faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Mulheres enfrentam desafios e conquistam espaço no setor da tecnologia

mulher-tecnologia.jpg

A carreira profissional de mulheres de todo o mundo é um tema amplamente discutido por conta de questões relacionadas à igualdade de gênero, isso porque os parâmetros de trabalho entre os sexos ainda não possuem a mesma equivalência. Na área da informática e tecnologia essas diferenças são ainda mais acentuadas por uma série de fatores, mas o cenário vem mudando.

O setor de TI oferece mais obstáculos para mulheres que desejam ingressar na profissão até mesmo durante a profissionalização. Desde o início dos cursos já existem adversidades que podem impactar a visão feminina sobre essas atividades. A principal delas é o fato de que as salas de aula são compostas majoritariamente por homens que, mesmo que sem querer, podem praticar machismo e causar inseguranças. Entretanto, o quadro está mudando e cada vez mais meninas se interessam pela área.

O número de mulheres em cargos de liderança em empresas de tecnologia aumentou exponencialmente nos últimos anos e ganha a adesão de pessoas como a Priscilla Miehe, 34, que é profissional de TI na fintech hygia bank, banco e seguradora digital que traz novos conceitos de organização e saúde no trabalho. “O interesse em tecnologia começou durante minha infância, quando eu explorava os jogos do windows, o paint e as redes sociais e de bate-papo da época. Nos finais de semana não saía de casa para aproveitar a internet discada”, relata.

Os obstáculos para o sexo feminino apresentados pelo setor estão normalmente ligados a reconhecimento. Segundo Priscilla há espaço para diálogo, mas ainda é necessário que os argumentos trazidos pelas mulheres sejam levados a sério e tratados da mesma forma que os dos colegas homens.

Para ela, o principal desafio em ambientes de trabalho majoritariamente masculinos é ser reconhecida. “Ainda existe dificuldade de aceitar a visão, no sentido de percepção, das mulheres em estratégias de negócio. Na maioria das vezes as visões são diferentes, mas vejo que ainda falta um alinhamento de pensamentos considerando os pontos levantados por mulheres em salas de decisões”, ela ressalta.

A estagiária em TI da Certus Software, companhia especializada em criação de mecanismos e ferramentas com Inteligência Artificial, a Stefanny Martins, de 18 anos, vê que existem oportunidades de crescimento para aqueles que se comprometem com a excelência e o respeito no ambiente de trabalho. “Procuramos integrar o nosso time para ter mais força, o que traz mais qualidade para os serviços que oferecemos, independente do gênero do colaborador", conta.

O fator insegurança também traz desafios para mulheres que desejam ingressar na área de TI. Construída desde a infância, essa insegurança é reforçada diariamente por fatores externos, como quando a capacidade de pessoas do sexo feminino é desacreditada, quando questionam ideias ou interrompem falas. Mas é necessário aprender a contestar esses problemas para criar confiança e apresentar trabalhos impactantes.

O setor cresce diariamente e é uma das áreas que mais tem feito contratações mesmo durante a crise. Atualmente a presença de mulheres nos escritórios tem ganhado mais valorização devido às qualificações e características como foco e empenho, que são relevantes para tornar o trabalho mais produtivo.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar