faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Senne Liquor Diagnóstico completa 45 anos e inicia nova fase com reposicionamento da marca

Senne Liquor Diagnóstico completa 45 anos e inicia nova fase com reposicionamento da marca

Ao completar 45 anos, a empresa Senne Liquor Diagnóstico, referência na coleta e análise do Líquido Cefalorraqueano (LCR), mais conhecido como Líquor, lança campanha de marketing para reposicionar sua marca. “Experiência e inovação para o melhor resultado” é o mote que a companhia apresenta ao mercado, junto com sua nova marca e todas as mudanças de estrutura, com o principal objetivo de ser, cada vez mais, o serviço de escolha preferencial da comunidade médica, na sua área de atuação.

O objetivo da campanha foi demonstrar o quão importante é para a medicina e para toda a sociedade o trabalho que o Senne Liquor Diagnóstico realiza, devido à especificidade do exame; a necessidade de uma equipe altamente capacitada para as análises e coleta e os investimentos que precisam ser feitos em termos de pesquisas e estruturas e equipamentos para a entrega de um resultado cada vez mais rápido, seguro e confiável.

“Nós somos, hoje, o maior serviço especializado em Líquor no Brasil, em número de amostras analisadas e diagnósticos entregues aos médicos e seu paciente”, garante o médico Carlos Senne, fundador da empresa.

De acordo com a empresa, o conceito da campanha é aliar todas as novidades com a sua experiência de 45 anos de atuação, coragem e disposição de se reinventar, bem como enfatizar que o Senne Liquor Diagnóstico é motivado por seu espírito jovem e inquieto, que está sempre em busca de inovação.

Além de apresentar a nova marca, as peças ressaltam a nova unidade em São Paulo, que conta com uma Central Técnica atualizada e equipada com a mais alta tecnologia, uma confortável recepção, amplas salas de coleta e repouso, além de um local dedicado para a realização do Protocolo de Tap Test.

A nova identidade visual da empresa traz o “cérebro” e a “medula espinhal”, que compõem a iconografia do logotipo e sintetizam o foco do serviço prestado, mas, agora, com cores mais vivas. O verde simboliza saúde, equilíbrio e harmonia; o laranja, entusiasmo, expansão, mudança e dinamismo; e o cinza, tecnologia e modernidade.

O Senne foi o primeiro laboratório especializado em líquido cefalorraqueano do Brasil a obter as certificações de qualidade ISO 9001 (em 2001) e ONA Pleno (em 2009), ambos pela Fundação Vanzolini. Além disso, foi o primeiro a conquistar o ONA 3, nível de excelência, em 2017, para São Paulo e, em 2018, conquistou a certificação ONA nível 3 para unidade de Campinas. A ONA (Organização Nacional de Acreditação) é uma entidade que certifica a qualidade de serviços de saúde no Brasil, com foco na segurança do paciente. A metodologia é reconhecida pela ISQua (International Society for Quality in Health Care), associação parceira da OMS, e conta com representantes de instituições acadêmicas e organizações de saúde de mais de 100 países.

Expositores comemoram sucesso da participação na Hospitalar e reforçam a importância da feira

Expositores comemoram sucesso da participação na Hospitalar e reforçam a importância da feira

A 26ª edição da Hospitalar, que aconteceu entre os dias 21 e 24 de maio deste ano, foi de grande importância para os expositores, profissionais e visitantes que passaram pelo pavilhão nos 4 dias de feira. Durante o evento, os expositores tiveram a oportunidade de fechar negócios e gerar novos contatos, além de estar de frente com visitantes interessados em conhecer e adquirir seus produtos.

Um exemplo é a GT Plan, empresa de tecnologia que oferece soluções para supply chain para healthcare focada na gestão de estoque de materiais. Participantes pela primeira vez da Hospitalar, Darlan Machado, consultor da empresa, afirmou que se sente satisfeito pelos frutos que colheu e ressaltou que este tipo de evento reforça a consolidação da marca no mercado e também é uma oportunidade de estabelecer um relacionamento com os clientes. “Estamos há 10 anos no mercado e este é o nosso primeiro ano efetivamente participando da feira. Vemos com bons olhos o fortalecimento da marca, ampliação de negócios, principalmente pelo relacionamento dos nossos principais clientes que estão espalhados pelo Brasil que prestigiam a feira. Esta é uma oportunidade de reunir todos aqui”, concluiu.

Já a Tech Data, empresa de produtos e soluções de tecnologia da informação, marcou presença pela segunda vez na Hospitalar. A empresa aproveitou a oportunidade para estreitar relacionamento com clientes e fechar negócios. “A nossa expectativa é, além de gerar reconhecimento da marca como distribuidor referência não só no Brasil, mas no mundo, proporcionar para nossos parceiros a possibilidade de participar da feira, já que estão no segmento da saúde,” explicou o coordenador de portfólio de IBM Software, Antônio Robson.

O coordenador também ressaltou a importância de se trabalhar com novos colegas desse setor. “A nossa experiência de Hospitalar vem desde o ano passado. Como distribuidor de soluções, a Tech Data faz questão de não só estar presente no estande, mas também dividir esse momento com os nossos parceiros de negócio. Este ano, especificamente, estamos com dois,” acrescentou.

Os visitantes que passam pela Hospitalar todos os anos também se sentem animados com as novidades que encontram nos estandes. Rodrigo Medeiros, Técnico de Enfermagem, vê o evento como uma verdadeira vitrine de saúde. “A Hospitalar é o meu shopping. Eu achei esse ano muito bom, com mais diversidade e produtos com ótimos preços. Além disso, assisti a diversas demonstrações no espaço de Facillities e espero voltar ano que vem.”

José Jerónimo, Consultor para Organizações de Saúde da Ação, Marketing e Evento frequenta a feira há duas décadas e comemora o sucesso desta edição. “Frequento a Hospitalar há 20 anos. É nítido o crescimento no número de frequentadores nos últimos anos.  Participei da palestra dos administradores hospitalares e outra da Cisa sobre coleta de resíduos hospitalares. Conversei com muitas pessoas e posso dizer que estive em mais uma Feira de sucesso”.

Expositores da Hospitalar desde 2017, Andréia Ehler Berling, Coordenadora comercial da Perfetto – Conforto e bem-estar, tem planos para levar a marca para outros países graças ao sucesso da feira. “Estamos no terceiro ano na Hospitalar e temos um bom retorno de parcerias comerciais e divulgação.  Após as atividades na Hospitalar, a empresa espera crescer ainda mais e quem sabe até expandir os negócios para fora do Brasil”

Graças ao ótimo movimento de visitantes na feira, Karin Cristina Corrêa, Gerente de Gente e Planejamento da Instramed, e Juliana Ximenes, Gerente de Marketing de Produto da B. Braun, pretendem estar na edição de 2020 do evento, que acontece no São Paulo Expo. “A Hospitalar é o nosso evento mais importante.  Neste ano conseguimos apresentar um amplo portfólio e com certeza pretendemos voltar ano que vem”, afirma Juliana.

Parceria prepara a primeira solução escalável de identificação por impressão digital para crianças

impressao_digital_foto_rep

As empresas assinaram um memorando de entendimento sobre o uso de biometria para aprimorar a cobertura de imunização em países em desenvolvimento

Apesar do enorme progresso da sociedade em vários aspectos nas últimas duas décadas, ainda há aproximadamente 20 milhões de crianças que nunca foram vacinadas no mundo, o que as deixa expostas às doenças mais mortais que existem. Uma causa-chave é o fato de somente a metade de todas as crianças com menos de cinco anos de idade na África subsaariana ser registrada ao nascer, ficando sem uma identidade oficial. Isso dificulta a atuação dos prestadores de assistência de saúde, no sentido de garantirem que essas crianças recebam as vacinas que precisam na época correta.

Tendo em vista esse cenário, foi criado um novo projeto que combinará o mecanismo de autenticação da NEC, multinacional japonesa líder em soluções tecnológicas voltadas à transformação da sociedade, com a tecnologia biométrica por impressão digital da Simprints, empresa social do Reino Unido, sem fins lucrativos, e a especialização da Gavi, aliança global de vacinas em imunizações. A parceria visa criar identidades digitais para crianças com 1 a 5 anos de idade e, assim, impulsionar a cobertura de imunização em países em desenvolvimento.

O projeto empregará a primeira solução escalável de identificação por impressão digital para dar às crianças que estão na primeira infância uma identidade digital ligada a um registro médico completo e preciso, que será armazenado pela Simprints, uma vez que os adultos responsáveis pelos menores autorizem que as informações biométricas sejam colhidas.

Implementar este plano utilizando as ferramentas convencionais seria muito difícil, pois as impressões digitais de crianças pequenas tendem a ser borradas devido à maciez dos dedos. O mecanismo de autenticação da NEC avançou nesse sentido com a otimização para impressão digital de crianças e o uso das imagens feitas com scanners da Simprints. Essa combinação resultou em autenticação altamente precisa, com uma taxa de certificação de 99%.

Os três parceiros vão começar a realizar a validação experimental do conceito da tecnologia em Bangladesh e na Tanzânia, no início de 2020. Se tiver êxito, o projeto passará então a ligar a identificação digital de crianças com seus registros de vacinação, ajudando os prestadores de atendimento de saúde a manter um controle preciso sobre quais crianças precisam ser vacinadas e quando.

Até o momento, a Gavi contribuiu para a imunização de mais de 700 milhões de crianças nos países mais pobres do mundo e estima ter salvado 10 milhões de vidas. Essa iniciativa ajuda a promover o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 17, estabelecido pelas Nações Unidas.

Sobre a NEC Corporation

A NEC Corporation é líder na integração das tecnologias da informação e redes que beneficiam as empresas e as pessoas de todo o mundo. Ao oferecer uma combinação de produtos e soluções que utilizam a experiência e os recursos globais da empresa, as tecnologias avançadas da NEC atendem às necessidades mais complexas dos seus clientes. A NEC conta com mais de 100 anos de experiência em inovação tecnológica, capaz de dinamizar a atuação das empresas, dos negócios e das pessoas.

Startup oferece apoio psicológico para instituição estadual

Startup oferece apoio psicológico para instituição estadual

Vittude oferece apoio psicológico para egressas e internas da Fundação Casa

Startup firma parceria com a RME para oferecer terapia às jovens que passaram pela instituição

A Vittude, plataforma pioneira no ramo de saúde mental, que conecta psicólogos e pacientes em menos de um minuto, será colaboradora em uma das turmas da Women Will, iniciativa de capacitação do Programa Cresça com o Google em parceria com a Rede Mulher Empreendedora (RME) e, nesta edição em especial, com o Instituto Mundo Aflora. Meninas que cumpriram ou seguem cumprindo medidas socioeducativas na Fundação Casa, instituição estadual focada na recuperação de menores de idade, receberão atendimento psicológico através da startup. O objetivo da parceria é proporcionar às jovens apoio psicológico e uma oportunidade de olharem para si, restabelecendo a autoestima e confiança no seu potencial enquanto ser humano.

Fundadora e CEO da Vittude, Tatiana Pimenta lembra que a democratização do acesso à terapia é a principal missão da plataforma. "Vivemos em um país onde mais de 60 milhões de pessoas sofrem com algum transtorno mental, mas uma grande maioria não consegue acessar o tratamento adequado. Participar de um projeto como esse é incrível, faz nosso trabalho ter ainda mais sentido. Levar acesso a essas jovens, que estão em um momento de vida mais vulnerável e que sofreram privações é promover impacto social", destaca a empreendedora.

Ela define como "uma alegria pessoal" participar da iniciativa e ainda enfatiza a importância do acesso à terapia: "Ouvir os relatos das meninas é chocante, mas eu acredito muito que no nosso sofrimento também está nossa força e nosso maior poder. Somos fruto das nossas experiências de vida. Poder contribuir com esse projeto enche meu coração de gratidão e esperança. Gostaria de dar os parabéns para o Google, Ana Fontes e equipe da Rede Mulher Empreendedora. Torço para que as áreas de responsabilidade social das grandes empresas presentes no Brasil passem a olhar com carinho para a questão da saúde mental dos mais vulneráveis. Nas populações de menor renda encontramos os maiores índices de depressão. Essas comunidades não acessam tratamento por falta de recursos financeiros. Não adianta esperar o governo tomar uma ação. Dar acesso à saúde de qualidade é nossa responsabilidade também".

Giovane Oliveira, psicólogo da Vittude e que já teve atuação clínica na Casa do Adolescente, afirma que a terapia não irá mudar mudar as coisas que já aconteceram, mas com certeza pode fazer com que alguns conteúdos sejam ressignificados e incorporados na personalidade, de forma que leve ao crescimento e a mudança de padrões de vida e comportamento que antes eram determinantes. A psicoterapia pode fazer com que o adolescente reconheça suas potencialidades para ser agente de mudança de sua vida e abrir horizonte e caminho para novas possibilidades.

A Rede Mulher Empreendedora custeará as sessões para as jovens participantes do projeto. "Incluímos no programa o acesso à plataforma da Vittude porque acreditamos que é fundamental para aumentar a auto confiança das meninas. Ter o apoio psicológico é importante para se sentirem mais confiantes a realizarem seus próximos passos" relata Ana Fontes, presidente da RME.

As jovens passaram por aulas de empreendedorismo, marketing digital, negociação, liderança feminina, técnicas de relaxamento e atividades para desenvolverem suas independências pessoal e financeira. Agora, terão acompanhamento psicológico pela Vittude, curso de tecnologia pela Reprograma, acesso à plataforma Eduk com cursos on-line profissionalizantes por 3 meses e a mentoria com profissionais qualificadas da Rede Mulher Empreendedora por um trimestre. As mentorias serão definidas de acordo com a necessidade de cada menina.

Sobre a Vittude:

A Vittude é uma plataforma pioneira no ramo de saúde mental que conecta psicólogos e pacientes em menos de 1 minuto. Criada em 2016 por Tatiana Pimenta e Everton Höpner, a empresa participou da segunda turma do programa de aceleração do Facebook e Artemisia, que acontece dentro da Estação Hack – primeiro centro para inovação criado pela rede social americana no mundo para impulsionar startups de impacto social. Também participou do BlackBox Connect, programa de imersão no Vale do Silício, patrocinado pelo Google for Startups. Em 2019, foi a única empresa brasileira finalista da premiação internacional Cartier Women's Initiative Awards, tendo recebido uma premiação de U$$30mil. Já está presente em mais de 50 países. Atualmente a Vittude tem mais de 12 mil usuários e cerca de 3.000 psicólogos cadastrados.

Aplicativo garante autonomia e eficiência a dentistas

Aplicativo garante autonomia e eficiência a dentistas

Por meio de parcerias com outras empresas, companhia de softwares odontológicos desenvolve ferramenta que permite ao consultório automatizar operações de check-out e gestão de pacientes

Dentalis, empresa líder brasileira em softwares odontológicos em nuvem e dona de 36% do mercado brasileiro, está reformulando o seu aplicativo, o Dentalis Mobile, para oferecer ainda mais facilidades para os profissionais do setor odontológico. A principal novidade é a uma solução para que os dentistas possam automatizar operações de check-out nos consultórios.

“Os check-outs como conhecemos hoje se transformarão rapidamente. A experiência do cliente tem que ser a mais positiva possível;  ninguém gosta de filas no caixa. Cliente satisfeito é aquele que tem o seu percurso de compra e pagamento da forma mais rápida possível”, afirma o fundador e Diretor Comercial da Dentalis, Sergio Aronis, que teve a ideia após uma visita a uma loja da Apple. “Lá, você faz a compra e o pagamento com o próprio vendedor”, ressalta.

Com a nova solução, o próprio dentista pode informar, via smartphone, os tratamentos a serem executados no paciente e processar o cartão do cliente, finalizando todo o atendimento.

“Atualmente estamos desenvolvendo um protótipo, que esperamos colocar em testes no segundo semestre. Esse protótipo está sendo desenvolvido em parceria com uma grande empresa de cartões de crédito”, revela Aronis.

A nova versão do Dentalis Mobile permite ainda que os dentistas registrem o prontuário eletrônico dos pacientes em seus smartphones e que essas informações sejam automaticamente sincronizadas com o sistema do consultório. Além disso, a ferramenta otimiza o uso do espaço nos consultórios, eliminando a necessidade de um computador apenas para que o profissional catalogue prontuários.

Por que os planos de saúde aumentam tanto de preço?

1510166817_image2

Especialista da Amparo Saúde aponta principais motivos para aumentos tão altos; exames desnecessários e superfaturados estão no topo da lista

Todo ano é a mesma coisa: usuários insatisfeitos com os aumentos dos planos de saúde. Em 2018, o teto do reajuste permitido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) foi de 10%, 6,2% acima da inflação prevista para o ano. É claro que isso mexe muito com o bolso do brasileiro, mas você sabe por que os aumentos são tão altos? Emilio Puschmann, CEO da Amparo Saúde, primeira rede privada e independente de centros de APS no Brasil, explica os principais motivos que levam aos valores cada vez mais altos.

1) Exames desnecessários, repetidos e superfaturados

Você já chegou a realizar um exame que seu médico nem chegou a comentar o resultado? Segundo a ANS, os médicos brasileiros já pedem mais exames de tomografia e ressonância do que profissionais de países desenvolvidos. O número desses procedimentos cresceu 22% em dois anos, e a ANS aponta que isso pode indicar que muitas solicitações podem ser indevidas. Além disso, com a falta de um prontuário médico integrado, muitos exames acabam sendo repetidos, causando um gasto desnecessário. Por fim, algumas clínicas cobram valores exorbitantes por exames que têm um custo muito baixo. Podemos tomar como exemplo o exame de colesterol, que tem um custo médio de R$ 5, mas que pode custar até R$ 50 em determinados centros médicos.

2) Internações desnecessárias e alto tempo médio de internação

Nem toda doença demanda, necessariamente, uma internação. As internações desnecessárias, junto com fraudes nos convênios, correspondem a 30% dos gastos no Brasil. Existem hospitais que possuem práticas antiéticas de internações, e quem acaba pagando a conta são as operadoras de saúde.

3) Excesso de visitas no pronto socorro

Será que o paciente precisa ir ao hospital toda vez que tem um resfriado? Um acompanhamento médico contínuo, por meio do qual o paciente possui contato constante com sua equipe médica, pode reduzir drasticamente as visitas desnecessárias ao pronto-socorro. Cerca de 80% das queixas dos pacientes podem ser resolvidas com uma consulta ao médico de família, por exemplo. Além disso, muitas pessoas com problemas simples acabam saindo ainda mais doentes por conta da concentração de pessoas contaminadas no pronto socorro.

4) Visitas a especialistas diretamente sem orientação e coordenação adequada

Como saber se é necessário procurar um pneumologista ou um otorrinolaringologista? Muitos usuários de convênios procuram especialistas por conta própria, sem saber qual a real necessidade. Isso causa muitas consultas desnecessárias e, consequentemente, aumenta o número de visitas ao consultório, demandando um desembolso alto para os convênios e perda de tempo para os pacientes.

5) Falta de compartilhamento, padronização e consolidação adequada dos dados dos pacientes em tempo real

Prontuários dos pacientes em papel, ou prontuários eletrônicos sem parametrização e integração, são um dos maiores problemas na coleta e padronização das informações, pois não permitem que uma rede de especialistas tenha acesso aos dados. Um sistema integrado entre todos os profissionais e setores envolvidos (clínicas, consultórios, hospitais e laboratórios), reduz o tempo e ajuda no tratamento do paciente, colaborando para um diagnóstico mais assertivo e eficaz.

6) Falta de coordenação do cuidado

Muitas vezes os problemas de saúde começam com sintomas não muito bem definidos, e uma busca sem direcionamento dos serviços médicos pode acarretar em inúmeras consultas e exames desnecessários. O ideal é que um médico pessoal indique o especialista quando necessário e, ao mesmo tempo, avalie o quadro completo, as medicações em uso e outros fatores. É importante que o generalista consiga ajudar o paciente a trafegar pelo sistema de saúde para que o mesmo possa juntar todas as informações.

Sobre a Amparo

Amparo Saúde é uma empresa de tecnologia e saúde fundada em 2017 por Emilio Püschmann. É a primeira rede privada e independente de centros de atenção primária à saúde (APS) no Brasil. Atualmente, a startup possui 3 unidades na Região Metropolitana de São Paulo, onde oferece consultas, terapias, procedimentos de baixa complexidade, exames, vacinas, curativos, medicação e atendimentos à distância a seus pacientes.

DaVita Serviços Médicos abre sua 15ª Unidade

DaVita

Nos últimos seis meses foram inauguradas cinco Unidades em São Paulo

A DaVita Serviços Médicos, uma empresa do grupo DaVita Inc. (NYSE: DVA), acaba de inaugurar sua 15ª unidade na cidade de São Paulo, localizada na Rua Domingos de Morais, nº 2422, ao lado do Metrô Santa Cruz.

Com o lançamento da Unidade Santa Cruz, a DaVita Serviços Médicos soma cinco inaugurações nos últimos seis meses, contemplando os bairros Santa Cecília, Freguesia do Ó, Indianópolis, São Judas e Vila Mariana, reforçando o seu plano de expansão. O grande destaque da DaVita Serviços Médicos é o seu modelo inovador de cuidado coordenado, no qual o serviço de atenção primária (médico da família) acompanha a jornada de saúde do paciente de uma forma integrada com a atenção secundária (especialidades médicas), visando os melhores desfechos clínicos para os pacientes. Como consequência, os desperdícios do setor são evitados, gerando uma proposta positiva de custo versus efetividade.

Em outras palavras, o foco da DaVita Serviços Médicos é trazer o máximo de resolubilidade clínica com serviços médicos ambulatoriais – consultas, exames diagnósticos e procedimentos de baixa complexidade, utilizando protocolos com base em evidências científicas e corpo clínico de destacada experiência profissional.

“A oferta de serviços para múltiplas especialidades médicas abrange toda a jornada de saúde dos pacientes de forma inovadora e integrada. Atendemos, atualmente, mais de 150 mil pessoas e realizamos cerca de 500 mil consultas por ano dentro de um modelo que busca melhorar a atenção médica aos pacientes e reduzir os desperdícios próprios do setor, influenciando toda a cadeia de saúde com uma solução diferenciada e sustentável”, afirma o Dr. Mauro Figueiredo, CEO da DaVita Serviços Médicos.

O atendimento nas unidades é voltado para o público com planos de saúde, bem como apresenta a opção de pagamento particular. As 15 unidades da DaVita Serviços Médicos estão na região metropolitana de São Paulo (Guarulhos, Osasco, São Bernardo do Campo, São Miguel e Taboão da Serra) e na capital (Lapa, Paulista, Santana, Santa Cecília, Santo Amaro, Tatuapé, Freguesia do Ó, Indianópolis, São Judas e Santa Cruz).

Sobre a DaVita Inc.

A DaVita é uma empresa Fortune 500®, global, voltada para a prestação de serviços médicos, presente em 10 países. Com sede nos EUA, é líder no tratamento de pacientes com doença renal grave. Ao longo dos anos diversificou suas atividades e hoje também atua na prestação de serviços médicos integrados voltados para múltiplas especialidades. Há anos, é reconhecida pela excelência nos cuidados aos seus pacientes, seus destacados resultados clínicos.

Como a Inteligência Artificial está transformando a saúde

qual-o-impacto-da-inteligencia-artificial-no-atendimento-da-empresa

A digitalização dos dados é o elemento que impulsiona a eficácia da tecnologia associada à saúde

O termo inteligência artificial foi, durante muito tempo, assunto que fazia parte dos romances e filmes de ficção científica. Os avanços da tecnologia, no entanto, garantem que ele esteja cada vez mais presente em nossa realidade.

Localização por meio de GPS, chamadas de vídeo e outros recursos fazem parte de nosso dia a dia graças aos desenvolvedores de programas que facilitam nossa relação com o mundo e nos permitem resolver de problemas de ordem prática.

Inteligência Artificial (IA) é um campo da ciência da computação que foi criado com o objetivo de elaborar dispositivos que sejam capazes de reproduzir ações humanas, como raciocinar, tomar decisões e resolver problemas, por exemplo. Graças ao desenvolvimento e aperfeiçoamento da informática, novos elementos podem ser rapidamente agregados à Inteligência Artificial.

A Inteligência Artificial tem causado profundos impactos na evolução tecnológica de indústrias e mercados. Nesse cenário, a área da saúde também vem sendo atingida, gerando um campo de relações multidisciplinares.

Médicos, enfermeiros e outros funcionários da área passam a desenvolver estratégias juntamente aos cientistas da informação para garantir maior versatilidade e segurança nas ações destinadas à prática da profissão.

A fim de garantir eficiência e excelência no atendimento aos pacientes, essa tecnologia está transformando o setor da saúde. Prontuários digitais, modernização nas pesquisas e coleta de dados avançada são alguns dos seus benefícios.

Além disso, ela tem feito parte de pesquisas que comprovam sua eficácia. Conheça alguns serviços de saúde que estão escrevendo um novo capítulo aliado à história da informática.

Diagnóstico preciso e multidisciplinar: A Inteligência Artificial atua por meio da criação de um banco de dados criado a partir de diagnósticos e procedimentos fornecido pelos médicos do mundo todo durante sua rotina de atuação.

Todas essas informações podem ser acessadas pelo profissional durante o acompanhamento, de forma a auxiliar acerca da abordagem terapêutica mais eficiente.

Nesse cenário, a Inteligência Artificial será capaz de sugerir um protocolo de com o histórico. Isso pode ajudar a identificar e prevenir riscos de epidemias, ter maior conhecimento sobre a eficácia dos medicamentos, combater vírus entre outros.

Eficácia e segurança no armazenamento de dados: O recurso da Nuvem já é uma realidade em muitas clínicas e hospitais. É possível criar prontuários digitais que agilizam o atendimento e fazem com que os profissionais se dediquem com mais atenção à saúde dos pacientes.

Dessa forma, processos burocráticos, como guias exames e solicitação de procedimentos, como medicações ou suturas são compartilhados na rede e cada setor do hospital pode ter acesso às informações e promover os cuidados com os pacientes em tempo hábil.

Gerenciamento de dados com maior agilidade: Por meio de registros eletrônicos inteligentes, os profissionais são capazes de coletar, armazenar e recuperar informações dos pacientes de forma rápida e eficaz.

Sensores e outros dispositivos, como leitor de impressão digital tornam o acesso do paciente aos procedimentos de forma mais segura, reduzindo consideravelmente a chance de erros.

Eficiência no tratamento de doenças: A tecnologia de ponta tem sido desenvolvida para promover melhorias e revolucionar o tratamento do câncer.

O uso das alterações genômicas, em vez dos tumores apresentados pelos pacientes, auxilia na otimização para a descoberta de formas de tratamentos mais eficazes.

Como já apresentamos no início desse artigo, o objetivo da Inteligência Artificial não é substituir, mas promover abordagens multidisciplinares para solucionar os problemas que fazem parte da área da saúde.

Por isso, nós podemos ficar tranquilos porque os robôs não vão substituir a capacidade de produção de conhecimento que só é possível porque os seres humanos raciocinam.

Por mais que a tecnologia nos revele perfeição, a presença humana é mais do que necessária na relação entre médico e paciente. Sabemos que o estado de saúde interfere no nosso comportamento e na forma como nos relacionamos com o mundo.

Por isso, o médico, os enfermeiros, o radiologista e outros profissionais continuarão nos dando assistência emocional, que também é um dos protocolos para o processo de tratamento das doenças. Assim como a Inteligência Artificial, a Inteligência Cibernética também vem sendo explorada para manter a proteção e a segurança dos dados armazenados contra ciberataques.

Dessa forma, o fluxo de informações pode ser compartilhado somente por pessoas autorizadas, sem que nenhum paciente fique exposto a cibercriminosos.

Boas práticas na gestão de pessoas: empresas promovem iniciativas para a saúde dos colaboradores

download (2)

Além de investir em inovações para o bem-estar dos colaboradores, como áreas de descompressão e happy hours durante o expediente, empresas vão além e adotam práticas para melhorar a saúde dos seus funcionários. A Dígitro Tecnologia, de Florianópolis, há mais de 40 anos desenvolvendo softwares para comunicação corporativa e inteligência, fez uma recente parceria com a Unimed Grande Florianópolis e instalou um consultório dentro da companhia. Semanalmente, os funcionários interessados podem receber um atendimento primário, de forma personalizada.

O consultório oferece atendimento na modalidade de Atenção Integral à Saúde, e conta com uma equipe especializada em Saúde da Família, composta por enfermeira e médico. Eles realizam investigação e mapeamento da condição de saúde do colaborador e o acompanhamento dos casos, além de dar outros tipos de orientações. De acordo com Carla Fernandes Garcia, da Gerência de Recursos Humanos da Dígitro, ter um consultório médico dentro da empresa facilita e estimula o colaborador a cuidar da sua saúde. E pontua alguns benefícios. “Contamos com um atendimento personalizado, com agendamento de consultas

e retornos de forma fácil e rápida e atendimento com hora marcada dentro da própria empresa, poupando o tempo do colaborador com deslocamentos de trânsito e esperas. Temos também a possibilidade de oferecer um atendimento pontual em situações de emergências, uma vez que existem horários na agenda para este tipo de demanda. Cabe destacar que os custos do serviço não são repassados ao colaborador”, explica Carla. É a segunda vez que a Unimed Grande Florianópolis promove a iniciativa em parceria com empresas locais. A primeira foi com a Softplan, companhia com 1,9 mil colaboradores e que está há 29 anos na região, desenvolvendo softwares para gestão nas áreas de justiça, gestão pública, saúde e indústria da construção.

Com menos de um mês de funcionamento, a iniciativa já traz bons resultados. De acordo com Francine Perpetua Rodrigues, desenvolvedora na Dígitro, um dos pontos positivos é a exclusividade. “Gostei muito do atendimento. A primeira consulta foi uma conversa, com questionamentos pertinentes ao meu quadro de saúde e ao histórico familiar, e explicações sobre o que estou sentido, relacionado aos meus hábitos. Isso me deixou feliz, pois mostra a empatia que possuem, tratando cada paciente como único”, ressalta. Já para Tatiana Paita, analista de service desk, a iniciativa foi essencial para um atendimento mais rápido. “Em 3 semanas consegui fazer a consulta/exames/retorno”, destaca Tatiana.

Avaliar a saúde na palma da mão — Esse é um dos benefícios de quem usa o aplicativo da GoGood, empresa de saúde corporativa. A plataforma promove, através de um sistema gamificado, a melhora da qualidade de vida dos usuários. Pela tela do celular é possível acompanhar os hábitos que mais impactam a sua saúde e receber apoio de nutricionistas, que podem avaliar diariamente o prato dos usuários. O sistema incentiva uma competição saudável entre colaboradores, que podem se dividir em times para somarem pontos na plataforma. O laboratório Pharlab é uma das organizações que utiliza o aplicativo e durante uma das campanhas chegou a registrar mais de 24 milhões de passos, 39 mil atividades físicas e mais de 10 milhões de pontos foram conquistados pelo time que, como recompensa, ajudou um idoso a pagar um tratamento dentário. “Hoje atuamos na prevenção dos problemas de saúde, principalmente os crônicos, como diabetes e hipertensão, onde o usuário pode ter uma grande melhora na sua qualidade de vida apenas com pequenas mudanças na sua rotina”, comenta Bruno Rodrigues, CEO da GoGood.

Médicos seguem novas regras no país

etica_medica

Novo Código de Ética Médica entrou em vigência em 30 de abril e traz atualizações importantes nos princípios e normas para exercício da medicina no país; lei sobre notificação de violência autoprovocada entrará em vigor em breve

Já está em vigor o novo Código de Ética Médica (CEM), documento que reúne princípios fundamentais, normas, compromissos, direitos e penas disciplinares para o exercício da medicina. A nova versão, aprovada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), levou em conta propostas de conselhos, médicos, entidades e instituições do meio para atualização da versão anterior, que vigorava desde 2010.

Além disso, em 26 de abril, foi publicada a lei nº 13.819, que institui a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio. Entre os artigos, ela determina que as unidades de saúde, públicas ou privadas, devem reportar casos suspeitos de violência autoprovocada às autoridades sanitárias e, no caso de paciente menor de idade, também ao Conselho Tutelar. A nova lei entrará em vigência 90 dias após sua publicação, período em que deverá ser regulamentada a forma de realizar a notificação. A lei completa pode ser acessada pelo link oficial do Planalto.

A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, que atua na área de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos e atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde), está atenta a essas mudanças, para seguir prestando um atendimento de excelência a seus pacientes.

Novo Código de Ética Médica

Direito ao exercício da profissão de acordo com a consciência, preservação do sigilo profissional, respeito à autonomia do paciente e possibilidade de recusa de atender em local com condições precárias, são alguns pontos previstos na nova publicação. O documento entrou em vigência 180 dias após a publicação da Resolução CFM nº2.217/2018 no Diário Oficial da União (DOU) em 1º de novembro de 2018.

Entre as principais novidades está o respeito ao médico com deficiência ou doença crônica, assegurando o direito de exercer suas atividades profissionais nos limites de sua capacidade e também sem colocar em risco a vida e a saúde de seus pacientes. Também ficou definido que o uso das mídias sociais pelos médicos será regulado por meio de resoluções específicas, o que valerá também para a oferta de serviços médicos à distância mediados por tecnologia.

O CEM aborda ainda a regras para a utilização de medicamento placebo; a obrigação da elaboração do sumário de alta (documento para facilitar a transição do atendimento entre profissionais e serviços médicos de diferentes naturezas); autorização ao médico de encaminhar, quando for requisitado judicialmente, cópia do prontuário diretamente ao juízo requisitante.

O documento garante também a valorização do prontuário como principal documento da relação profissional, a proibição à cobrança de honorários de pacientes assistidos em instituições de prestação de serviços públicos, e o reforço à necessidade de o médico denunciar aos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs) aquelas instituições públicas ou privadas que não ofereçam condições adequadas para o exercício profissional ou não remunerem de forma justa e digna a categoria.

Em caso de situação clínica irreversível e terminal, o novo código estabelece que o médico evite a realização de procedimentos diagnósticos e terapêuticos considerados desnecessários e propicie aos pacientes sob sua atenção todos os cuidados paliativos apropriados. O documento completo pode ser acessado neste link, disponibilizado pelo CFM.