faz parte da divisão da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

O diferencial das avaliações comportamentais na contratação de candidatos via plataformas online

Alisson Souza - CEO da abler.jpg
Alisson Souza, CEO da abler, relata como o comportamento de candidatos pode ser identificado e utilizado para contratações mais assertivas

Encontrar um bom emprego requer dedicação e, nos últimos tempos, a qualificação deve ir além das especificações do cargo desejado, mas também conciliar a experiência com as chamadas soft skills, que são habilidades de comportamento necessárias para desenvolver as atividades do dia a dia com maior desenvoltura.

Atualmente, muitas empresas investem nessas habilidades e procuram por funcionários que já as possuam. A abler, startup focada em Recursos Humanos e com uma plataforma de recrutamento completa, dispõe de uma série de recursos para encontrar os melhores profissionais para cada vaga. “Nós ranqueamos os candidatos com base nos requisitos que a empresa está pedindo por ordem de aderência. Ninguém é desclassificado de forma automática, mas o recrutador não precisará ver todos os currículos para saber qual é o aplicante com maior fit”, explica Alisson Souza, fundador e CEO da empresa.

A plataforma também permite que recrutadores utilizem avaliações para extrair os melhores resultados de uma seleção de candidatos. Segundo o especialista, é importante que os candidatos respondam a essas perguntas não só para a empresa, mas para entender o próprio perfil comportamental e desenvolver as habilidades que ainda não foram aperfeiçoadas.

Alisson explica que a base dessas análises é feita utilizando a psicometria, que é o vínculo entre psicologia e estatística, para calcular a aderência entre o candidato à vaga. “A empresa traça o perfil que precisa para determinada posição, o candidato responde a avaliação comportamental e, utilizando matemática e tecnologia, as ferramentas calculam a aderência entre candidato e vaga”, ele relata.

Com as respostas de uma avaliação bem calibrada é possível entender os traços de comportamento, como foco em resultados, flexibilidade, tomada de decisão, adaptabilidade, gestão de conflitos, trabalho em equipe, resiliência, entre outras, que são importantes para o dia a dia dos profissionais.

Para o candidato, é importante estar atento para responder as avaliações periodicamente. “Teorias dizem que só é possível melhorar alguma habilidade comportamental significativamente após pelo menos 6 meses de prática. Portanto, apenas após esse período é possível descobrir alguma melhora passando por uma nova avaliação. Se os candidatos não renovam esses processos, a probabilidade da empresa não considerá-lo para um novo processo seletivo é grande, uma vez que ainda estará disponível apenas o resultado antigo”, finaliza Alisson.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar