faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Saúde do futuro: mesa redonda discute próximos passos do setor

MV saude do futuro.jpg
Com o apoio da MV, uma das salas de conteúdo do Saúde Business Fórum reuniu profissionais de várias partes do país para um debate sobre o futuro da saúde no Brasil.

Com o apoio da MV, uma das salas de conteúdo do Saúde Business Fórum reuniu profissionais de várias partes do país para um debate sobre o futuro da saúde no Brasil. O SBF é o principal evento do setor para as lideranças de saúde e reúne ao longo de 4 dias líderes e representantes das principais instituições brasileiras de saúde, promovendo networking, negócios e conteúdo. 

Para compor o painel de discussão, a sala recebeu Gustavo Neves (Presidente da Unimed Sorocaba), Pedro Melo (Presidente da Unimed Caruaru) e Luciano Bento (Superintendente de Recursos Próprios da Unimed Volta Redonda), com moderação de Alceu Alvez (Vice-Presidente da MV).

Abrindo a discussão, Alceu contextualizou os presentes apontando que o sistema de saúde no Brasil está encerrando um ciclo, e que é importante entender que parte do que leva a isso são as rupturas trazidas pela tecnologia. “Nosso ponto central nesse painel é discutir a tecnologia como um dos elementos que traz e promove rupturas no sistema, porque ela transforma de forma importante os processos e as estratégias institucionais, estabelecendo uma nova cultura, muito diferente da anterior”, comentou. 

Cases e experiências

Dando sequência às conversas do dia, Neves comentou um pouco sobre o impacto da tecnologia na Unimed Sorocaba, em que a verticalização dos sistemas vem sendo implantada e aprimorada ao longo das últimas décadas. “Nossa verticalização veio de uma necessidade da empresa, que foi aos poucos se vendo diante da necessidade de integrar hospital, clínicas de imagem e laboratórios próprios, etc.”, contou. “Hoje temos 90% dos serviços dentro de uma rede própria e a tecnologia foi justamente o que proporcionou e facilitou a integração disso tudo”, apontou. “Quando você investe em tecnologia e consegue criar uma cultura dentro da instituição você consegue melhorar processos internos e assistenciais, além das questões de segurança, que impactaram diretamente na qualidade dos nossos serviços de assistência e na redução de desperdícios nos processos administrativos”, disse.

Destaque na região, a Unimed Volta Redonda é um case reconhecido na área. “Em 2010 já inauguramos nosso hospital com prontuário 100% digital implantado. Não fomos transformadores, fomos pioneiros”, comentou Bento. “Corroboro essa percepção de que a maioria das instituições não está preparada para a implantação massiva de tecnologia. Já estamos há 11 anos trabalhando nisso e ainda temos empresas que não se tornam nossos parceiros por não estarem pronto ou dispostos a utilizar prontuário digital, por exemplo”, dividiu o superintendente. “Ainda tem muita transformação a ser feita e a base tem que ser nas pessoas e na sua adesão ao uso dos sistemas”, acredita.

Melo reforçou essa visão, trazendo ao debate um pouco de sua experiência no interior de Pernambuco, com a Unimed Caruaru. “Minha ferramenta de trabalho 12 anos atrás era uma prancheta com uma ficha para ser preenchida a caneta. Passamos para planilhas de Excel, implantando aos poucos a digitalização e convivendo com dois sistemas diferentes, na rede particular e no SUS”, contou. “A cada dia a gente aperfeiçoa um pouco, mas isso exige uma monitoria constante das equipes, com uma supervisão intensa para garantir o uso correto da tecnologia. Nossa equipe está em sintonia, vindo junto com o processo. Eles percebem que aos poucos que os processos vão ficando mais leves e seguros com o uso da tecnologia. Não há como voltar ao sistema antigo depois disso”, defendeu.

TAG: SBF
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar