faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Sírio-Libanês promove curso de radioterapia tridimensional

O Hospital Sírio-Libanês promove, através do CEPE - Centro de Estudos e Pesquisas, o III Curso de Radioterapia nos próximos dias 10 e 11 de julho, no Anfiteatro do próprio hospital, das 8h30 às 18h. Coordenado pelo Dr. João Luis Fernandes da Silva e a física Cecília Kalil Haddad, o curso conta com a presença de convidados estrangeiros, entre eles, Alan Pollack, M.D., Ph.D., chairman de radioterapia do Fox Chase Cancer Center, um dos maiores especialistas em câncer de próstata dos Estados Unidos.
A novidade deste curso está nos módulos práticos que englobam: como posicionar o paciente, como adquirir as imagens do tumor, como fazer cálculos, como executar o tratamento e como fazer o controle de qualidade dos procedimentos.
O curso oferece também apresentações de especialistas sobre os avanços técnicos à luz principalmente dos novos métodos de imagem adquiridos pelo Sírio-Libanês(PET/CT) e seu uso para planejar com mais rigor os tratamentos com irradiação.
Serviço: (11) 3155-0800

Creche africana recebe remédios do Brasil

A creche Nyumbani, em Nairobi, capital do Quênia, que abriga cerca de 70 crianças órfãs portadoras do HIV, recebe esta semana mais uma doação de anti-retrovirais produzidos pelo Brasil. É a terceira vez que o Lafepe, laboratório estatal de Pernambuco, envia à creche frascos de Zidovudina oral para compor o coquetel que é dado às crianças, com ajuda da solidariedade internacional, informou a Agência Brasil.
A primeira vez que o Brasil doou medicamentos à creche foi em 2001, do estoque da própria Coordenação Nacional de DST/Aids. A doação ocorreu após visita do padre italiano D'Agostini, responsável pelo amparo às crianças. Ele fez um apelo para interromper as mortes por Aids na creche Nyumbani, que estavam ocorrendo por falta de uma política de acesso aos anti-retrovirais no Quênia.
As doações brasileiras giram em torno de 2,2 mil frascos de Zidovudina e passaram a ser feitas diretamente pelo Lafepe, mas de forma inconstante. A partir do segundo semestre, as doações passarão a ser regulares, pois a creche Nyumbani foi a instituição selecionada pelo governo brasileiro no Quênia para fazer parte do Programa de Apoio aos Países da América Latina, África e Caribe. Esse projeto vai tratar 100 pessoas com Aids em dez países que ainda não distribuem anti-retrovirais, durante um ano. O objetivo é sensibilizar outros países a fazerem o mesmo, para reduzir o número de óbitos pela doença e estimular os governos a promoverem amplo acesso ao tratamento.
Além do Quênia, Burkina Faso, Burundi, Moçambique e Namíbia são os países africanos que receberão ajuda brasileira. Na América Latina e no Caribe, os países selecionados foram Colômbia, El Salvador, Guiana, Paraguai e República Dominicana.

Rio ganha unidade de radiologia para mulher

Os recursos para diagnóstico precoce do câncer de mama e de outras doenças mais freqüentes entre mulheres, como a osteoporose, acabam de ser implementados na Unidade de Radiologia da Mulher da Clínica São Vicente, na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro. A população vai contar com equipamentos de última geração na nova unidade para realização de mamografia, ultra-sonografia de mama e densitometria óssea (exame para medir a massa óssea), contando também com exames mais sofisticados, como a mamotomia (biópsia que aspira fragmentos de área maior do tumor), possibilitando diagnóstico mais apurado das lesões.
Coordenada pela Doutora em Medicina pelo Departamento de Radiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Radiá dos Santos Koch, a unidade terá como diferencial a realização, em um só lugar, de todos os exames indispensáveis para detecção de doenças típicas da mulher.
"A vantagem é poder detectar a existência de tumores em estágio ainda inicial, pois quanto menor for a lesão maior a chance de sucesso no tratamento", explica o ginecologista e mastologista do Serviço de Cirurgia Oncológica da Clínica São Vicente, Antonio Carlos Jardim.

Medicina ABC inaugura laboratório de diabetes

A disciplina de Endocrinologia da Faculdade de Medicina do ABC, em parceria com a Liga de Controle do Diabetes da instituição de ensino, inicia o atendimento do Ambulatório de Diabetes, o primeiro da região voltado ao atendimento exclusivo e gratuito de portadores da doença. Para cada paciente, estão disponíveis um médico endocrinologista e dois alunos, membros da Liga. A previsão é que cada paciente permaneça por aproximadamente uma hora no ambulatório, a fim de que seja feita uma avaliação básica completa, que engloba anamnese, exame físico, além de teste de glicemia capilar, pressão arterial, teste da cintura, freqüência respiratória e cardíaca.
O acompanhamento é contínuo e os pacientes já saem da consulta com a data do retorno agendada. Além dos exames de rotina, também serão realizados os de maior complexidade, como o de curva glicêmica, função hepática, colesterol e de creatinina.
Pessoas obesas, sedentárias ou acima de 40 anos possuem características potenciais para desenvolver a doença. O Ambulatório de Diabetes funciona todas as quintas-feiras, das 12h às 14h, na Faculdade de Medicina do ABC (Av. Príncipe de Gales, 821 - Santo André). As consultas podem ser agendadas pelo telefone 4993-5400.

Fundação Zerbini e Incor anunciam prêmio científico

Já estão abertas as inscrições para o Prêmio Zerbini em Cardiologia, organizado pela Fundação Zerbini e pelo Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas. Não é preciso ser médico para participar, basta ser profissional de saúde e ter pesquisa em cardiologia. São três categorias: Internacional (estudos feitos no exterior), Nacional (pesquisas no País) e Incor (trabalhos de profissionais do instituto). A inscrição pode ser feita pelo site .www.zerbini.org.br até 15 de outubro.

Vidy lança mobiliário com flexibilidade

O Grupo Vidy apresenta aos laboratórios a linha Vidy-Flex, que promete soluções ergonômicas por meio da flexibilidade e facilidade de adaptação. Os móveis contam com mecanismos de regulagem que tornam as peças do mobiliário adaptáveis ao biótipo do usuário e ao design dos equipamentos, garantindo maior vida útil. Além disso, as bancadas Vidy-Flex utilizam materiais duráveis na fabricação das peças, que possuem estrutura de alumínio e revestimento de epóxi, que tem como objetivo evitar a corrosão provocada pela utilização de produtos químicos.
Outra novidade é o Gabinete Biotério STD, integralmente construído em alumínio recoberto com pintura eletrostática a base de epóxi-poliéster e com todas as prateleiras removíveis. Possui ainda duas portas de vidro e é equipado com quatro rodízios de alta performance técnica e baixo atrito interno.
Serviço: Grupo Vidy, tel. (11) 4787-3122

Brasil doa 300 mil vacinas contra sarampo para a Bolívia

Foram entregues ontem para a Bolívia 100 mil doses de vacina contra sarampo doadas pelo Ministério da Saúde. O lote complementa a remessa de 200 mil feita última sexta-feira. A vacina foi produzida pela Fiocruz e transportada pelo Unicef. A doação de vacinas de sarampo é possível graças ao estoque disponível após a eliminação da doença no Brasil. Desde 2000, o país não registra casos autóctones (infecção dentro do país) da doença, informou a Agência Brasil O sarampo é responsável por cerca de 900 mil mortes anuais de crianças em todo o mundo. No Brasil, até a primeira metade da década de 80, eram comuns epidemias de sarampo que acometiam centenas de milhares de crianças e chegaram a ser responsáveis por 11.354 mortes no período compreendido entre 80 a 84.
Em 1992, o Brasil estabeleceu a meta de eliminação do sarampo até o ano 2000, tendo implantado um plano nacional para atingir esse objetivo. O plano iniciou-se com uma campanha nacional de vacinação contra o sarampo naquele ano, que teve como população-alvo todas as crianças com idade dos 9 meses aos 14 anos de idade. Nessa campanha, mais de 48 milhões de crianças foram vacinadas, atingindo-se uma cobertura de 96%.
A Secretaria de Vigilância em Saúde recomenda a vacinação contra o sarampo aos viajantes que se deslocarem para países onde há surto da doença: Venezuela, Colômbia, Coréia, Japão, Filipinas, Paquistão, Itália, Alemanha, Reino Unido e Austrália. Devem ser vacinadas contra o sarampo pessoas de 1 a 39 anos.
Com o avanço no controle do sarampo, os próximos alvos do Ministério da Saúde são a rubéola e o tétano neonatal, que já contam com vacinação intensiva.

Gehaka lança purificador para diálise

Com fluxo contínuo, os purificadores para diálise Master 50 e Master 100 são as novidades da Gehaka, que atendem a portaria 82 do Ministério da Saúde quanto aos limites para água tratada utilizada nos serviços de Terapia Renal Substitutiva. A alimentação está garantida tanto no fluxo como na qualidade da água, pois o sistema conta com uma bomba que estabiliza a pressão no ponto de serviço e de cinco tipos de filtros que retêm todas as formas de contaminações. Um manômetro, instalado na saída, certifica o bom funcionamento, bem como alerta para a eventual necessidade de manutenção.
O sistema conta com um software de simples operação que informa ao usuário em tempo real as condições dos filtros utilizados bem como a qualidade e a temperatura da água servida e com uma impressora que realiza o registro da data, hora e coleta bem como qualidade. O Master Diálise apresenta vazão de serviço de 120 L/h.
Serviço: Gehaka, tel. (11) 3759-4400

Proposta para regulamentação dos planos de saúde sai em três meses

Em três meses, o Ministério da Saúde deve ter pronta uma proposta para regular a relação entre os prestadores de serviços e as operadoras de plano de saúde. A informação foi dada ontem pelo Ministro da Saúde, Humberto Costa, segundo dados da Agência Brasil. O ministro explicou que as discussões estão ocorrendo no âmbito do Fórum Nacional de Saúde Suplementar, que se reuniu pela primeira vez na semana passada. O Fórum ainda terá mais dois encontros em agosto e setembro.
Humberto Costa disse que parte do que será aprovado pelo Fórum, para entrar em prática, deverá passar por aprovação do Congresso Nacional. Por isso, ele não sabe quando estará em vigor. Segundo o ministro, enquanto não for resolvida a questão, o atendimento ao associado está garantido pela legislação. "Os representantes dos prestadores também estão no Fórum. Eles sabem que alguma coisa de concreto sairá de lá. Não há razão para que não tenhamos um pouco de paciência e esperemos mais 2 ou 3 meses para que saia uma relação definitiva e total inclusive , da relação do prestadores com as operadoras. Não faz sentido que nós tenhamos paradas sucessivas da prestação do serviço."
Costa admitiu que, atualmente, não há instrumentos legais para o Ministério interferir nessa relação. "O que queremos é criar um mecanismo por meio do qual o Ministério e a Agência Nacional possam interferir nessa relação, até que tenhamos um setor mais saudável e economicamente mais viável e, a partir daí, essas relações se dêem sem a necessidade de interferência tão grande do governo".

Saúde repassa R$ 3,4 milhões para hospitais que tratam de síndrome respiratória

O Ministério da Saúde autorizou o repasse de R$ 3,4 milhões aos 34 hospitais brasileiros de referência para o diagnóstico e tratamento da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), informou a agência Brasil. O dinheiro será usado na melhoraria da infra-estrutura dessas unidades e para a compra de materiais de biossegurança, como luvas e máscaras. Cada uma das unidades receberá R$ 100 mil. A medida aumentará a capacidade do Sistema Único de Saúde (SUS) de responder a situações de risco provocadas pelo aparecimento de possíveis casos suspeitos da pneumonia atípica.