faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Coworking de saúde permite aos profissionais da área atender em outras cidades

Divulgação/OPT . DOC _OPT . DOC.jpg
Infraestrutura completa, equipamentos e tecnologias avançadas são alguns dos fatores que tem viabilizado essa prática na OPT . DOC

Profissionais de diversas especialidades da medicina, que estão sediados em outras capitais e cidades, estão descobrindo os benefícios de adotar o modelo de coworking para estender seus serviços à capital paulista. É o que vem constatando a OPT . DOC, coworking voltado ao segmento de saúde, que vê um número cada vez maior de profissionais de saúde de outras cidades e estados -- entre médicos, dentistas e nutricionistas --, buscando o modelo de consultório compartilhado na capital paulista, para assegurar uma maior mobilidade em relação às localidades em que atuam.

“Todo profissional da área de saúde pensa em ampliar a sua clientela, inclusive atendendo pacientes em outras cidades e estados diferentes de onde reside. Esta é uma forma de abrir novos horizontes profissionais, fortalecer sua atividade e aproveitar melhor o seu tempo, mantendo-se aberto ao novo”, constata Patricia Del Gaizo Maia, CEO e fundadora da OPT . DOC. Ela explica que o profissional de saúde que troca o consultório tradicional pelo coworking de saúde também quer experimentar novas formas de trabalho e inovar, sem que isso implique, necessariamente, em custos fixos e investimentos elevados.

Na OPT . DOC, o número de profissionais da área de saúde que utilizam as instalações e serviços dobrou em 2021, no momento que a pandemia estabeleceu novos parâmetros de trabalho e a necessidade de se ter estruturas mais flexíveis de operação.

O cirurgião-dentista Victor Ferzelli, de Campo Grande (MS), especialista em DTM, Oclusão, Dores Orofaciais e Prótese Dentária, é um dos profissionais que passou a utilizar o coworking da OPT . DOC para realizar o atendimento e os procedimentos odontológicos na capital paulista. O profissional, que também é professor, mestre em prótese dentária e membro fundador da Sociedade Brasileira de DTM e Dores Orofaciais (SBDOF), está expandindo sua atuação em São Paulo, e achou no coworking todos os requisitos necessários para exercer sua atividade e atender os pacientes. “É como se estivesse em minhas próprias instalações, com a vantagem de não ter que administrar o consultório e ter flexibilidade para trabalhar em São Paulo”, afirma Ferzelli.

Assim como Victor Ferzelli, a dentista Gabriella Marcela Dos Passos Picchi, que atua nas áreas de Harmonização Facial e Clínica Geral, quando está na capital paulista, realiza os seus atendimentos na OPT . DOC. A profissional também atende no interior paulista, nos períodos em que está em sua fazenda, encontrou na OPT . DOC uma excelente alternativa para viabilizar o atendimento na cidade. “É uma opção que me permite dispor de infraestrutura e acesso às tecnologias atuais”, observa Gabriella, ao citar o acesso aos scanners intraorais, câmeras, estúdio fotográfico, laboratório de prótese, radiografias e tomógrafo que compõem os equipamentos da OPT . DOC.

A demanda pelo coworking também cresce junto aos profissionais sediados na capital paulista. O dentista Heleno de Moraes, que mora na cidade, adotou o modelo há um ano e meio, dando uma virada em sua maneira de atender os seus pacientes. “Sempre fui adepto dos consultórios tradicionais, mas optei pela OPT . DOC não só pela economia, praticidade e conforto, mas para poder viajar tranquilamente sem ter de me preocupar com o consultório”, conta ele, ao observar que, como especialista em prótese, com mais de 30 anos de atuação, viaja muito para os congressos. “Mesmo que não morasse em São Paulo, adotaria o coworking para ampliar os contatos profissionais”, acrescenta.

Além disso, profissionais como médicos, dentistas e nutricionistas, sediados em outras localidades, costumam viajar para São Paulo e outros estados, com a finalidade de participar de eventos, seminários e cursos de aperfeiçoamentos. E o coworking é uma boa oportunidade para estenderem sua atuação a outras cidades e ampliar a clientela.

Reconhecida por oferecer consultórios modernos, a OPT . DOC atende por meio do sistema pay per use, que, em apenas dois anos de operação, viu a demanda pelo seu modelo de consultórios compartilhados dobrar e já oferece a sua estrutura para mais de 300 médicos e dentistas. São profissionais tanto da capital paulista quanto de outras localidades - interior e de outros estados -, inclusive, aqueles que promoveram o êxodo urbano e encontraram no local uma estrutura completa com equipamentos de última geração como o Invisalign para atender os seus clientes.

A OPT . DOC conta com oito salas-padrão e 12 especialmente formatadas para os dentistas, e agora, fim de trazer ainda mais conforto a esses profissionais e atender a demanda crescente, está realizando um investimento de R 20 milhões para abrir duas novas unidades na capital paulista, que deverão iniciar as atividades até o final do primeiro semestre, além de inaugurar novas salas no espaço atual.

“A OPT . DOC cresce tanto em número de horas locadas para os clientes existentes quanto em número de novos clientes - em torno de 30 a cada mês -, atraídos pelas vantagens de operar no modelo de consultório compartilhado. E essa é uma tendência que segue forte, atraindo cada vez mais o interesse de profissionais das diversas especialidades médicas”, destaca a CEO e fundadora da OPT . DOC. “Ao darmos estrutura para que eles tenham mobilidade, ajudamos esses profissionais a ampliarem a capilaridade de atendimento e o número de pacientes.”

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar