faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Congresso do HIS - Healthcare Innovation Show traz referências do setor de saúde

HIS 2022 tarde.jpg
Nesta edição, o HIS apresentará mais de 50 horas de conteúdo, com a participação de 200 palestrantes do Brasil e do exterior, entre profissionais de saúde, gestores, executivos e acadêmicos

O primeiro dia do HIS - Healthcare Innovation Show, evento voltado para a saúde e inovação, trouxe debates variados que abordaram, por exemplo, a cultura do cancelamento, práticas de sustentabilidade financeira na saúde suplementar e a solidão de executivos que estão em posições de liderança e os impactos na saúde mental. O HIS - Healthcare Innovation Show segue até amanhã, (quinta, 22) no São Paulo Expo, na capital paulista.  

O palco CEO Summit trouxe, neste primeiro dia de evento, uma discussão bastante atual: a cultura do cancelamento. A roda de debates contou com Henrique Lian, diretor de Relações Institucionais da Proteste, Maurício Lopes, vice-presidente executivo da Rede D’Or e Edvaldo Vieira, CEO da Amil. Os painelistas citaram cases de sucesso e compartilharam experiências de atendimento ao consumidor. 

Em 2019, 'cancelamento' foi eleita a palavra do ano e, de acordo com Henrique Lian, as três principais motivações para essa ação são: insatisfação com o serviço ou produto, problemas de imagem com uma pessoa pública que representa a empresa e dissonância entre o que a marca prega e o que entrega, sendo essa última o ponto focal do debate.  

Em tempos de redes sociais, é importante que as empresas tenham a expertise necessária para lidar com os problemas trazidos pelos usuários, de modo que os riscos à imagem da companhia sejam mitigados o máximo possível. O diretor da Proteste alerta que um dos maiores erros das empresas é comunicar coisas que ela não faz ou que ainda sejam uma aspiração, e não uma realidade. “Tem um caso emblemático de um banco público que, lá em 2005, se autointitulou o banco da sustentabilidade. Dias depois, um segurança chutou um sapo em uma agência do interior do Amazonas e o caso veio à público. O banco retirou rapidamente a propaganda do ar, pois a prática não foi condizente com os valores divulgados pela marca. É preciso muita atenção”.  

O CEO da Amil, Edvaldo Vieira, ressaltou que a principal forma encontrada pela rede para lidar com as queixas feitas pelos usuários foi o acolhimento. Além disso, o investimento em processos operacionais e na experiência do cliente têm apresentado bons resultados na empresa. “A transformação digital é muito importante, mas a cultural é ainda mais forte. Uma vez que trabalhamos com saúde, devemos priorizar - antes de tudo - a humanização”, diz o CEO.  

Outra solução apresentada pelos painelistas é a participação dos usuários nos conselhos das operadoras de saúde, para relatarem com transparência a experiência do beneficiário. “O Brasil tende a separar o cliente do consumidor. Cliente é aquele que foi cativado, consumidor é aquele que procura os direitos quando algo deu errado. Não precisa ser assim: ouvir o cliente é sempre o melhor caminho. São soluções simples, mas que fazem a diferença”, enfatiza Lian.  

Sustentabilidade das finanças na saúde suplementar 

No palco Unimed, os presidentes regionais da operadora falaram sobre ações de sustentabilidade financeira na saúde suplementar. O presidente nacional da Unimed, Luiz Paulo Tostes Coimbra, foi um dos debatedores convidados. “É importante entendermos o momento que estamos vivendo, uma crise pós-pandemia, novas regulamentações do rol taxativo, entre outras medidas. Precisamos ampliar o diálogo com o mercado e com as esferas de poder a fim de garantir segurança jurídica para o sistema de saúde suplementar”, ressalta o presidente.  

O principal ponto discutido pelos gestores foi a necessidade de redução de desperdícios nas operações, uma forma de impactar positivamente o custo operacional. Outro tema abordado foi a necessidade de medidas e diálogo com o judiciário brasileiro que diminuam as ações de judicialização na saúde, uma prática que pode ser prejudicial para ambas as partes, seja por custos ou por tempo de espera na decisão. Para os painelistas, a gestão clínica feita por profissionais médicos também contribui para o bom desempenho financeiro da empresa. “Um dos diferenciais da Unimed é ter médicos como gestores. Não existe mais aquela ideia que médico não é bom administrador. Esse profissional tem um olhar diferenciado e faz a diferença nessa posição”, diz Vitório Moscon Puntel, presidente da Unimed Volta Redonda.  

O painel debateu ainda assuntos como a verticalização da saúde, autonomia médica, formação e modelos ideais para o Sistema Único de Saúde (SUS).  

Solidão e saúde mental no C-level 

O sentimento de solidão dos executivos que estão em posições de liderança e os impactos na saúde mental foi uma temática que entrou em discussão no Congresso do HIS - Healthcare Innovation Show. A CEO da Vittude, Tatiana Pimenta, observou o crescente nível de cobrança pessoal entre os executivos C-level durante a pandemia da Covid-19. “Conversei com muitos C-level’s que relataram a mesma coisa: nunca tinham passado por uma crise tão grande na vida”, comentou. 

Segundo Tatiana, uma das razões do cansaço excessivo vem da necessidade de ‘parecer estar bem’ e o desejo de ser um super-herói. Ela destacou que a média de casos de burnout da população economicamente ativa é de 32%, e entre profissionais da saúde essa porcentagem aumenta para 65%.  A Vittude é uma startup voltada para estruturar programas de saúde mental dentro das empresas.  

A CEO da Rede Santa Catarina, Alline Cezarani, falou sobre como a solidão da liderança pode ser evitada. “Acredito que a solidão é só para quem quer estar sozinho. O segredo para não estar nessa posição de solidão é compartilhar com a equipe as decisões da liderança de forma transparente”, avalia Alline. A executiva também relatou a sua experiência de trabalhar em casa durante a pandemia da Covid-19 cuidando da filha Bianca, de 5 anos.  

Já Tatiana ofereceu uma visão diferente sobre a solidão. “Tive momentos que me senti sozinha e sem poder compartilhar com a minha equipe situações difíceis que a startup passou durante a pandemia, porque tinha a preocupação de desestabilizar meu time. Uma solução para isso foi recorrer a montar uma rede de suporte com outros empreendedores”, disse a CEO da Vittude. 

Como recado final, as executivas deixaram duas mensagens para definir a importância do cuidado com a saúde mental entre as lideranças. “É a analogia da máscara do avião despressurizado, você primeiro coloca a máscara em você e depois nos outros. Se você não estiver bem, não será possível liderar e inspirar a equipe”, destacou Tatiana. Alline, finalizou com a máxima que deve ser seguida enquanto CEO de um hospital: “Eu cuido de mim, você cuida de você, nós cuidamos de nós, para que possamos cuidar dos outros”.  

Saúde sustentável 

Para encerrar a rodada de palestras deste primeiro dia do HIS - Healthcare Innovation Show, a keynote Teresa Sacchetta, diretora da área de saúde da InterSystems, palestrou sobre saúde sustentável. Sacchetta apresentou ao público do evento diversos cases de sucesso da prática pelo mundo, incluindo o Brasil.  

A principal forma para se alcançar bons resultados em saúde sustentável é por meio da atenção básica e da integração de dados. A diretora apresentou diferentes formatos de empresas que conectam e monitoram dados de beneficiários buscando melhorar os custos da operadora e também o bem-estar do paciente. “Com o compartilhamento e monitoramento de dados conseguimos reduzir consideravelmente o volume de vezes que um usuário vai ao hospital sem necessidade, bem como o tempo de internação e o risco de adquirir infecções. Atuar preventivamente reduz custos e melhora a qualidade de vida das pessoas, isso é saúde sustentável”, destaca a keynote speaker.  

Prêmio Referência em Saúde  

Os vencedores da 12ª edição Prêmio Referência em Saúde foram apresentados nesta quarta-feira (21) no palco do HIS - Healthcare Innovation Show. A premiação é organizada pela Informa Markets e tem como objetivo valorizar projetos pioneiros na área de saúde em seis categorias: Gestão Administrativo/ Financeira; Governança Corporativa; Gestão de Pessoas, em parceria com a PwC; Tecnologia da Informação, em parceria com a ABCIS; Qualidade Assistencial, em parceria com a ONA; e Facilities, em parceria com Marcelo Boeger.  

Os avaliadores receberam as inscrições completas e anonimizadas para análise dos critérios: (1) Propósito, (2) Diagnóstico x Solução Projetada, (3) Execução, (4) Benefícios Apurados e (5) Inovação. Os vencedores em cada categoria foram: 

Gestão Administrativo-financeira 

Hospital Israelita Albert Einstein - Planejamento inteligente e automatizado das necessidades de consumo ao paciente. 

Governança Corporativa 

Take Blip - Entrega de resultado de exames 100% automatizado. 

Gestão de Pessoas 

Samu do Médio Paraíba - Foco em tempo de resposta. 

Tecnologia da Informação 

Hospital Israelita Albert Einstein - Projeções COVID: Ocupação de Leitos e Algoritmo de Early Warning. 

Qualidade Assistencial 

Hospital Alemão Oswaldo Cruz - Programa Reduzindo desperdícios, multiplicando ideias. 

Facilities 

EVOLV - Limpeza Sob Demanda e Monitoramento de Facilities e Manutenção Hospitalar por Tecnologias IoT e IA. 

Segundo dia - condições especiais 

Em sua 8ª edição, o HIS - Healthcare Innovation Show, apresentará mais de 50 horas de conteúdo sobre os mais variados aspectos da inovação, tecnologia, empreendedorismo, negócios e finanças aplicadas à saúde. Para debater esses assuntos, o evento contará com a participação de 200 palestrantes do Brasil e do exterior, entre profissionais de saúde, gestores, executivos e acadêmicos. 

Para os profissionais que quiserem participar do segundo e último dia de evento, a Informa Markets criou uma promoção, com desconto especial de 50% no valor da inscrição. Basta mencionar o código PROMO50% ao se inscrever no HIS - Healthcare Innovation Show.  

TAG: Coberturas
Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar