faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Saúde mental será o principal fator de risco dentro das empresas, afirmam Drauzio Varella e Nicolas Toth no HR Summit

shutterstock_245869531
A saúde mental é apontada como o principal fator de risco nas empresas. Dessa maneira, os gestores devem cuidar do ativo mais importante da sua empresa: seus funcionários.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que, a partir de 2020, a depressão será a causa mais frequente de absenteísmo. Palestrantes no maior encontro de líderes de RH do ano confirmam. O médico Drauzio Varella, convidado especial da Healthways, e o presidente da empresa na América Latina, Nicolas Toth, estiveram presentes no último dia do HR Summit, que aconteceu no Hotel Renaissance, em São Paulo.

Questões que envolvem a saúde mental dos colaboradores foram destacadas pelos especialistas. Nicolas Toth alertou sobre o perigo do estresse, afirmando que a saúde mental já é o principal fator de risco dentro das empresas e se acentuará ainda mais nos próximos anos. Da mesma forma, Drauzio Varella afirmou que o problema mais sério no ambiente de trabalho atualmente é a depressão.

“É um problema muito sério, e as mulheres são as principais acometidas por todos os problemas relacionados à ansiedade, que leva à depressão e síndrome do pânico. Isso acontece porque a mulher é pressionada pela sociedade. Além da pressão no ambiente de trabalho, as mulheres sentem a pressão do trabalho doméstico, cuidados com a casa que, infelizmente, ainda caem predominantemente nas costas da mulher. Isso sem contar a pressão social que elas sofrem com a imagem: precisam estar magras, arrumadas, sempre bonitas. Não deve ser fácil”, comentou o médico.

Drauzio alertou para as consequências que uma rotina acelerada, constante no estilo de vida de muitas pessoas, traz à saúde. Parte da correria do dia a dia acontece devido ao excesso de trabalho e inovações tecnológicas que dominam o cotidiano das pessoas. “O problema mais grave é que, pela primeira vez na historia da humanidade, nós podemos ganhar a vida sentados na cadeira. No mundo atual, não há necessidade de gastar energia para buscar o alimento, como na idade da pedra. Hoje, acordamos, comemos, vamos ao trabalho, sentamos. Passamos a usar o corpo de uma forma para o qual ele não foi preparado, e o corpo foi feito para andar”, declarou o médico.

Nicolas Toth enfatizou a importância do conceito de bem-estar como um componente estratégico para a gestão das empresas. O bem-estar envolve elementos como vida pessoal, saúde física, emocional, comportamento, ambiente de trabalho e comunidade, que afetam a vida dos colaboradores, e, portanto, da própria empresa. Segundo os dados apresentados pelo presidente, um nível elevado de bem-estar está diretamente relacionado com a produtividade e lucratividade das empresas, tornando-as mais competitivas.

“O ativo mais importante das empresas são seus funcionários. Para os funcionários, o bem-estar e a saúde são os itens mais importantes em suas vidas. Assim, a liderança moderna precisa incluir o bem-estar na sua visão estratégica e na gestão de pessoas, pois será um diferencial competitivo de longo prazo. Isso já está comprovado em inúmeros estudos e casos de sucesso e precisa entrar na agenda dos CEOs e Presidentes”, concluiu o presidente.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar