faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Conheça o passo a passo do medicamento dentro do hospital

Diante de infraestruturas danificadas, a expedição de kits emergenciais de saúde requer agilidade e boa gestão

Os órgãos

de controle de fabricação, distribuição e consumo de medicamentos no Brasil

expedem em média mil avisos de anormalidades de fabricação ou uso de produtos.

Há, portanto, a necessidade de fazer recalls de forma intensa.

 

Sendo

assim, a rastreabilidade de medicamentos é fundamental para identificar quem

consumiu, comprou, onde está e em que condições estão quaisquer produtos

farmacêuticos que estão circulando no mercado brasileiro. Por isso, ter um

projeto de logística com recursos de rastreabilidade em toda a rede de

atendimento torna-se uma grande ferramenta para garantir a segurança de toda a

cadeia de saúde.

 

Desde a

fabricação, há uma preocupação dos órgãos sanitários em adotar códigos de

barras padronizados, conforme as normas da Agência Nacional de Vigilância

Sanitária (ANVISA). Além disso, a agência criou o Comitê Gestor da Implantação

do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos (SNCM) para aperfeiçoar ainda

mais a rastreabilidade de medicamentos e facilitar o recolhimento de lotes por

quaisquer problemas, onerando menos o sistema de saúde e garantindo mais

segurança aos consumidores.

 

Dentro do

hospital, a logística pode ser resumida em 11 etapas:

  1. Recebimento(conferência dos pedidos e verificação da integridade das embalagens, lote, validadee quantidade).
  2. Endereçamento(alocação de produtos nas áreas de estocagem, conforme lote e validade).
  3. DispensaçãoIndividualizada
  4. Dispensaçãocoletiva
  5. Dispensaçãode Kits de procedimento
  6. Rastreabilidadedesde a entrada até o consumo
  7. Gerenciamentode Estoque
  8. Gestão dematerial consignado
  9. Controlede administração de medicamento
  10. Logísticareversa (estorno físico, contábil e financeiro dos produtos não consumidos pelopaciente).
  11. Gestãoautomática de requisição de compras

 

A gestão

logística de medicamentos envolve também a área de tecnologia, que pode

organizar as informações gerenciais de forma mais prática. Além disso, a equipe

assistencial é fundamental para que o processo tenha sucesso, pois são

responsáveis pela administração dos remédios, bem como abastecer os sistemas de

controle de informações. A junção de processos bem desenhados com tecnologia e

pessoas treinadas garante que o caminho percorrido pelo medicamento seja

adequado e eficiente não somente para a instituição de saúde, como também para

o paciente.

 

Domingos Fonseca, Presidente da UniHealth

Logística Hospitalar

http://unihealth.com.br/

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar