faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Sustentabilidade nas cozinhas hospitalares é um dos eixos do Congresso de Hotelaria & Facilities

Article-Sustentabilidade nas cozinhas hospitalares é um dos eixos do Congresso de Hotelaria & Facilities

hospitalar-congresso-hotelaria-facilities-2024.png
Atenuar os efeitos climáticos também deve ser preocupação da nutrição hospitalar, por isso, a sustentabilidade nas cozinhas hospitalares será discutida no Congresso de Hotelaria e Facilities, nos dias 22 e 23 de maio, na Hospitalar 2024. Confira!

Hoje, 21 de maio, começa a 29ª Hospitalar. Durante quatro dias de evento, os visitantes terão a oportunidade de conhecer o que há de mais moderno na área, por meio dos mais de 1.200 expositores, dos cinco congressos e das arenas de conteúdo que vão ocorrer simultaneamente.

Um dos destaques da feira é o Congresso de Hotelaria e Facilities, realizado nos dias 22 e 23 de maio. A aplicação dos conceitos de sustentabilidade nos serviços de nutrição e dietética faz parte de um dos eixos do fórum. 

“Sustentabilidade é um conceito muito aplicado nos hospitais, mas no serviço de nutrição ele ainda é incipiente e superficial. Com todas as questões climáticas, precisamos fazer ações mais profundas na nutrição hospitalar”, alerta Weruska Davi Barrios, nutricionista e pesquisadora do ECCCo (Estudos para Ciência Cultura e Comida) da Faculdade de Saúde Pública da USP, que será uma das palestrantes do congresso. 

Relacionado: Podcast Hospitalar 2024: conheça as discussões imperdíveis dos congressos oficiais

O que será debatido no congresso de Hotelaria e Facilities?

Entre os assuntos debatidos na tarde do primeiro dia do congresso, está o uso consciente dos alimentos. Por meio do estudo de cases bem-sucedidos, a pesquisadora apresentará soluções que podem promover o melhor atendimento a pacientes, com menos efeitos climáticos.

“Existem várias coisas que podemos mudar dentro do serviço, e a compra sustentável é uma delas. Precisamos olhar de onde são comprados esses alimentos e como é a produção: por exemplo, com uso de agrotóxicos, degradando o ambiente onde ele é produzido. A partir daí, os hospitais podem começar a segregar os fornecedores com foco na produção agroecológica, orgânica, o mais próximo possível deles para que demande menos logística também”, explica Weruska. 

Leia mais: Plaza Hospitalar promete enriquecer a experiência do visitante

Essa foi uma das ações adotadas pelo Hospital de Clínicas de Porto Alegre, que contribuiu, inclusive, com uma diminuição de custos da nutrição. Outra solução apontada é o uso integral do alimento. Uma vez que é comprado um produto de qualidade, produzido sem agrotóxico e de forma sustentável, a utilização integral é mais viável e reduz os resíduos.

“Na área hospitalar, a redução de resíduos é um ponto importante. É possível reduzir esse resíduo usando o alimento de forma integral, como os talos, as cascas e as sementes, fazendo esse trabalho dentro de casa”, afirma a pesquisadora.

A busca pelo resíduo zero faz parte da preocupação das cozinhas, mas nem sempre é possível. Por isso, alguns hospitais já desenvolvem o trabalho de compostagem, visando ao aproveitamento do que não pôde ser utilizado na alimentação de pacientes. 

“Atualmente, existem hospitais que já têm a sua própria forma de compostagem. Mas também podem ser usados recursos da comunidade, com ONGs que fazem essa coleta. Os hospitais precisam começar a destinar corretamente os resíduos orgânicos, da mesma forma que fazem com o plástico”, ressalta Weruska. 

Quem fará a apresentação no evento?

Serão apresentadas ações do Hospital das Clínicas da FMUSP, que tem hortas próprias para produção de temperos e PANCS – plantas alimentícias não convencionais; do Hospital São Camilo, em São Paulo, que também possui uma produção significativa de hortaliças e PANCS para atendimento do paciente; e da Prefeitura de São Caetano do Sul, que incluirá nos hospitais municipais da cidade a compra sustentável da agricultura familiar, iniciando com a utilização da biomassa de banana-verde como uma opção saudável e sustentável aos pacientes. 

A preocupação em transformar a sustentabilidade da nutrição hospitalar agrega valor aos hospitais e contribui para a melhora da saúde dos pacientes, que é o objetivo principal do setor. “O nosso objetivo final, pensando na nutrição hospitalar, é a alimentação adequada e sustentável para esse paciente. Com essas mudanças, conseguimos agregar nessa qualidade diversas outras coisas que estão relacionadas com o nosso impacto no meio ambiente”, conclui a pesquisadora. 

Confira: Hospitalar 2024: Congresso de Reabilitação debate desafios e avanços da área

Participe da Hospitalar 2024 

A sustentabilidade da nutrição hospitalar é um tema que promete ajudar na redução dos resíduos emitidos pelos hospitais, colaborando com o meio ambiente e também a saúde dos pacientes.

Para saber mais informações sobre o Congresso de Hotelaria e Facilities, acesse a programação completa. Restam as últimas vaga, garanta já a sua!

Hospitalar 2024
Data:
 21 a 24 de maio, das 11h às 20h
Local: São Paulo Expo (1,5, Rod. dos Imigrantes - Vila Água Funda, São Paulo, Brasil)