faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Por que as inovações na saúde acontecem tão lentamente?

shutterstock_304785857oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

A cada ano que passa os gastos com a saúde vem aumentando no mundo todo. Por outro lado, não estamos percebendo uma contrapartida na melhora dos resultados, nem na satisfação dos pacientes. Pelo contrário, grande parte das pessoas acredita que os cuidados com saúde tem piorado nas últimas décadas.

Uma das razões para esse cenário vem do fato de que a revolução digital não chegou ao setor da saúde. Claro que temos equipamentos mais modernos, mas a experiência do usuário continua sendo primordialmente analógica. Ainda hoje são raros os lugares em que são possíveis mesmo coisas muito simples, como por exemplo, agendar uma consulta através da internet. E mesmo em países desenvolvidos, como nos EUA, boa parte das informações dos pacientes ainda está acumulando pó em pastas de papel.

Muitas das novas tecnologias como impressão 3D, nanotecnologia, inteligência artificial, robótica, internet das coisas, sensores, realidade virtual e aumentada entre outras; tem enorme potencial de serem aplicadas na área médica. Mas resistimos em colocar em prática até mesmo coisas básicas, como por exemplo, possibilitar que médicos e pacientes possam se comunicar através de meios digitais.

Por que que isso acontece? Claro que temos que ter cuidado em inovar na área da saúde porque estamos falando de vidas humanas. Mas muitas vezes subestimamos o custo de não inovar. Quantas vidas estamos perdendo devido a essa lentidão?

Nesse bate papo descontraído com Reinaldo Normand, especialista em inovação aqui no Vale do Silício, nós conversamos sobre o que está emperrando a inovação na medicina e convidamos para a debate: O que pode ser feito para aceleramos esse processo sem expor os nossos pacientes a riscos desnecessários?

[youtube]https://youtu.be/p4R1zV9lNdU[/youtube]

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar