faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Disponível no Brasil, testagem em ‘pool’ permitiu à China testar 11 milhões de pessoas em 5 dias

biomedhub

Startup catarinense BiomeHub desenvolveu método preciso e seguro de testagem em massa de assintomáticos, que agiliza e reduz os custos com o procedimento

A cidade chinesa de Qingdao testou todos os seus 11 milhões de habitantes em cinco dias e conseguiu evitar um novo surto de coronavírus no país, após identificar, no último dia 11, 12 casos ligados a um hospital que trata pacientes vindos do exterior. Para acelerar o processo, a Comissão Nacional de Saúde chinesa realizou testes em lote de dez pessoas. Dessa forma, as autoridades locais conseguiram rastrear e isolar os casos positivos rapidamente. A técnica de testagem em massa também está disponível no Brasil. Desenvolvida pela startup catarinense BiomeHub, a chamada metodologia ‘pool’ testa assintomáticos em grupos de 16 pessoas por meio de testes do tipo RT-PCR - os mais precisos para se detectar a presença do vírus ativo num indivíduo.

Nesse modelo de testagem em grupo, são coletadas duas amostras da nasofaringe (nariz) de cada indivíduo assintomático. Um dos materiais coletados fica reservado em um tubo individual, enquanto a outra amostra é testada no modo coletivo no método RT-PCR em tempo real. Os resultados saem em até 24 horas. Caso alguém do grupo esteja contaminado, são realizados os testes individuais e os mesmos ficam isolados até a descoberta de quem do grupo está infectado pela doença. Em caso de o “grupo testar negativo”, todos são liberados com um único teste.

“Nesta etapa de retomada, é a realização dos protocolos de segurança, juntamente com a testagem em massa de forma recorrente, que vai fazer com que consigamos isolar mais rapidamente os indivíduos infectados. Neste contexto, chamo a atenção para os infectados assintomáticos, que são os casos mais críticos no controle da dispersão do vírus. Infelizmente, o nosso sistema de saúde não comporta a testagem em massa dos assintomáticos usando as estratégias tradicionais de RT-PCR”, ressalta o doutor em Genética e Biologia molecular e CEO da BiomeHub, Luiz Felipe Valter de Oliveira.

Segundo o especialista, é possível estimar que, para cada indivíduo assintomático identificado de forma preventiva e isolado, entre 2 e 4 pessoas são protegidas de contaminação.

Além de aderir à testagem em massa, a cidade de Qingdao foi dividida em setores para facilitar a coleta das amostras e novos laboratórios foram montados em tendas infláveis. Quatro dias depois do início dos testes, já era registrado apenas um caso. A doença está amplamente controlada na China, onde surgiu pela primeira vez em dezembro do ano passado, em Wuhan. Desde meados de agosto o país só havia registrado casos importados.

Em Florianópolis 20 mil pessoas foram testadas em pool

A BiomeHub é pioneira no Brasil em testes de triagem em pool em pessoas assintomáticas, tendo desenvolvido um método cuja precisão para a identificação do vírus SARS-COV-2 foi comprovada cientificamente.  Desde o início da pandemia, a startup já testou perto de 20 mil pessoas para a Covid-19 só em Florianópolis (SC) - incluindo servidores públicos, militares, jogadores de futebol, trabalhadores do transporte público e pequenos comerciantes. A capital catarinense chegou a ficar mais de 30 dias sem registrar morte por coronavírus.

A estimativa é de que até dezembro um milhão de brasileiros sejam testados pelo laboratório. A capacidade atual de testagem desse método no laboratório da empresa, em Florianópolis, é de 500 mil testes por mês.

Foto: laboratório da BiomeHub em Florianópolis. CRÉDITOS: Divulgação