Pro Matre estuda ginecologia robótica

A Maternidade Pro Matre Paulista realiza o primeiro treinamento para ginecologistas com o sistema robótico ZEUS, no auditório da Maternidade, no dia 17 de julho, em São Paulo. Este sistema, que trabalha com três braços mecânicos ainda não está aprovado ainda para cirurgias em humanos, mas os ginecologistas receberão treinamento para as futuras cirurgias, assim que o sistema for liberado pelo Ministério da Saúde. O ZEUS é comandado por um monitor 3D com dois joystick, permitindo que o cirurgião somente acompanhe a cirurgia. O treinamento para ginecologistas será realizado em objetos inanimados. Já nos dias 18 e 19, a jornada estará voltada para o sistema robótico AESOP, braço robótico que serve como auxiliar no trabalho do endoscópio e da câmera. O AESOP é um sistema personalizado de comando de voz, onde o timbre de voz do cirurgião é gravado previamente em um memory card.
As imagens serão transmitidas por uma câmera interna do centro cirúrgico para o auditório que contará com telão e microfones abertos. O curso tem como objetivo divulgar a técnica de videolaparoscopia menos agressiva, com tempo mais curto de permanência hospitalar e recuperação mais rápida do paciente.
Serviço: (11)5080-6068.

Conexão médica transmite curso de nutrição

A IP TV Conexão Médica transmite amanhã, dia 12 de julho, das 9 às 13 horas, o curso Nutrição Especializada nas Situações Hipercatabólicas. O curso faz parte do Projeto Nutrinet, desenvolvido pelo Instituto de Metabolismo e Nutrição (IMeN).
O programa é voltado especialmente para profissionais que atuam em UTI, pois irá abordar a a nutrição para pacientes em estados delicados, como, por exemplo, em casos de queimaduras graves ou de falência de múltiplos órgãos.
O projeto é coordenado pelos doutores Daniel Magnoni (Cardiologista, Nutrólogo e presidente do IMeN) e Celso Cukier (médico cirurgião do aparelho digestivo, nutrólogo, diretor da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral e Nutrição Clínica).

Vallitech lança maca com elevação hidráulica

Estruturada em base construída por tubos redonos de 2 polegadas e estrado em tubos retangulares de 50 x 20 mm, a VLT-710 é a nova maca da Vallitech, que conta com sistema de elevação hidráulica. O leito é articulável, rádio-transparente e conta com gavetas e porta-chassi. A VLT-710 possui movimentos fowler e trendenburg por acionamento através de acionamento pneumático manual. Já o movimento de elevação ocorre por meio do sistema hidráulico e é capaz de suportar até 200 quilos. Para o sistema de carenagem, a Vallitech optou por material termoplástico de alta resistência, contendo suporte para cilindro de oxigênio.
Os pára-choques são de PVC e a maca é provida de quatro cantoneiras, além de rodízios de 6 polegadas de diâmetro com freio acionado por um único pedal. Entre os opcionais estão grades retráteis em tubo inox, leito em chapa de aço pintada e suportes para fluxômetro, umidificados e válvula automática para Bird.
Serviço: (41) 365-2750

Grendacc oferece residência médica

Depois de uma parceria firmada no final do ano de 2002, com a Fundação Jaime Rodrigues (mantenedora da Faculdade de Medicina de Jundiaí - FMJ), o Grendacc (Grupo em Defesa da Criança com Câncer) inicia oficialmente o período de estágio em oncologia pediátrica no Instituto de Clínicas Pediátricas ?Bolivar Risso?. O trabalho faz parte do Programa de Residência de Pediatria da FMJ. Flávia Regina de Oliveira Silva é a primeira médica residente. Ela está sob supervisão da oncologista e hematologista pediátrica Sandra Regina Loggetto, que é gerente médica do Grendacc; e da também oncologista pediátrica Eliana Carla A. Benites. De acordo com Sandra, outros dois residentes passarão pelo Instituto Bolivar Risso ainda este ano. ?Isso sem contar os residentes e alunos da FMJ que já estão acompanhando os serviços de hematologia e cirurgia pediátricas da entidade?, destacou.
O convênio entre o Grendacc e a Fundação Jaime Rodrigues foi assinado em dezembro do ano passado, com o objetivo de ampliar o atendimento médico-ambulatorial do Instituto, por meio de atividades de ensino, pesquisa e assistência médica.

Siemens ganha prêmio em medicina nuclear

Pelo sexto ano consecutivo, a Society of Nuclear Medicine (SNM) elegeu como "A imagem do ano" uma imagem obtida por um equipamento Siemens/CTI. De acordo com a Sociedade, o prêmio atesta o avanço tecnológico dos exames de corpo inteiro de qualidade (whole body scan), que pode ser obtido em menos de 10 minutos. A imagem foi obtida pelo PET/CT 3D-LSO em três minutos e revela a existência de câncer em um paciente de 60 anos. Até pouco tempo as imagens PET necessitavam de 1h30min para serem obtidas. O cristal LSO é patente da Joint Venture Siemens/CTI.

Ministério da Saúde credencia 26 leitos de UTI em hospitais da Bahia

O ministro da Saúde, Humberto Costa, assinou hoje portaria que cadastra 26 novos leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) do tipo II em hospitais de Salvador, na Bahia. Este credenciamento faz parte da ação iniciada em maio, quando o ministro autorizou o credenciamento de 2,2 mil novos leitos de UTI para melhorar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O Hospital Espanhol passa a ter dois novos leitos UTI do tipo II adulto e o Hospital Português foi credenciado um leito de UTI tipo II adulto.
Para a Hospital São Rafael foram três leitos de UTI do tipo II adulto e dois leitos de UTI tipo II pediátricos. No Hospital Universitário Edgard Santos são cinco leitos de UTI tipo II adulto e o Hospital Geral Ernesto Simões Filho ganhou cinco leitos de UTI do tipo II pediátrica e seis leitos de UIT tipo II adulto. Por fim, a Santa Casa de Misericórdia da Bahia recebeu dois leitos de UTI tipo II adulto
Em agosto de 1998, o Ministério da Saúde estabeleceu critérios de classificação entre os diferentes tipos de UTIs, bem como parâmetros para seu cadastramento. A portaria define as exigências relativas à complexidade dos serviços, disponibilidade de equipamentos e de recursos humanos qualificados. As UTIs que atendiam às exigências passaram a ser classificadas como de tipos II e III (as demais, em extinção, ficam cadastradas como de tipo I).
Para estimular o aperfeiçoamento da assistência prestada, foram concedidos reajustes nos valores das diárias das UTIs classificadas como de tipo II ou III e mudou-se a lógica de pagamento. Antes, o valor da diária, que era de R$ 137,00, só era pago integralmente até o terceiro dia de internação; a partir daí era reduzido para R$ 70,04. Com o modelo de classificação, os valores passaram a ser pagos integralmente, por todo o período de internação. As UTIs do tipo II passaram a receber R$ 164,40 por diária, e as UTI tipo III, R$ 213,71.
No período entre 1998 a 2003 (junho), foram cadastradas 426 entidades, totalizando 6.640 leitos. Dessas unidades cadastradas, 4.517 leitos foram classificados como de tipo II e 2.123 leitos como de tipo III.
Entre 1997 e 2002, o número de diárias de UTI pagas pelo SUS cresceu 24,8%, passou de 1,82 milhão para 2,27 milhões de diárias. Os gastos com o pagamento dessas internações em UTIs cresceram 104% - de R$ 158,66 milhões, em 1997, aumentou para R$ 323,69 milhões em 2002. Para este ano, a previsão é de que sejam pagas 2,4 milhões de diárias em UTIs, com o custo estimado de R$ 352,12 milhões.
Além dos 1.858 novos leitos previstos para credenciamento até o fim de julho, até o primeiro semestre de 2004, outros 375 leitos estarão credenciados, totalizando 2.233 leitos. Para o custeio dos novos leitos, o ministério vai aplicar R$ 51,31 milhões em 2003 e R$ 105,72 milhões em 2004 e o leitos de UTI do SUS no País passará de 14.036 para 16.269 e com a inclusão dos hospitais de atendimento exclusivamente privado, o número total de UTIs no país passa de 20.681 para 22.914, um excedente de 5.227 leitos.

CPI dos Planos de Saúde aprova oito requerimentos

A CPI dos Planos de Saúde terminou ontem com a aprovação de oito requerimentos, sendo sete deles para a realização de audiência pública. O outro, dos deputados Robson Tuma (PFL-SP) e Arlindo Chinaglia (PT-SP), sugere que a CPI obtenha, da Universidade de Campinas (Unicamp), a confirmação de que aquela instituição teria sido a autora da análise do documento "Avaliação das Agências Reguladoras e Órgãos Governamentais", elaborado pelo Idec. O trabalho consta do site www.nepp.unicamp.br. Caso seja confirmada a autoria do trabalho, os deputados querem saber o nome de quem o contratou, o valor pago para sua elaboração e o interesse da Agência Nacional de Saúde Suplementar no texto, já que consta seu nome do convênio criado para a sua realização.

PUC debate administração financeira em saúde

Como parte do curso de MBA em Economia e Gestão das Organizações de Saúde, a Cogeae/PUC-SP (Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) oferece palestras gratuitas dirigidas a profissionais de saúde e abertas a todos os interessados. No dia 23 de julho, o professor da PUC-SP Flávio Morgado - mestre em Administração e especialista em sistemas de informação para apoio à decisão - ministrará a palestra "Avaliação de sistemas para a gestão financeira" e no dia 13 de agosto será a vez do economista e especialista em finanças Marcos Silveira versar sobre o tema 'Elaboração de plano de negócios".
O médico pediatra Charles Schmidt - doutor em Infectologia Pediátrica pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e consultor médico da HEWITT Associates do Brasil - é o convidado para a palestra Prevenção do erro médico - impactos na organização, que acontecerá no dia 27 de agosto.
As palestras são realizadas às quartas-feiras, das 8h15 às 9h45, no campus Marquês de Paranaguá da PUC-SP (rua Caio Prado, 102 - Consolação). Inscrições devem ser feitas antecipadamente pelo telefone 3256-1622 - ramais 234 e 235.

DuPont aposta na adesão ao Corian pelos laboratórios

Um material maciço, composto por 30% de acrílico e 70% de minerais naturais, criado pela DuPont para aplicações em bancadas, pias, móveis, objetos e cubas, entre outras inúmeras utilizações que exijam alta assepsia e controle bacteriológico permanente. Este é o Corian, material produzido pela DuPont para utilização em laboratórios.
Segundo o fabricante, a porosidade nula de Corian é uma de suas principais características, que evita a proliferação de microorganismos e manchas de qualquer espécie na superfície. Além disso, os acabamentos nas emendas entre as placas, são imperceptíveis, não acumulando resíduos e sujeira devido a inexistência de saliências que possam gerar focos de contaminação.
Com a promessa de ser extremamente durável e higiênico, o Corian não necessita da aplicação de qualquer tipo de produto para sua proteção e pode ser curvado, esculpido, cortado, montado e adaptado em diversos formatos.
Serviço: 0800-171715

Hospital Vera Cruz fecha novos convênios e espera crescimento

O Grupo Vera Cruz de Saúde, de Belo Horizonte (MG), acaba de fechar dois novos convênios com a Sulamérica e a Saúde Bradesco. Com a entrada dos novos parceiros, o grupo espera elevar a ocupação de leitos do Hospital Vera Cruz Contorno para 65% até o final do ano. "Nosso objetivo é fechar 2004 com o mesmo nível da Unidade Barbacena, que hoje está com uma excelente taxa de ocupação", destaca Alexandre Fialho, superintendente do Grupo. Além da assinatura dos convênios, o grupo também anuncia a compra de 35% da Unidade Contorno, pertencente às construtoras Líder e Alicerce. Com essa aquisição, o Vera Cruz torna-se o maior sócio individual da Unidade, ao lado da Forluz, Desban, Previminas e Agros, os quatro outros investidores da unidade Contorno. "É a primeira vez que fundos de pensão investem em um hospital. Sócios desse nível garantem solidez e segurança ao negócio" afirma Fialho. Hoje, somente esses quatro fundos de pensão totalizam mais de 150 mil pacientes em potencial. A previsão de faturamento dos dois hospitais para este ano é de R$50 milhões, contra R$35 milhões atingidos em 2002. Para 2004, a expectativa é atingir a casa dos R$70 milhões.
Para alcançar os objetivos estabelecidos, o Grupo Vera Cruz investe na gestão inovadora do negócio. O novo conceito envolve todas as áreas dos hospitais, com suporte de um planejamento estratégico. As equipes contam com o suporte de um sistema de informações, que interliga todas as áreas do hospital.