faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Balanço healthtech 2021 – parte 1

2021 na saude.jpg
O ano finalmente se aproxima do fim e com ele os primeiros balanços do que aconteceu em 2021 começam a sair do forno.

Foram tantas inciativas de inovação das grandes empresas, colaboração com startups, lançamento de novos negócios e movimentações tanto em CVC quanto em M&A que é impossível esgotar todo assunto num único texto (prometo que no próximo artigo vou fazer um resumo dessas vertentes principais, ao menos no segmento de laboratórios, que acompanho mais de perto)!

Por enquanto, vamos relembrar os maiores investimentos feitos em startups, que também representam uma parte bastante aquecida do ecossistema - lembrando que ainda existem alguns importantes deals para serem anunciados em dezembro, o que torna esse texto não conclusivo.

Como muitos já sabem, a quantidade de rodadas esse ano deve ser ligeiramente superior ao ano passado (que já havia crescido 50% em relação a 2019); porém com valores significativamente maiores, em parte devido ao crescimento da maturidade das investidas, em parte devido a maior disputa por bons deals do lado dos investidores (uma boa notícia para os founders!).

Assim, tivemos até aqui 19 rodadas (*) com cheques acima de um milhão de dólares, contra 12 do ano de 2020 (**).

- Inspirali 176,1 DNA
- Bionexo 81,6 Bain
-3778 36,7 Randal Zanetti, LTS, UV
- Alice 33,1 ThornTree, Endeavor, Kaszek, Canary, Maya
- Pipo 20,2 Thrive, Atlantico, Monashees, Kaszek. ONEVC
- Beep Saúde 19,5 Valor, Endeavor, DNA, Bradesco
- Vibe 10,4 Webrock
- Salux 9,6 SBPar
- Zenklub 8,3 GK, Tarpon, Indico
- Klivo 7,9 Valor, Civilization, Tau, Reaction, Canary, Norte
- Nexodata 7,1 Meli, Einstein
- Livance 5,8 Cadonau, Astella, Jereissati, Terracota, Green Rock
- MD.Health 3,9 Não disponível
- NeuralMed 1,9 GNDI, Alexia, Norte, MG Tech
- Laura 1,9 GAA
- Sintese B2B 1,7 KPTL, Interplayers
- Assina Saúde 1,4 Não Disponível
- Neomed 1,2 Positive, Provence, IKJ
- Hygia 1 Não Disponível

(*) Valores em $mm USD | (**) Sami (16,4) Hilab (13,9) Sanar (11,5) Conexa (7,5) Medpass (6,0) Placi (5,6) Feegow (5,0) Amparo (4,8) Cuidas (3,0) Psicologia Viva (1,6) Nilo (1,5) Dr Jones (1,3)

É interessante notar a diversidade das propostas de valor desse grupo: marketplaces, operadora e corretora digital, delivery / point of care, prescrição eletrônica, assistência remota, exame de imagem / IA, consultorio on demand, educação médica digital, monitoramento remoto, laudo remoto, eficiência operacional e financiamento.

Fica claro nesse grupo a tendência de soluções que visam atender / suportar o atendimento do paciente de forma não-presencial, bem como estratégias para otimizar a coordenação da demanda e levar mais eficiência operacional e financeira para empresas e usuários finais.

Da mesma forma é importante ressaltar que no intervalo das rodadas com cheque abaixo da faixa de um milhão de dólares existe um grupo aproximadamente do mesmo tamanho que o primeiro, com propostas de valor não menos diversificadas e soluções igualmente brilhantes, apenas que em um momento diferente do negócio e com uma necessidade menor de investimento (***).

- Anestech 0,55 Anjos
- Techbalance 0,4 Shift
- W.Dental 0,37 Fuse
- Sleep Up 0,35 GV Angels, Aimorés, Poli Angels, Jupter
- Carefy 0,32 Bossa Nova, Elife
- Medipreço 0,29 Valutia, Bossa Nova, Uruau
- Dr. Cash 0,29 Não disponível
- Axxes 0,28 GV Angels
- Jade 0,23 Não disponível
- Vigilantes Sono 0,2 Taqtile
- Vacina.net 0,14 Criabiz, Anjos
- Cor.Sync 0,14 Bold
- Bee Touch 0,12 Não disponível
- Fin X 0,09 Domo
- Bio.Inn 0,07 Biotech Town
- Soul Sports 0,05 Não disponível
- Ippo Saúde 0,04 Não disponível
- Zitrus ND Unimed FESP
- We Cancer ND Vox
- Conecta Médico ND  Interplayers

(***) Valores em $mm USD

Do lado das fusões e aquisições healthtech (que exclui M&As corporativos como, por exemplo, o ocorrido entre GNDI e Happvida) tivemos as compras da Memed pelo DNA ($300M BRL), as compras de HealthBit, Cuco e TechnoFit pela Vitat, a aquisição da Cuidas pela Alice e a união de Conexa e Psicologia Viva.

De um lado isso aponta para uma tendência de incorporação de novas propostas de valor por empresas tradicionais em busca de inovação e complementaridade para seu portfólio de soluções, aceleração de sua transformação digital, aprofundamento na jornada do paciente ou atuação mais ampla na cadeia de valor da saúde como um todo.

De outro lado antecipa uma tendência natural à consolidação através da fusão e aquisição entre startups bem como da saída natural (e desejada) para uma quantidade cada vez maior de startups que surgiram nos últimos anos e que provavelmente terão seu potencial plenamente realizado vinculando-se de alguma forma a uma grande empresa de Saúde (lembrando que o setor no Brasil tem um viés bastante forte para modelos de negócio B2B e B2B2C).

Finalmente, é bom lembrar que apesar de todo crescimento estamos apenas engatinhando nesse novo território. Continuamos há anos luz de ecossistemas mais avançados e para que se tenha uma ideia, se somarmos tudo o que investimos em Saúde Digital no país em 2021 teremos o equivalente a somente cerca de 5% do que foi investido no ano passado nos EUA apenas em Healthtech (sem contar Biotech e Devices).

A boa notícia é que o melhor ainda está por vir e muitas oportunidades ainda deverão surgir tanto para empreendedores, quanto investidores, quanto corporações. 

Temos muito "trabalho" pela frente nos próximas anos. Isso é só o começo! E isso é muito bom!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar