faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Agilent Technologies recebe patente para o ensaio clínico CGH, usado para pesquisa genética

SANTA CLARA, Califórnia, agosto de 2012 – A Agilent Technologies anunciou que recebeu a patente de métodos de hibridização genômica comparativa. Os métodos CGH auxiliam os pesquisadores a estudarem a genética e o câncer em pesquisas básicas e clínicas.

A patente dos EUA (No. 8,232,055) inclui indicações para a medição de mudanças no número de cópias do DNA genômico, abrangendo tanto ensaios de uma cor como ensaios de duas cores, que utilizam sondas de oligonucleotídeos e amostras com sequência de alta complexidade, como amostras de DNA genômico humano.

O método do número de cópias da Agilent, introduzido comercialmente em 2005, utiliza sondas longas de oligonucleotídeo, possibilitando alta especificidade e sensibilidade. Por exemplo, amostras contendo 8% de células anormais já podem ser analisadas, de forma confiável, com o método de número de cópias da Agilent.

O método foi originalmente desenvolvido para aperfeiçoar ensaios clínicos mais antigos de número de cópias que usam longos fragmentos genômicos, como cromossomos artificiais bacterianos (BACs geralmente contêm regiões repetitivas). O método também melhora outros ensaios com arranjos de oligonucleotídeos, que dependem de métodos de preparação de amostras que removem significativas porções do conteúdo do DNA genômico. A plataforma de alta resolução da Agilent permite que os usuários detectem aberrações genéticas muito menores ao longo de genomas complexos.

“Nós estamos entusiasmados com esta nova tecnologia que apoia nosso ensaio CGH, líder no mercado”, disse Robert Schueren, vice-presidente do grupo de Genômica da Agilent. “Isso reflete o investimento continuado da Agilent e a sua dedicação à área de pesquisa clínica citogenética”.

Sobre a Agilent em Genômica

Agilent Technologies Inc. é líder global em métodos para o sequenciamento de última geração e microarranjos genômicos. Os sistemas da Agilent SureSelect e HaloPlex permitem que os pesquisadores escolham facilmente quais os segmentos do genoma a serem sequenciados, evitando o tempo e o custo necessários para sequenciar o genoma completo. Com seu fluxo de trabalho - da amostra ao sequenciador no mesmo dia, o sistema HaloPlex é bem adequado aos sequenciadores desktop da próxima geração, ao passo que a habilidade do sistema SureSelect para capturar com precisão exomas e metilomas completos em uma só reação combina bem com sistemas de sequenciamento de alto rendimento. Esses são apenas dois produtos resultantes da experiência da Agilent em sintetizar misturas complexas e personalizadas de oligonucleotídeos longos. Outras linhas de produto construídas com essa tecnologia de núcleo incluem microarranjos para medição genômica ampla de expressão gênica e para hibridização genômica comparativa, assim como reagentes SureFISH, uma linha de produto altamente específica e sensível para hibridização in situ fluorescente (FISH) com oligonucleotídeo. Além dos produtos baseados em oligonucleotídeo, Agilent oferece seus instrumentos microfluídicos de bioanálises para medir a qualidade das amostras e um completo conjunto de reagentes, hardware, métodos e softwares bioinformáticos para experimentos genômicos.

Sobre a Agilent Technologies

A Agilent Technologies é a principal empresa de medição analítica do mundo e uma das principais em tecnologia em análises químicas, biociências, diagnósticos, eletrônica e comunicações. Os 20.000 funcionários da empresa estão a serviço de clientes de mais de 100 países. No ano fiscal de 2011, a empresa apresentou faturamento líquido de US$6.6 bilhões. Para mais informações sobre a empresa, acesse www.agilent.com

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar