faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Tecnologia ajuda a evitar falta de pacientes

businessman-using-laptop-and-mobile-phone.jpg
Solução de startup já realizou mais de 10 milhões de confirmações em consultas e exames para hospitais, clínicas e laboratórios

Esquecer data e hora da consulta médica ou do exame já não faz mais parte da rotina de pacientes de clínicas, hospitais e laboratórios que usam plataforma de confirmação. Uma delas, a Nina Tecnologia, desenvolveu uma solução de agendamento para consultas e exames que alerta o paciente e confirma a hora agendada. Isso é possível porque a plataforma utiliza recursos de inteligência artificial para reunir todas as informações que o paciente precisa saber sobre a consulta ou o exame, mesmo que a data tenha sido agendada de forma presencial, por telefone ou pelo site da empresa de saúde. 

Os lembretes sobre a confirmação de consultas são definidos previamente e realizados por WhatsApp, SMS, chamada telefônica ou e-mail, de acordo com o canal que o paciente escolher. A startup atua com clínicas, laboratórios, hospitais e operadoras de saúde e já confirmou mais de 10 milhões de consultas e exames para unidades de todo o Brasil. 

Aliada do setor da saúde

A plataforma surgiu para diminuir a ausência de pacientes, um dos principais desafios de empresas que operam na saúde pública e privada, e que chega a consumir até 30% dos problemas de gestão. Além de fazer a confirmação, a solução de Nina também esclarece as dúvidas dos pacientes, ajudando-os a se prepararem para os exames. “Especialidade do médico, endereço da clínica e orientações pré-exames são enviadas para que toda a experiência seja positiva, tanto para o paciente quanto para o prestador de serviço”, conta Roberto Dozol, diretor executivo de Nina. Outro fator dessa tecnologia aplicada à saúde é ajudar as empresas a conterem o custo assistencial relacionado à falta de pacientes, pois quando isso acontece, as clínicas e laboratórios não têm tempo hábil de fazer novos encaixes, o que provoca buracos na agenda e ociosidade de profissionais. 

Sobre o Absenteísmo

O absenteísmo na saúde compromete a capacidade de marcação de consultas de unidades, dificulta o acesso de outros usuários, acarreta aumento do prazo de espera para a realização de uma determinada consulta e gera custos assistenciais. Mais do que prejudicar o dia de atendimento, as faltas injustificadas de pacientes sem qualquer comunicação prévia em consultas ou exames agendados compromete a eficiência do serviço público e privado. 

Solução também ajuda operadoras de saúde

Ao perceber que pacientes faltavam a consultas e a exames, a Unimed Grande Florianópolis buscou a solução de Nina com o objetivo de reduzir o problema, e desde que foi empregada, em setembro de 2019, viu aumentar em 30% a presença de pacientes nas consultas e exames de imagem dos seus serviços próprios.

Antes da solução ser empregada, a confirmação de consultas era feita de forma manual, mas fatores como tempo e profissionais deslocados das suas funções não traziam a produtividade esperada. “Partimos de uma transformação digital, buscando alternativas prontas no mercado para resolver problemas”, lembra o CEO Richard Oliveira.  

Desde que a Unimed Grande Florianópolis adotou a tecnologia em seus serviços foram realizadas quase 80 mil confirmações e 10 mil cancelamentos convertidos em novas consultas com atendimento. A cooperativa também percebeu aumento na presença de pacientes, de modo que as vantagens do sistema apareceram desde os primeiros meses de funcionamento. “Menos pacientes faltantes resulta em gestão eficiente dos consultórios, promove melhor organização da agenda, garante a satisfação tanto do profissional quanto do cliente”, explica a gerente de serviços próprios, Adriana Faccin.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar