.

Outra novidade apresentada contempla o PACS para centros de radiologia. A solução conta agora com recursos de inteligência artificial que auxiliam o radiologista no momento do diagnóstico. No início deste ano, o PACS da Pixeon foi reconhecido e premiado como o melhor da América Latina em estudo realizado pela KLAS, organização americana de pesquisa que monitora a performance dos fornecedores do setor globalmente.

Além deles, a empresa também apresentará evoluções em sua solução de Business Intelligence, que conta com indicadores de gestão operacionais, táticos e estratégicos para apoio à tomada de decisão.

Seguros Unimed completa 30 anos e traz novo posicionamento da marca para a Hospitalar

A Seguros Unimed, marca especialista em cuidar da saúde física e financeira das pessoas, das instituições e do país, atuando junto ao Sistema Unimed, participa pelo quinto ano consecutivo da Hospitalar.

No ano em que a Seguradora completa 30 anos é reforçada a expertise em soluções de seguros para as cooperativas – DNA da Seguradora –, e para o setor de saúde. Seu novo posicionamento de marca traz a mensagem principal de ‘colaborar para transformar um futuro saudável para as pessoas, as instituições e o Brasil

Em seu estande durante a Hospitalar, a Seguradora apresentará o seu portfólio de produtos em Responsabilidade Civil Profissional (RCP), modalidade que garante proteção e tranquilidade, e suas opções em planos de previdência privada (aberta e fechada). Outro destaque é o Seguro de Renda por Incapacidade Temporária (Serit), voltado para profissionais autônomos e liberais que tenham que se afastar do trabalho em caso de doença ou acidentes.

Para o presidente da Companhia, Helton Freitas, é um grande prazer apoiar e participar de um evento que compartilha os valores da Seguradora. “A Seguros Unimed tem a responsabilidade de colaborar para transformar e cuidar da saúde física e financeira de seus beneficiários. Temos também o compromisso de cuidar de quem cuida, porque quem passa a vida cuidando de pessoas também merece ser cuidado”.

Em 2018, a Seguros Unimed registrou lucro líquido de R$ 146,3 milhões, com crescimento de 17,8%, comparado a 2017. O bom desempenho se deve ao resultado operacional do período, que cresceu 49,1%, fechando em R$ 170,7 milhões, mesmo em meio a um cenário marcado pela retomada tímida da economia do país. Já o retorno entregue aos acionistas (cooperativas, médicos cooperados e colaboradores do Sistema Unimed) foi de 13,61% no período. Esse patamar equivale a 212,68% da taxa Selic média do 2018 (6,40%).

Entre as empresas mais bem avaliadas do segmento, segundo a imprensa de negócios do país, a Companhia também ultrapassou a marca de R$ 2,2 bilhões em reservas nos seus planos de previdência complementar em 2018.

A Seguros Unimed estará presente na 26ª edição da Hospitalar, que acontece entre os dias 21 e 24 de maio, no Expo Center Norte.