faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Sitemap


Articles from 2007 In June


Tecnologia: Dasa implanta solução de BI

Com o objetivo de oferecer para seguradoras e planos de saúde o perfil dos seus clientes e o tipo de exames que demandam, a DASA ? Diagnósticos da América, investe num projeto de BI (Business Intelligence), da empresa MicroSrategy. Além do perfil, a rede de laboratórios espera reduzir custos e ganhar agilidade nas análises e tomada de decisões. O DASA possui hoje cerca de 4,8 mil usuários de TI; realiza cerca de 25 mil atendimentos por mês em todas as unidades. A empresa adquiriu 22 licenças, porém a expectativa é que sejam habilitados 45 usuários para o sistema de BI.

Gestão: Ministéro da Saúde assina Termo de Cooperação Técnica para recuperação do Incor-DF

Foi assinado nesta quinta-feira, 28, o Termo de Cooperação Técnica entre o ministério da saúde, o governo do Distrito Federal e a direção da Fundação Zerbini para a recuperação do Instituto do Coração do Distrito Federal. O documento garante o funcionamento dos serviços de média e alta complexidade prestados pelo instituto. Também foi assinado o contrato de ampliação dos serviços especializados do Incor pela Fundação e o governo do DF.
Com a assinatura dos documentos, a Fundação receberá o repasse do Ministério da Saúde no valor de R$ 5 milhões via convênio, e o contrato prevê um repasse do Governo Federal de R$ 2,7 milhões para o pagamento de serviços de média e alta complexidade ao longo de seis meses, e do governo do Distrito Federal, um total de R$ 4,8 milhões.
Em contrapartida, o Instituto passa agora a cumprir metas de atendimento estabelecidas em contrato de gestão. Daqui a seis meses será de estabelecida uma solução definitiva para o instituto.

Exclusivo: Bandeirantes investe R$ 30 milhões em novo hospital

O Hospital Bandeirantes, em São Paulo, irá inaugurar um novo hospital em 2008 na região do Morumbi. O empreendimento contará com investimentos de R$ 25 a 30 milhões, incluindo obras e equipamentos. A expansão faz parte do plano de crescimento traçado até 2011, alinhado com a visão do hospital, que pretende ser uma rede.
Leia a matéria completa na edição de julho da revista Fornecedores Hospitalares

Negócios: Unibanco AIG quer expandir ações no segmento de saúde

A Unibanco AIG quer triplicar sua atuação no setor de saúde. Atualmente com 65 mil vidas, a seguradora quer chegar a 100 mil vidas até o final do ano e alcançar 200 mil até o final de 2008, segundo publicado no jornal Valor Econômico. Para atingir a meta, além da contratação de executivos, a empresa mudará o foco de sua atuação, antes voltada para empresas de pequeno e médio porte, direcionando-as para companhias com mais de mil vidas.
O segmento de saúde da seguradora atingiu nos últimos quatro anos o faturamento de R$ 10 milhões, sendo a 9ª maior seguradora do mercado.

Balanço: ABIMO cresce 26% em 2006

A indústria brasileira de artigos e equipamentos médicos, odontológicos, hospitalares e de laboratórios obteve em 2006 um faturamento de US$ 3.09 bilhões, registrando um crescimento de 26% em comparação a 2005. O resultado foi apurado pelo Estudo Setorial realizado pelo IEMI ? Instituto de Estudos e Marketing Industrial, com base em pesquisa realizada junto a 424 empresas, 80% delas associadas à ABIMO, entidade que representa a indústria brasileira do setor. Os empregos gerados somaram 37.4 mil, 8% a mais em relação ao período anterior.
Independentemente do aumento do consumo interno e da valorização do real, as exportações realizadas em 2006 cresceram 11% e totalizaram 14% da produção total do segmento no país, atingindo aproximadamente US$ 442 milhões contra US$ 398 milhões em 2005. Os principais mercados para os quais as empresas brasileiras exportaram foram EUA, Argentina, Colômbia, Chile, Alemanha, Bélgica, França e Bolívia.
O volume de certificações de qualidade, resultados do esforço para o desenvolvimento industrial, também apresentou evolução. Em 2006, 40.8 mil produtos brasileiros receberam certificação de qualidade, 5% a mais em comparação com 2005. A indústria investiu no ano passado R$ 12,6 milhões em processos de certificação, contra R$ 5,6 milhões em 2005. De acordo com o estudo do IEMI, a indústria do setor investiu em modernização do parque produtivo R$ 414 milhões.

Gestão: RS terá Programa de Melhoria de Gestão dos Hospitais Filantrópicos

O grupo Movimento Saúde para os Hospitais em parceira com o Programa Gaúcho de Qualidade e Produtividade lançará na próxima segunda-feira, 2 de julho, o Programa de Melhoria de Gestão dos Hospitais Filantrópicos do Rio Grande do Sul. A iniciativa visa tirar da crise os hospitais que provêem atendimento pelo Sistema Único de Saúde. Inicialmente, o programa atenderá as 50 instituições com maiores dificuldades.
Segundo dados do movimento, 239 hospitais filantrópicos respondem por 70% do atendimento do SUS na região. Nos últimos quatro anos, 17 unidades fecharam, resultando na redução de 2 mil leitos.

Negócios: Na Europa, Bridgepoint adquire Gambro Healthcare

A Comissão Européia aprovou a compra da Gambro Healthcare, empresa de serviços de diálise pela Bridgepoint, companhia de private equity. O valor da negociação não foi revelado. A Gambro Healthcare atua em 14 países, com 160 clínicas e cerca de 12 mil pacientes. Antes da transação, o grupo de investimento AB possuía 49% das ações e o grupo de private equity EQT, 51%.
A Bridgepoint atua em quatro setores na saúde: serviços, equipamentos médicos, indústria farmacêutica e biotecnologia, mais focada nos dois primeiros.
Os investimentos de private equity, que podem chegar a ? 250 milhões, são feitos apenas em companhias capitalizadas acima de ? 1 bilhão.

Política: Alerj aprova projeto de parcerias público-privadas no estado

A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou o projeto de lei que regulariza as parcerias público-privadas (Propar) nos setores de saúde, educação e segurança pública. O projeto 321/07, teve 54 de suas 145 emendas aprovadas. A proposta foi discutida várias vezes, e houve a tentativa de retirada da emenda que regulamenta as parcerias na saúde e educação.
Ao enviar o projeto para discussão, o governador Sérgio Cabral, salientou a importância da parceria para aliar a experiência de gestão do setor privado ao rigor fiscal existente no estado. O governador terá 15 dias para transformar o projeto em lei.

Saúde Pública: Hospital é inaugurado na região de Campinas

Acaba de ser inaugurado em Santa Gertrudes, região de Campinas (SP), o Hospital e Maternidade Santa Francisca, com 31 leitos. O novo serviço é fruto da ampliação de uma Unidade Básica de Saúde e teve a capacidade de atendimento ampliada em cinco vezes.
Para a reforma do prédio, Estado, município e iniciativa privada uniram-se para destinar os recursos necessários. O Estado contribui com R$ 230 mil, o município, com R$ 250 mil, e as empresas, com R$ 700 mil.
A unidade conta agora com 1.304 m2 e 31 leitos, sendo 16 adultos, quatro de pediatria, dois de pré-parto, três de recuperação pós-anestésica e e seis berços, além de 28 médicos e 42 funcionários.

Saúde Pública: Piracicaba terá novo Hospital Dia Municipal

Piracicaba, no interior de São Paulo, terá um novo Hospital Dia Municipal. A unidade funcionará dentro do Centro de Ortopedia e Traumatologia e deverá ser entregue em março de 2008. De acordo com a Gazeta de Piracicaba, O Hospital Dia terá 875 m2, com três centros cirúrgicos e 15 leitos de observação, separados por alas feminina, masculina e infantil.
O projeto faz parte do programa estadual de saúde, que pretende levar um novo modelo assistencial para as regiões, com a implantação das AMA (Assistência Médica Ambulatorial) e de Hospitais Dia.
Serão investidos R$ 2 milhões na reforma e aquisição de equipamentos para a unidade. Dos recursos, 80% será financiado pelo governo do Estado e 20% pelo município. O Hospital Dia Municipal de Piracicaba será administrado por uma organização social e receberá um repasse anual de R$ 800 mil reais. A expectativa é que sejam realizadas 3.780 cirurgias eletivas por mês na nova unidade.