faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Adoção de vestíveis irá dobrar no próximo ano

adocao-de-vestiveis-ira-dobrar-no-proximo-ano.jpg
dispositivo - shutterstock
Em cinco anos, 69% dos consumidores terão um dispositivo doméstico conectado à rede; muitos deles têm foco em Saúde, diz pesquisa da Accenture

Os dispositivos de Internet das Coisas - conceito utilizado para se referir a objetos e aparelhos do dia-a-dia ligados a grandes bases de dados e redes - vão invadir o dia a dia dos consumidores nos próximos anos, como pulseiras e relógios, termostatos, câmeras de segurança e outros equipamentos que comunicam de forma inteligente com a rede. Cerca de 69% dos consumidores pretendem adquirir um dispositivo doméstico conectado à rede até 2019, prevê a consultoria Accenture. Até o final do próximo ano, essas tecnologias já devem fazer parte do dia a dia de 13% dos consumidores, enquanto atualmente 4% possuem algum desses itens.

A adoção de wearables com foco em saúde – dispositivos vestíveis de IoT (Internet das Coisas), como os relógios inteligentes e pulseiras fitness que monitoram dados do corpo humano – deve aumentar à medida que o mercado evolui suas tecnologias e oferece maior produtividade. O estudo, chamado Estado da Internet das Coisas 2014, identificou que quase metade (43%) dos consumidores declararam que planejam a compra de um aparelho desta categoria nos próximos cinco anos. Dentre os entrevistados, 22% informaram possuir ou planejam fazer uma compra até o fim do próximo ano.

Já os dispositivos com foco em segurança deve acontecer mais a longo prazo. Os mais citados pelos entrevistados foram os termostatos inteligentes (adoção projetada de 13% para o próximo ano e 43 % nos próximos cinco anos) e os sistemas de segurança conectados (adoção projetada de 13% para o próximo ano e 43 % nos próximos cinco anos).

As tecnologias de vestuário inteligente e visores frontais (heads-up displays) são menos propensas à adoção – apenas 3% de adoção projetada para 2015 e de 14% a 16% nos próximos cinco anos.

Perfil
O mapeamento, conduzido pela agência Acquity, que faz parte da Accenture Interactive, mostra que não são apenas os entusiastas de tecnologia que estão interessados neste tipo de produtos, mas os late-adopters também manifestam interesse em comprá-los.
Segundo os estudos, os homens são early adopters em relação às mulheres: quase 19% contra pouco mais de 8%, respectivamente, conhecem ou já ouviram falar de Internet das Coisas.

A adesão entre os consumidores mais jovens a essas tecnologias conectadas virá mais tarde, enquanto os consumidores mais velhos estão mais propensos a já adquirir alguns produtos. Cerca de 59% dos consumidores da geração X (entre 26 e 35 anos) pretendem adotar a tecnologia fitness vestível nos próximos cinco anos, em comparação com 47% da geração Y (entre 18 e 25 anos).

"O crescimento desses dispositivos terá um grande impacto na inovação da experiência do cliente em todos os setores. A adoção de tecnologias da Internet das Coisas pode proporcionar às empresas digitais oportunidades de engajamento de marca de alta qualidade com os clientes e gerar mais receitas”, declara Jay Dettling, presidente do Acquity Group Dettling.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar